Guias de Viagem e Arte

 
 
maio 28 2010

Roteiro por Paris – para flainar pela cidade …

Jardin de las Tulleries

Paris é perfecta para caminhar, mas do que isso para flainar, que segundo o Dicionário Priberam, é passear sem destino, por mera distracção. Cada viajante vai conformando seus caminhos, seja guiado pelos edifícios, pela onipresente Torre ou talvez pelo estômago. Meu eixo de orientação em duas caminhadas foi o Jardim das Tulherias. Este parque em frente ao Museu do Louvre perfeito para o “laissez faire, laissez aller, laissez passer”, ou seja, “deixai fazer, deixai ir, deixai passar”. Aqueles banquinhos sabiamente colocados em frente a uma espécie de “laguinho” são o local perfeito para comer o pão com queijo de 0,90€ recém-comprado no posto do artesão do pão, Paul, bem ao lado do Arco do Carrossel. Neste ponto entre a lateral do Museu Orangerie, a Torre Eiffel, o Obelisco e ao fundo o Arco do Triunfo tudo pode acontecer, quem sabe “alguém pode te oferecer flores”.

Jardim das Tulherias

Jardim das Tulherias

Depois deste momento slow travel, voltar à viagem real é complicado mas necessário, Paris tem tanto a oferecer. Uma encruzilhada no meio do caminho, na Praça de la Concorde virar à direita na Rue Royale para comer um macarron na Laduree, rezar um pouco na Madeleine, esta igreja com as mil e uma colunas, para depois voltar a virar à direita e encontrar com as compras nos grandes magazines – Printemps e Galleries Lafayete. Passeio que anima não só pelo consumo que virá, mas também porque caminhar pelos Grandes Boulevars é do mais entretido e agradável.

Igreja de la Madeleine

Voltar à Praça de la Concorde após o prazer gastronômico do macarron é outra possibilidade. E à esquerda, andar junto ao Sena. Passar pelas lindas pontes, passar por cenários de filmes, instantes que somente Viagens para Paris podem proporcionar. Entrar na rua do Grand Palais, na altura da Pont des Invalides, à direita para chegar à Champs-Elysees. Subir esta rua, que mais parece uma vitrine, onde se vê e se olha. Onde se paga mais caro para comer até no próprio rei do fast-food americano, mas afinal esta é uma das avenidas mais comentadas do mundo.

Pontes de Paris

Andar preguiçosamente pelos Campos Elíseos (versão portuguesa da chique avenida). Quem sabe comprar uma entrada para o último show da noite do Lido. Não se pode dizer que seja barato, mas o espetáculo é milimetricamente perfeito e o cenário muda tantas vezes que entre a champagne e o “pássaro” que alça voo bem na sua frente, já não se sabe o que é real e o que é fantasia.

Arco do Triunfo

A avenida nos conduz a outro símbolo da cidade, ou melhor, a dois outros símbolos. Um deles se escancara diante de nós, o Arco do Triunfo, o outro se resiste, e para vê-lo há que subir no arco. A Estrela de Paris, formada pelas doze ruas que saem do Triunfo e se estendem na cidade. Quando estou percorrendo a terraça identificando as doze pontas da estrela, escuto um burburinho, são 22:00 horas, hora em ponto, a torre dá seu espetáculo de luz, e tal qual no filme “Cidade dos Anjos”, todos olham extasiados aquele ser que estava fadado a desaparecer, mas que hoje constitui a melhor marca da cidade, a Eiffel. E filosofando de forma barata penso que talvez todos sejamos como a Torre. Estamos fadados a desaparecer, mas temos antes disso a oportunidade de brilhar!

Informações práticas:
É possível realizar Viagens baratas à cidade, primeiro praticando o “flainar”, depois comprando o passe Paris Museum Card, e por fim consultando os voos Low cost Paris.

Leia também:
Economizando com o Paris Museum Card
Roteiro de 4 dias com o Paris Museum Card
Louvre – indicado para redescobrir quão maravilhoso é o ser humano!
Guia prático do Museu do Louvre – F.A.Q.
Compras em Paris: dos macarons à sapatilhas de ballet

fotos: turomaquia_2010
mapa: Google Maps

3 Comentários

  1. Cris Campos

    Que delícia esse post, Patrícia! Adorei!Confesso que eu não morri de amores por Paris, mas concordo que tem coisas encantadoras e uma delas é mesmo caminhar, digo, flainar, pela cidade. Depois de ler o seu texto até estou gostando (bem) mais de lá!

    responder
  2. Oscar

    Paris!!Saudades de flainar por ai tb!!otimo post Patriciao

    responder
  3. Patricia de Camargo

    Cris, tenho que te confessar que tinha a mesma sensação que você. Mas pouco a pouco a cidade vem me seduzindo heheheOscar, e eu enloquecendo com os últimos posts de vocês, ai que vontade de Estados Unidos heheheBeijos aos dois

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Entramos? Misturas impossíveis que o Porto faz prá você.

Uma semana incrível para vocês. Eu já coloquei um incenso prá queimar. Prá ver se os nós se desfazem esta semana. 
Depois de uma noite louca entre pesadelos de época kkkkkk tô necessitada de um cheiro bom 😉

#porto #portugal🇵🇹 #mix #bares #beautifulcity
  • Gran Canaria também sofre com a onda de calor. Ontem subimos a San Mateo e o termômetro marcava 38 graus 😨 Nesta cidade acontece sábado o dia todo e no domingo até às 14 horas um mercado agrícola genial 👁‍🗨
.
#sanmateo #canaryislands #grancanaria #market #verão #happiness😊 #happymoments❤
  • Lanzarote é linda até detrás de uma janela 👏
.
#lanzarote #cesarmanrique #arquitetura #architect #canaryisland #art #beachlife🌴🌞🌊🏄👌💁
  • Praia de uma das ilhas mais singulares das Canarias - Lanzarote 🏝🏝🏝
.
#lanzarote #beachlife🌴🌞🌊🏄👌💁 #canaryisland #famarabeach🏄 #island #beach
  • Trafalgar Square, "casa"de um grande museu londrino 😉
#museumweek #museum #london #londres #art #trafalgarsquare #beautifulday
  • Vou viajar com crianças, qual museu devo ir?  Sinceramente dá prá levar as crianças em qualquer museu. Na maioria dos casos,  o problema maior são os adultos que não estão acostumados a ir a museus de arte e se sentem perdidos neles.

Nesta foto, a família se diverte entre as esculturas de Henry Moore na Tate Britain .

#museum #museumweek #tatebritain #henrymoore #art #arte #london #londres #familytrip

Follow Me!