Guias de Viagem e Arte

 
 
jun 30 2014

O que fazer em Lisboa – Padrão dos Descobrimentos

O que fazer em Lisboa
Confesso que sempre pensei que o Padrão dos Descobrimentos era aquele tipo de monumento que apenas valia a pena ser observado desde seu exterior. Era tão impactante levantar o pescoço e dar com aqueles gigantes que ajudaram a desvendar este mundão, que achava totalmente desnecessário ir por suas entranhas.

Não podia estar mais enganada, este monumento que homenageia ao monarca que lançou Portugal ao mar, o Infante D. Henrique, e todos aqueles que tornaram possível esta façanha é tão legal desde fora como desde dentro.

Entrei no Padrão numa manhã de agosto, com um céu incrível e o Tejo que mais parecia uma piscina, coisa rara para um rio que mais lembra um mar! Antes de qualquer coisa, fomos ao mirante, normalmente curto mais as subidas do que as vistas que costumam ser confusas, cheias de telhados desordenados e o pior, em espaços claustrofóbicos, que podem levar qualquer um à loucura, tal o paradoxo de onde se está e o que se vê.

Mas no Padrão dos Descobrimentos, o espaço que se transita é totalmente aberto e a vista era tão límpida quanto aquele céu. É simplesmente lindo ver a Ponte 25 de Abril, o Cristo Rei de um lado; o Tejo na frente; depois a Torre de Belém com um rio sem fim ao fundo; e para terminar o Mosteiro dos Jerônimos, o gigante Centro Cultural Belém; e quando você pensa que terminou lançar teu olhar para o abismo e dar com a Rosa dos Ventos e o mapa que mostra toda a cronologia da expansão portuguesa.
Padrão dos Descbrimentos Padrão dos Descbrimentos
O que fazer em Lisboa
Padrão dos Descbrimentos
A cada respirada profunda, uma vontade de ficar horas lá em cima, quase sem escutar os sons da cidade, sentindo a brisa e vendo o tempo passar. Mas não dá né?! A cidade nos esperava, descemos às exposições, normalmente são mostras fotográficas relacionadas com a cidade e sua história. Depois meio relutantes abandonamos o edifício, e sentamos junto ao rio para identificar os personagens históricos, era nossa forma de render nossa homenagem particular.
Padrão dos Descbrimentos O que fazer em Lisboa
Uma pena, entre as 33 figuras, apenas uma mulher. A mãe do Infante 🙁 E entre os 32 homens, nosso Pedro Álvares Cabral.

Curiosidade: o monumento foi erguido pela primeira vez em 1940 dentro das comemorações dos 800 anos do “nascimento” de Portugal, e dos 300 anos de restauração da Independência. Foi montada uma mostra intitulada “Exposição do Mundo Português” aqui mesmo junto ao Tejo. Mas o Padrão dos Descobrimentos foi realizado com materiais que aguentariam o tempo da expo, depois desapareceria. Em 1960 quando se comemoraram os 500 anos da morte do Infante D. Henrique, o monumento foi reconstruído para ficar!
O que fazer em Lisboa
Idealizadores do monumento: o arquiteto Cottinelli Telmo e o escultor Leopoldo de Almeida.

Info prática
O Monumento fica no Bairro de Belém, leia mais sobre este bairro aqui.

Combina com uma visita ao Mosteiros dos Jerônimos, Torre de Belém e claro à gostosa Pastelaria “Pastéis de Belém” 🙂

Horários:
De março a setembro das 10:00 às 19:00 (última entrada às 18:30 horas)
De outubro a fevereiro das 10:00 às 18:00 horas (última entrada às 17:30 horas)
Fecha nos dias: 1 de janeiro, 1 de maio e 25 de dezembro

Tarifas:
Geral – 3 5€
Jovens de 12 a 18 anos – 2 2,50€
Menores de 12 anos acompanhados por um adulto – gratuita
Familiar (2 adultos + 2 jovens de 12 a 18 anos) – 8 12,50€

Veja todos nossos posts de Portugal, clicando aqui.

Quer ficar sabendo quando saem os próximos posts?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

Seguro viagem geral 728x90
imagens: turomaquia_2012

5 Comentários

  1. Jessica Sardinha

    Olá Patrícia post muito bom!
    Estive lá em janeiro deste ano e gostei muito! O Bairro de Belém é muito legal, meu marido ficou deslumbrado com a Torre de Belém e sem contar os pasteis que são DIVINOS… O Padrão do Descobrimento vale a visita.
    Patrícia quando fui para Lisboa peguei varias dicas do seu blog, nunca te agradeci. Obrigada 🙂
    Beijos

    responder
    • Patricia de Camargo

      Ai Jessica que delícia de feedback, muito obrigada!!!

      responder
  2. Eloísa Maria Rocha Salvato

    Oi Patricia, muito legal. Já estivemos em Portugal várias vezes e iremos outra vez agora. Já estamos com voos e carros também para Madeira e Açores, mas vamos ter uns dias para rodar de Valência para Lisboa. Muito obrigada por tudo. Eloísa.

    responder
  3. Rose

    Olá. Estou em Caxias. Gostaria de saber se é possível ir de Comboio até os Castelos de Sintra. Obrigada

    responder
    • Patricia de Camargo

      Rose, dá sim, mas dá trabalho viu, parece que a opção seria pegar 3 linhas diferentes de trem: Cascais, Azambuja e depois a de Sintra 🙁 Sendo que ainda teria que trocar de estação em uma das mudanças de linhas! Eu iria até Lisboa e de lá pegaria direto a linha para Sintra!

      Um abraço

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Esta é a Nova Iorque florida que me deparei numa viagem que realizei nas primeiras duas semanas de maio. Linda demais 💕💕💕 #newyorkflowers #beautifulstreet #centralparkmoments #estadosunidos #novaiorque
  • Qual é seu ponto favorito do Central Park em New York? Eu acho lindo de morrer,  o lugar onde fica uma das maiores fontes da cidade, a Bethesda. 
Também conhecida como "Anjo das Águas", foi o primeiro trabalho de arte pública encomendado a uma mulher. Neste caso, a artista Emma Stebbins, que desenhou a fonte em 1868, sendo inaugurada em 1873.

A gente vê um anjo de bronze de dois metros e meio de altura que carrega um lírio e com a outra mão abençoa a água. Tem um referência bíblica ao evangelho de João que fala de um anjo que abençoa a piscina de Bethesda, conferindo-lhe poderes de cura. 
Debaixo do anjo vemos 4 querubins que representam a pureza, a saúde, a temperança e a paz.

É legal chegar junto à fonte cruzando por debaixo das arcadas da Bethesda Terrace, criada em 1860, um desenho de Jacob Wrey Mould. Debaixo dos arcos costumam se apresentar músicos, já vi um concerto melhor que o outro.

A fonte se encontra mais ou menos no meio do parque na altura da rua 72.

#bethesdafountain #centralpark #newyorklovers #mulheresnaarte #emmastebbins
  • Novo post-guia no www.turomaquia.com 🤛🏼 Espero que vocês curtam 🥰 🎶 Teardrop - Massive Attack (era o tema de abertura da série “House”. #moma #arte #artemoderna #museumguide #newyork
  • No Brooklyn todo mundo curte tirar esta foto na rua com a Manhattan Bridge de fundo. É só ir nas esquinas da rua Washington com a Front. Depois da foto, aproveita e faz uma boquinha no gostoso e barato Front Street Pizza 🍕 que na verdade é famoso por esta massinha recheada da foto 😉

#manhattanbridge #novaiorque #ondecomerbrooklyn #fotonewyork #beautifulstreet
  • O que será que elas estavam falando sobre uma das obras mais importantes de Picasso?! Eu não sou muito curiosa, mas adoro escutar o que o pessoal comenta no museu sobre as obras de arte. Não é para julgar, é para “ver” com os olhos do outro 👁👁 #moma #picasso #museumlovers #arte #historiadaarte
  • Junto ao Museu do Prado, vemos a escultura de Murillo. Ele foi um pintor barroco que colocou na tela a doçura das meninas, dos anjos, das virgens. 
Nasceu em Sevilha em 1618 e faleceu em 1682.

#murillo #barroco #arte #madri #arthistory

Follow Me!