Guias de Viagem e Arte

 
 
out 29 2006

Divagações em Atapuerca … (A Saga do Caminho 11)

Era o momento de conhecer nossos antepasados que jaziam no Patrimônio Mundial da Humanidade: Atapuerca. Depois do café-da-manhã em Villafranca Montes de Oca encontramos um bosque incrível, muitas subidas e descidas, mas pela foto vocês podem perceber que todo o esforço era altamente recompensado!
Caminho de Santiago

Neste momento eu continuava descendo de costas, e sinceramente estou convencida que isto salvou meus joelhos do desastre total. Antoninho, o paciente, descia no seu ritmo e me esperava abaixo. “Ui, não te esperava?!” – Senhores e senhoras é bastante perigoso que outra pessoa segure seu ritmo nas subidas ou descidas, lesões podem surgir deste tipo de ato que ao final não ajuda a ninguém!

Depois de doze quilômetros imersos na natureza chegamos a San Juan de Ortega. San Juan nasceu neste povoado, que agora leva seu nome, e foi quem ajudou a Santo Domingo na construção das infra-estruturas do caminho. Estamos na Europa, mas existem coisas também inexplicáveis. A cidade de San Juan de Ortega é super pequena, mas a igreja é de cair o queixo, e se aguenta pela vontade da parróquia e dos padres, e é uma jóia do românico! Não te cobram entrada, mas você pode deixar donativos. Acho que todos deviam ajudar, afinal pertencemos todos a humanidade, e é igual que o patrimônio esteja aqui, ali ou acolá, tudo nos ajuda a saber quem somos e para onde vamos …
Caminho de Santiago

Continuando com as imbecilidades “paradóxicas”, todo peregrino pára nesta cidade, a maioria inclusive pernoita por aqui, mas mesmo os que seguem param para comer algo, visitar a igreja, descansar, porque é uma cidade emblemática. E não é que o único bar-restaurante não atende bem as pessoas. O dono seguramente consegue a maior parte dos seus benefícios do caminho, e trata os peregrinos com uma má-vontade pasmante! Gente burra, má gestão dos recursos e imbecilidades (infelizmente) são três coisas que pertencem à humanidade! Fazer o quê!???????

A partir de San Juan de Ortega faltava pouquíssimo para nosso destino final, que naquele dia era Agés. Este dia apenas 17,08 Km para poder conhecer Atapuerca. Agés é uma cidade com cinquenta habitantes no meses de verão, e doze no inverno. Mas ao contrário do que possa parecer, é perfeita para o peregrino. Oferece dois albergues, o albergue San Rafael é um luxo, super novo, com vários serviços, e muito limpo! E ademais as excursões para Atapuerca passam por esta cidade, com casas cheias de flores e um ar de nostalgia, que acalma até um hiper-ativo.
Caminho de SantiagoCaminho de Santiago

Um ônibus nos levou até a Serra de Atapuerca, onde se detectou a presença humana mais antiga da Europa Ocidental. Uma excelente guia nos contou como descobriram os espécimes de Atapuerca, sobre as excavações, mas o Parque Arqueológico poderia aportar muito mais ao visitante, porque toda a história contada era muito fascinante!
Caminho de Santiago

O Caminho é auto-descobrimento, é sofrimento físico e moral, mas sobretudo é uma aula de história a cada passo. Ai que bom seria … divago neste momento… se todos pudessem passar por caminhos assim, estivessem onde estivessem, que lhes permitissem pensar, esquecer, recordar, principalmente recordar sua faceta humana … e voltar o olhar para sua cidade, seu país, seu mundo … “Conhecer para amar, e amar para respeitar”.
Caminho de Santiago
Siga a gente no Instagram, clicando
Posts relacionados:
Tudo que é bom … (de Saint-Jean-Pied-De-Port a Roncesvalles)
Dificuldades … (de Roncesvalles a Zubiri)
Eu x Eu (de Zubiri a Cizur Menor)
Perdão e Reflexão (de Cizur Menor a Puente de la Reina)
Eu necessito … (de Puente de la Reina a Estella)
Da fonte de vinho a pocilga (de Estella a Los Arcos)
A chegada a La Rioja (de Los Arcos a Logroño)
Um lugar abençoado por Deus … (de Logroño a Ventosa)
O importante não é chegar … é ir! (de Ventosa a Santo Domingo de la Calzada)
O primeiro grande desafio (de Santo Domingo de la Calzada a Montes de Oca)

Imagens: turomaquia_2006

2 Comentários

  1. Silvia Oliveira

    Estupendo!Curiosidade: pela riqueza de detalhes que você descreve… como você faz para lembrar de TUDO? Você conseguia anotar alguma coisa depois de tanto caminhar ou é boa memória mesmo???MUITO BOM!Beijos….

    responder
  2. Turomaquia

    Silvinha eu levei um MP3 e em algum momento lhe tirava do bolso e gravava minhas impressões. Porque eu não tinha muita vontade de escrever quando chegava no destino do dia!Beijos

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Mesmo com o clima de ontem, que chove, que vem neblina, desfrutamos da etapa mais bonita do bike tour. 
Foram 40 km entre castelos, bosques que pareciam encantados e o clímax chegou na região de Wachau com seus vinhedos e povoados lindos pra dedéu.

Hoje o bike tour termina em Viena 😫 Mas a viagem não 😉

#biketour #donau #danubio #biketourdanubio #austrialovers
  • Pavilhão barroco nos jardins da Abadia de Melk. O complexo é Patrimônio Mundial da Humanidade. 
Este edifício é todo decorado com afrescos em seu interior. Mostrei nos Stories do @arte_365 
A entrada do complexo custa 12,50€ ou 14,50€ com visita guiada de 50 minutos. Não tem em português, mas em espanhol, italiano e inglês.

#melk #abadiademelk #patrimoniomundial #austrialovers #biketour
  • Cidade do caminho de hoje - Mauthausen. 
Foram 65 km em 4 horas de bici 🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️ #biketour #mauthausen #austrialovers #austria🇦🇹 #danubio
  • Parece pintura, mas é o cotovelo do Danúbio visto do mirante “Schlögener Blick”. Schlogen foi onde começamos nosso passeio de bici que vai nos levar até Viena 🚴🏽‍♂️🚴🏽‍♂️🚴🏽‍♂️ #biketrip #schlogen #austrialovers #danubioriver #donau
  • Esperando o embarque para Schlogen. Vamos de barco até lá e depois mais 52 quilômetros de bici até Linz. Vou tentar mostrar tudo nos Stories 🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️ #passau #biketrip #schlogen @romantische_donauschifffahrt #boattrip
  • Que lugar!!! Adorei a ida aos castelos do Rei Ludwig II. É um bate e volta meio cansativo porque são 2 horas de trem e outras 2 para voltar, mas o dia foi inesquecível. 
Estávamos em 3 e o bilhete de trem ida e volta para o grupo custou 37€. A entrada para os dois castelos 25€ por pessoa. Em Füssen esperando o trem, tomamos meio litro de radler a 3,50€. Engraçado que curto mais o tour pelo castelo menos famoso, gostei mesmo do Neuschwanstein por fora, mas isso é gosto e já sabe né, gosto não se discute, como máximo se lamenta 🤣🤣🤣 #neuschwastein #fussen #castle #alemanha🇩🇪 #castelos

Follow Me!