Guias de Viagem e Arte

 
 
jan 03 2007

Gente de todas as cores e sabores … (A Saga do Caminho 14)

Hontanas – Boadilla del Camino:31,72 Km
O dia estava tão bonito e depois de uma leve caminhada deparamos com uma construção do século XV em ruínas. Apesar do estado que se encontra o Convento medieval de San Antón é impossível não se detener nem que seja por alguns minutos.
Caminho de Santiago

Este convento pertencia à ordem dos antonianos, que nasceu no século XI em França e que se estendeu por toda Europa chegando a ter cerca de 400 refúgios. Seu brutal crescimento se deu principalmente por conhecerem a cura da doença do fogo de San Antón. Esta doença era o ergotismo, uma espécie de gangrena generalizada das extremidades, causada pela intoxicação com um fungo parasita que vive nos ovários das flores de centeio. As pessoas comiam qualquer coisa de centeio infectada e adoeciam. Esta doença matou muita gente, quase como a peste negra.

O Convento de San Antón era um centro de peregrinação dentro do Caminho de Santiago, procurado por aqueles que tinham a enfermidade e buscavam a cura. Os frades vestiam túnicas negras com o simbolo tau, que é a letra t do alfabeto grego.Desde 2.002 o convento voltou a exercer sua antiga função de acolher os peregrinos. Nas ruínas existe um refúgio bem particular. Nós entramos para ver como era, o clima era bem diferente dos demais refúgios, eram poucas pessoas (talvez porque faltam as comodidades que os urbanautas estão acostumados) e todas conversavam entre si e cantavam enquanto uma senhora tocava ao violão. Eu achei super zen, mas infelizmente eu ainda não estava preparada para viagens tão profundas e solitárias. Ainda necessitava do ruído urbano, de comida quentinha e da histeria das pessoas, quem sabe em um outro momento …

Mais um par de quilômetros e chegamos a Castrojeriz, onde faríamos nosso lanche. Todos no caminho falavam muito do lindo patrimônio arquitetônico-religioso de Castrojeriz. E não se pode negar que a cidade era muito charmosa e bem cuidada, mas já o mesmo não se podia falar dos serviços gastronômicos. Aqui fomos mal tratados em um pequeno armazém e depois em um bar, aliás o bar se chamava Lagar, o melhor que se pode fazer é “se largar deste lugar” (sei que a rima é ridícula, mas é que ainda quando me lembro deste episódio fico meio atarantada). Mas vejam só, isto é bem particular, o caminho se faz ao caminhar como já dizia o poeta Antonio Machado, assim não é porque eu passei mal que você não irá desfrutar deste povoado!
Caminho de Santiago

Depois de Castrojeriz uma subidinha, a esta altura do campeonato, jogador já não se asusta com qualquer adversário. Assim foi fácil, e desta montanhinha se tinha uma vista espetacular de Castrojeriz. Mais uns quilômetros e alcançamos uma ponte do século IX que separa a província de Burgos da província de Palencia.
Caminho de Santiago
Caminho de Santiago
Caminho de Santiago

Palencia tem alguns dos melhores monumentos românicos espanhóis, e bem conservados. Vale a pena ir mais devagar neste trecho de 3 ou 4 dias e parar para visitar as igrejas e mosteiros românicos.
Caminho de Santiago

Próxima parada: Boadilla del Camino, para mais uma grata surpresa – o albergue “En el Camino”. Um albergue privado com gente super hospitaleira, e com muito conforto. Quando se fala de conforto no caminho, isto quer dizer, água quente, cama limpa, menos de 20 pessoas no mesmo quarto, coisas assim. Este tinha tudo isso, e também uma pequena piscina e um jardim acolhedor para relaxar. Mas o melhor eram as pessoas que gestionavam este lugar: um espanhol e um argentino. Eduardo (el español) conhecia o Brasil, e até Curitiba, e curou minhas últimas bolhas ao som de Cássia Eller. Ele era um “enamorado” do nosso país. O melhor da vida, não só do caminho, que existem pessoas de todos os tipos, umas que quase estragam teu dia e outras como estes hospitaleiros que tornam tudo mais agradável, e não digo isso somente porque ele amava o Brasil. Eles tratavam todos os peregrinos com tanto carinho, que dava vontade de ficar mais tempo por lá. Mas o caminho é assim, chegar, conhecer, admirar e partir para outras paragens, a buscar outras surpresas e emoções …

Quer ficar sabendo quando saem os próximos posts?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Viaje com a gente no Google+ – google.com/+TuromaquiaViagens
Inscreva-se no nosso canal no YouTube, e seja o primeiro a ver nossos videos Turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

Posts relacionados:
Tudo que é bom … (de Saint-Jean-Pied-De-Port a Roncesvalles)
Dificuldades … (de Roncesvalles a Zubiri)
Eu x Eu (de Zubiri a Cizur Menor)
Perdão e Reflexão (de Cizur Menor a Puente de la Reina)
Eu necessito … (de Puente de la Reina a Estella)
Da fonte de vinho a pocilga (de Estella a Los Arcos)
A chegada a La Rioja (de Los Arcos a Logroño)
Um lugar abençoado por Deus … (de Logroño a Ventosa)
O importante não é chegar … é ir! (de Ventosa a Santo Domingo de la Calzada)
O primeiro grande desafio (de Santo Domingo de la Calzada a Montes de Oca)
Divagações em Atapuerca (de Montes de Oca a Agés)
Os grandes tesouros (de Agés a Burgos)
Feliz na Aldeia Global! (de Burgos a Hontanas)

Imagens: turomaquia_2006

1 Comentário

  1. silvia oliveira

    Super lindo o novo visual do blog!Beijos!

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Trailer de mais um vídeo da “Odisseia Grega” no YouTube - Patricia de Camargo. Link na bio, te espero por lá 👁

#greecelovers #atenas #vlogatenas #acropoledeatenas #grecia
  • Vistas da Acrópole. O templo grego mais bem preservado do mundo, o de Hefesto 🏛

#greecelovers #templodehefesto #atenas #greciaantiga #mundoantigo
  • Muita gente me diz que sítio arqueológico é só pedra e mais pedra. Mas que nada, são aquilo que a gente foi, são pilhas da nossa memória coletiva, são nossa chance de entender como chegamos até aqui e de que forma queremos ser lembrados em 200 anos quando outros homens e mulheres caminharem pelas ruínas do nosso legado 🙌🏼 #greecelovers #acropolis #atenas #artegrega #estilojonico
  • Dica de Sevilha: café da manhã na tradicional “La Campana” fundada em 1885. O lugar é bonito, gostoso e oferece uma boa relação custo x benefício . Gastamos 13,10€ por 2 sucos de laranja natural, 2 cafés e 2 mistos. 
Também é um ótimo lugar para comer um doce tradicional ou comprar um presente gostoso 😉

Abre todos os dias das 8:00 às 22:00 horas.

#sevilha #lacampana #ondecomersevilha #espanhalovers
  • Esta é a Nova Iorque florida que me deparei numa viagem que realizei nas primeiras duas semanas de maio. Linda demais 💕💕💕 #newyorkflowers #beautifulstreet #centralparkmoments #estadosunidos #novaiorque
  • Qual é seu ponto favorito do Central Park em New York? Eu acho lindo de morrer,  o lugar onde fica uma das maiores fontes da cidade, a Bethesda. 
Também conhecida como "Anjo das Águas", foi o primeiro trabalho de arte pública encomendado a uma mulher. Neste caso, a artista Emma Stebbins, que desenhou a fonte em 1868, sendo inaugurada em 1873.

A gente vê um anjo de bronze de dois metros e meio de altura que carrega um lírio e com a outra mão abençoa a água. Tem um referência bíblica ao evangelho de João que fala de um anjo que abençoa a piscina de Bethesda, conferindo-lhe poderes de cura. 
Debaixo do anjo vemos 4 querubins que representam a pureza, a saúde, a temperança e a paz.

É legal chegar junto à fonte cruzando por debaixo das arcadas da Bethesda Terrace, criada em 1860, um desenho de Jacob Wrey Mould. Debaixo dos arcos costumam se apresentar músicos, já vi um concerto melhor que o outro.

A fonte se encontra mais ou menos no meio do parque na altura da rua 72.

#bethesdafountain #centralpark #newyorklovers #mulheresnaarte #emmastebbins

Follow Me!