Guias de Viagem e Arte

 
 
jan 27 2010

Mosteiro dos Jerônimos – Patrimônio Mundial da Humanidade em Lisboa

Portal Sul. Esta pedra branca, o calcário de lióz, é mesmo linda. O portal é enorme e toda a pedra está quase que inteiramente trabalhada. São esculturas e relevos. Me sinto pequeninha. Imagine que esta nem é a porta principal.

Mosteiro dos Jerônimos

Vou caminhando para a entrada do mosteiro, a meio caminho do meu lado direito uma outra porta, menor, sou levada a atravessá-la. Tenho a sensação que estou numa espécie de caverna,  e passo por dois túmulos, um de cada lado. Repousam neste lugar o grande poeta Luís Vaz de Camões e o navegador, Vasco da Gama. Este pequeno espaço, de repente se abre e surge uma profusão de colunas brancas altíssimas e totalmente entalhadas. Olho para cima e fico zonza, o teto está lá longe e também está todo decorado com aqueles símbolos do rei que dá nome a um estilo, o manuelino. Tenho que voltar,  é a vontade ? (…) tenho que esquecer estas promessas de espiritualidade, de tranquilidade para me meter na longa fila repleta de casais, senhores, senhoras, crianças (…) Suspiro, e é só um suspiro resignado.

Mosteiro dos Jerônimos - Igreja
Mosteiro dos Jerônimos

Compradas as entradas, vou sem muita vontade até o claustro. Na minha triste ignorância penso que já nada mais me vai arrancar naquele dia um OH! Mas o tempo mais sábio, apronta das suas, e num piscar de olhos tenho diante de mim o pátio mais lindo que já vi em toda minha vida. Eu e o Tom perdidos naquele mar de beleza vamos desorientados buscando cada qual um lugar para admirar aquele edifício. Obra do mesmo rei da Torre de Belém, D. Manuel I. Todo o dinheiro para sua construção saiu da chamada “vintena da pimenta”. Um imposto criado pelo rei: 5% de todo o rei trazido da Guiné e também de todas as especiarias e pedras preciosas da Índia.
Mosteiro dos Jerônimos
Esta pequena fortuna foi capaz de erguer um mosteiro digno de anjos, mas no qual viveram até 1833 os monges da Ordem de S. Jerônimo. Mas não era de graça não, entre suas funções estavam rezar pela alma do rei e prestar assistência espiritual aos navegadores!

Mosteiro dos Jerônimos

Ainda no claustro, babando feito loucos, encontramos a Fonte do Leão. Nela os monges lavavam suas mãos antes de entrar no refeitório. Mas dizem que se você tocar na pata do bichano e pedir um desejo, ele vai se realizar (…) afinal não custa nada tentar.
Mosteiro dos Jerônimos

Cumprido mais um ritual, e deles se faz a vida, começamos a visita às salas da planta térrea, e entre elas encontro o túmulo do “tudo vale a pena …”. Terminada a planta térrea bem no lugar do antigos confessionários, vislumbro doze portinhas onde os monges confessavam aos peregrinos e marinheitos que entravam pela igreja. Os monges entravam pelo claustro e lhes separava uma grade de ferro. Bem aí encontro a escada para o andar superior.
Mosteiro dos Jerônimos
Em cima é possível aceder ao coro alto da igreja e ter outra visão do templo. Já nem sei se posso pensar em mais palavras para descrever a sensação de estar dentro deste patrimônio não só português, mas de toda a humanidade, assim proclamado pela Unesco. Outra vez resignada, tenho que deixar o coro para entrar em uma sala que conta tudo que passava em Portugal e no mundo durante os anos anteriores e posteriores à construção do mosteiro. Mas se o visitante já estiver cansado, o melhor é ver o sol amansando no horizonte e seus reflexos naquela pedra branca do claustro. Nesta hora você vai se perguntar se a visita “valeu a pena?” E inundado pela poesia do lugar, o próprio Fernando Pessoa te vai responder: “Tudo vale a pena / Se a alma não é pequena”.

Mosteiro dos Jerônimos
Mosteiro dos Jerônimos
Mosteiro dos Jerônimos

Informações práticas (atualizadas 2017)
Horários:
Outubro a Abril das 10:00 às 17:30
Maio a Setembro das 10:00 às 18:30

Tarifas:
Normal: € 10
Bilhete Conjunto (Mosteiro dos Jerónimos/Torre de Belém): € 12
Entrada gratuita: domingos e feriados até às 14:00 horas
A Malu comentou no post da Torre de Belém que mostrou a carteirinha de estudante e teve entrada franca aqui e na Torre de Belém.

Leia também:
Dicas para visitar o Bairro de Belém – Lisboa

Veja todos nossos posts de LISBOA

Busque e reserve seu hotel em Lisboa, clicando aqui. Assim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada

Nem pense em viajar sem seguro, a gente facilita as coisas te oferecendo um desconto de até 60% \o/ Clique aqui, para escolher seu cupom de desconto.

Evite filas, compre as entradas para os principais atrativos de Lisboa e também excursões, clicando aqui.

fotos: turomaquia_2009

8 Comentários

  1. Antonio e Ellen

    Olá Patricia, fomos em Lisboa e muito próximo ao Mosteiro dos Jerônimos, mas infelismente não entramos e agora q vimos seu post, vimos q é imperdível, na próxima vez com certeza não deixaremos de fazer essa visita. Olha, colocamos no nosso post de Lisboa vc como referência, pois seu post está de excelente qualidade e completissimo, parabéns.bjswww.viagemafora.blogspot.com

    responder
  2. Isabel O., Portugal

    Olá PatríciaEntão está (ou esteve)por cá?Li atentamente os seus posts sobre Portugal. Fiquei contente pelo facto de ter gostado da experiência. Pena ter apanhado mau tempo. Este Inverno tem estado mais chuvoso que outros.Só há três dias temos tido céu limpinho mas, claro, desceu a temperatura.Nós não moramos em Lisboa mas vamos bastante para Belém, ao Centro Cultural homónimo, ou a exposições do Museu Nacional de Arqueologia, e aos pastelinhos, claro.

    responder
  3. Patricia de Camargo

    Antonio e Ellen, muito obrigada pelo carinho e pelo enlace!!!Isabel, eu e o Tom amamos Portugal, e nem o tempo conseguiu estragar o prazer que tivemos durante a viagem. E ainda tem muita coisa pela frente … inclusive o Centro Cultural Belém!Estivemos de 27 de dezembro a 4 de janeiro.Até nas Canarias hoje está fazendo um friozinho !!!!Onde você mora?Beijos aos três

    responder
  4. Carol Wieser

    Nossa, esse mosteiro é "divino" no sentido literário da palavra.:)

    responder
  5. Isabel O.

    Moro em Setúbal.É a 40 Km de Lisboa, para sul. Se estiver de carro não deixe de vir pela serra da Arrábida – é dos litorais mais fascinantes do país.Dê uma olhada nestas fotografias:http://www.trekearth.com/gallery/Europe/Portugal/South/Setubal/Arrabida/photo166697.htmBeijinhos

    responder
  6. Patricia de Camargo

    Carol, foi bem emocionante para mim esta visita! Fico feliz que tenha conseguido expressar esta "divindade" no post!Isabel, nós vamos voltar com a mais absoluta certeza, e daí vamos alugar um carro. Já anotei taudica e vou olhar as fotos agora mesmo!Beijos às duas

    responder
  7. Ana Paula

    O Mosteiro abre na segunda-feira?

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

Instagram has returned invalid data.

Follow Me!