Guias de Viagem e Arte

 
 
set 08 2006

Dificuldades … (A Saga do Caminho 2)

Às 6:00 da manhã, as luzes paulatinamente se acendem, e uma música ao estilo gregoriano ressoa pelo albergue. Estamos na parte de cima de umas bicamas, e despertamos com nossos outros 98 companheiros. Dormimos em um antigo “hospital” de peregrinos. Os hospitais de peregrinos eram os refúgios dos antigos caminhantes de Santiago da Idade Média.

Despertei sem nenhuma dor, e aquela música me fazia sentir em um tempo distante em que os peregrinos corriam perigo de vida ao realizar o Caminho a Santiago. Começava a rotina de dormir nos albergues. Algo que se acostuma rapidamente. Recolher o saco de dormir, reunir a roupa, a pasta e escova de dentes e ir até o banheiro. Voltar, arrumar a mochila, passar um creme nos pés, e colocar as duas meias.

Sim,duas meias, e não é outra besteira! Isso pode ser decisivo no tipo de caminhada que você vai fazer. A primeira meia é de nylon, e se calça ao avesso, para que nenhuma dobra venha a roçar o teu pé, porque qualquer roçamento pode gerar uma bolha. E você já caminhou com uma bolha? Eu até então nunca, e é (com o perdão da palavra, mas é a que melhor se encaixa) uma merda! E a segunda meia, é uma meia normal de esporte, que protege teu pé dos possíveis roçamentos com o tênis.

Ao sair de Rocensvalles já demos de cara com uma antiga cruz do século XI. O caminho está repleto de cruzes. Elas muitas vezes te avisam que está no caminho certo, ou seja, é um aviso de fé e de orientação. O caminho não é só um ato religioso para muitos. Também é uma forma de fazer turismo barato, mas até aqueles incautos que chegam com apenas este objetivo são tocados por esta antiga via apia romana.
Caminho de Santiago

Estamos em uma das mais ricas comunidades autônomas espanholas– Navarra. Os povoados são lindos, as casa saídas de contos de fadas. E eles aqui também falam euskera, o idioma do País Vasco, por questões históricas. Ao se conhecer a história de Espanha se compreende porque existem tantos idiomas e outras diferenças culturais. Foram povos que se uniram por guerras, por acordos. No caso de Navarra foi por um acordo, tanto que até hoje eles mantém algumas diferenças em relação às outras comunidades porque conquistaram certos direitos através do acordo de união com o Reino de Aragón.

Voltando ao caminho. O segundo dia começava a 950 metros de altitude, entre várias subidas e descidas, ao final do dia estaríamos a 550 metros. Eu como uma louca começo a descer mais rápido, e o inevitável acontece, quase chegando a Zubiri (nossa próxima parada) o joelho esquerdo diz: “Chega!”. Começo a sentir uma forte dor atrás do joelho, dizem que tive uma sobrecarga, só vou saber quando for na próxima semana ao ortopedista. Bem, não importa muito, o fato é que doía! Tive que caminhar cerca de 5 km, com a perna esquerda estendida. Imagina: caminhando sem dobrar o joelho esquerdo, a que velocidade se caminha!?

Caminho de Santiago
Cheguei meio mal-humorada, mas o legal é que nestas horas você percebe quanto o teu ser amado realmente te ama. Eu teria me dado às contas, mas meu homem, forte, sensível e com uma paciência de jó, resistiu com um humor incrível! Cheguei a dizer que tudo aquilo era absurdo, que ia pegar um ônibus a Madrid e um avião ao Brasil. Que eu não tinha necessidade nenhuma de sofrer!O Caminho de Santiago é duro! Arranca o teu melhor e o teu pior, e neste dia, bem … nem necessito dizer que …

Chegamos ao albergue de Zubiri, que não era lá essas coisas, e meu bico cruzando os Pirineus! Para que tenham uma idéia, o banheiro feminino estava fora do albergue, na esquina, em uma espécie de contenedor gigante.
Caminho de Santiago

Eu reclamei muito, e depois me arrependi bastante. Eu não sei calar esta minha boca grande! E neste dia fatídico, conheci a pessoas incríveis neste albergue. Gente de todas as partes de Espanha. Gente que me fez sentir vergonha da minha pobreza de espírito, e fui dormir feliz, com o coração repleto de amor e de uma tranquilidade que me tomou o corpo.

Tive a primeira noite maravilhosa do caminho – não dormi, literalmente, desmaiei!Descobri algo que pode soar meio babaca, que sofremos por coisas idiotas! Por coisas que pensamos que necessitamos, por imagens estereotipadas de situações, de pessoas, de sentimentos que nunca acontecem. É claro que amanheci com dor, mas já não tinha aquela sensação de angústia e de não saber porque estava me dispondo a tudo isso!

Acordei em paz, e já havia caminhado 46 Km, e muitas dores, tristezas e felicidades estavam por vir …

Post relacionado:
Tudo que é bom … (de Saint-Jean-Pied-De-Port a Roncesvalles)

Quer ficar sabendo quando saem os próximos posts?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Viaje com a gente no Google+ – google.com/+TuromaquiaViagens
Inscreva-se no nosso canal no YouTube, e seja o primeiro a ver nossos videos Turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

Imagens: turomaquia_2006

14 Comentários

  1. VIRGINIA

    PAT,ESTOU ARREPIADA,COM O CAMINHO 2 NÃO DEMORE PARAESCREVERE A SAGA 3, ESTOU MUITO ORGILHOSA DESUAS DESCOBERTAS, BEIJOS DESSA MACACA CHAMADA MÃE

    responder
  2. Astroyorch

    Hola Pati!!! Estás haciendo el camino de Santiago!!! qué bien, te va a encantar. Yo lo hice hace unos 6 años y disfruté muchísimo… Aprovéchalo eh?Por cierto, para evitarte comentarios como el del anónimo te recomiendo que pongas una firma digital (es lo que tengo yo en mi blog) y así evitas el spam en los comentariosMuchos besitos y a ver si nos vemos en algún momentoJorgePD.- Ya tengo depositada la tesis doctoral. En Diciembre la defiendo

    responder
  3. ::: Ká :::

    PatyyyyyyyyNossa… to arrepiada.. isso que foram só 46km.. aff!!!!!Mal posso esperar para saber as outras sagas!!!BeijãoooooooSaudadesKá

    responder
  4. Turomaquia

    Muito obrigada pelas palavras de motivação, e em verdade me sinto muito feliz de compratilhar com vocês estas experiências! E qualquer pergunta que tenham, porfa, nada de vergonha: A PERGUNTAR …Muitos beijos

    responder
  5. Silvia Oliveira

    Pati!Minha mãe – que fez uns 350 km do caminho – também conta estes “milagres”. Diz que havia dias em que ela pensava que ia deitar para morrer de tão cansada e de tantas dores. Pois houve um dia em que ela sonhou que anjos vinham fazer massagem nos pés dela (ela mesma brinca que estava delirando) e que – coincidência ou não , acordou sem nenhuma dor. Beijos!

    responder
  6. Turomaquia

    Sabe que esse lance de coincidências, sei lá … Bem, mas adiante contarei uma história de fé ou de coincidências (dependendo do ponto deista). Beijos a todos

    responder
  7. Turomaquia

    PONTO DE VISTA, ESTOU SEM MEU COMPUTADOR E ESTE QUE ESTOU UTILIZANDO ESTÁ MEIO CAIDAÇO JEJEJEJJE

    responder
  8. lucia

    Patrícia, viajei contigo ao ler mais uma das suas caminhadas, quanta emoção…Obrigada por compartilhar conosco.LUCIA

    responder
  9. Carmem

    Acho que tive sorte! Nada de dores, nem bolhas.

    responder
  10. Hanna

    Pati que legal, parabens pelas honestas palavras com seus leitores.bjobjo

    responder
    • Patricia de Camargo

      Brigaduuuu 😉 Recebeu meu e-mail c/ fotos?
      beijos

      responder
  11. Natália M. Gastão - Ziga da Zuca

    Nossa! Ainda estou no seu segundo dia e já me imaginei no caminho… Deve ser duro, mas deve ser incrível!

    responder
  12. celia

    Oi Patricia! Eu farei o caminho em maio/2015 e minha dúvida é sobre proteção para chuva. Levo capa de chuva que cobre tudo inclusive a mochila ou uma jaqueta e calça impermeáveis. A mochila que vou lever tem capa de chuva.
    Estou lendo todos os seus posts sobre o Caminho. Eu gostei é informativo sem ser cansativo.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Celia, minha mochila ñ tinha capa de chuva, então comprei uma em Decatlon. Levei uma capa de chuva grossa que servia também como casaco, que é a azul clara que aparece nas fotos, e toda minha roupa era esportiva, daquele estilo, seca super rápido, e lavamos algumas vezes nos albergues durante o caminho. Muitos oferecem serviço de máquina+ secadora. Só uma vez lavei a mão e foi um pesadelo 🙁 Acho que a capa que cobre tudo dificulta demais a caminhada, por isso ñ levei. Maio é uma época linda para fazer o caminho, mas esteja preparada para temperaturas gélidas pela manhã e calor pela tarde, passamos por isso até em agosto, que é o auge do verão.
      Um abraço

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Tristeza pela situação catalã. A região já perdeu mais de 1000 empresas e 15% das reservas turísticas. Tudo por culpa de uma famigerada ideia de um estado paradisíaco, graças à independência. Um artista espanhol definiu bem a situação, "não é Espanha contra Catalunha; é Catalunha contra Catalunha". .
#catalunha #españa #barcelona #gaudi #casabatllo #arte #sadmoments
  • Prá todo mundo que vez ou outra, sente-se imerso neste vagão de trem, sem saber bem aonde vai chegar 🚆
.
#tokyo🇯🇵 #japan🇯🇵 #feelings
  • A obra mais polêmica de GOYA no Top100Arte, lá no meu canal do YouTube - Patricia de Camargo. Também tem link na bio 💚

#arte #goya #historiadaarte #Top100Arte #youtuber
  • Tem tanta coisa prá censurar - corrupção, narcotráfico, crimes de gênero, crimes de ódio, mas tem gente que prefere  ir atrás da arte, "que torna  a vida suportável" 🙁

Todos os autoritarismos começaram desta maneira, indo atrás de artistas. Cuidado com o que você defende!

#Repost @gabi_mariliagabriela (@get_repost)
・・・
SOMOS MUITAS VOZES QUE NÃO ACEITAM A CENSURA E A DIFAMAÇÃO.  #342Artes  #censuranuncamais  #contraacensuraeadifamação
  • Diz aí, não está ficando com vontade de conhecer Gran Canaria? 😉

#lascanterasbeach #laspalmas #iggerslaspalmas #beachlife🌴🌞🌊🏄👌💁 #beachday #beautifulday #grancanaria #laspalmasdegrancanaria
  • E o dia amanheceu assim ... simplesmente perfeito, no quintal da minha casa 🤗

#beautifulday #beachlife🌴🌞🌊🏄👌💁 #lascanterasbeach #laspalmasdegrancanaria #iggerslaspalmas #canaryisland #españa

Follow Me!