Guias de Viagem e Arte

 
 
maio 09 2014

O que fazer na terra natal de Verdi | Busseto

Antes de tudo, dá o play, este post devia ser um podcast 😉

Ainda meio sonolenta da noite entre aeroportos, peguei o primeiro trem naquela manhã ensolarada em Bologna, e olha que acabava de chegar na cidade. Lutando contra o sono cheguei a Fidenza, onde 10 minutos depois saía o segundo trem com destino a terra de um dos homens mais amados pelos italianos. O homem que me fez cair de amores pela ópera.

Foi numa aula de música no Largo da Ordem em Curitiba que escutei por primeira vez uma ária de “La Traviata”, e o que muitos italianos me disseram que é seu verdadeiro hino, um coro de outra ópera, “Nabucco”.

Uma hora e quarenta minutos depois cheguei na pequena Busseto, por fim na terra do maestro, de um menino que aos 12 anos realizou sua primeira composição, Giuseppe Verdi. É colocar o pé na primeira rua da cidade que a vida se faz música. O rosto de Verdi por todos os lados, estampado em faixas que cruzam a rua principal; fora e dentro de restaurantes e lojas; na escultura da praça, e o mais bonito o amor profundo declarado por todos com quem conversei naquelas 6 horas que desfrutei da cidade que viu nascer a Verdi.
Busseto - Cidade onde nasceu Verdi Busseto - Cidade onde nasceu Verdi
Busseto - Cidade onde nasceu Verdi Busseto - Cidade onde nasceu Verdi
Como chegar
De trem
Desde Bologna você levará de 1 hora e meia a 1 hora e 45 minutos e terá que fazer um transbordo em Fidenza, normalmente rapidinho! O bilhete de ida-e-volta me custou 18,60€. Há vários trens durante todo o dia. Na volta, se não comprou o bilhete de ida-e-volta (que é melhor porque dá desconto!) terá que comprá-lo na máquina na Estação de Busseto, que é bem pequena.

De carro
Fica a 130 km de Bologna e a apenas 41 km de Parma, pense que delirante seria fazer um roteiro de carro pela região destas cidades, a Emilia Romagna (suspirando), a terra do parmiggiano-reggiano, do presunto di parma e do aceite de modena, para citar algumas de suas denominações de origem.
Busseto - Cidade onde nasceu Verdi
O que fazer
Como cheguei quase na hora do almoço apenas me deu tempo de visitar 3 dos 6 lugares verdianos 🙁

1. Caminhar, respirar e transpirar música. Assim de simples!

2. Entender um pouco de Verdi numa visita guiada no Museu Verdiano a Busseto, que fica na casa onde morava seu mecenas, Barezzi. Verdi declarou que sem este homem, não teria nunca sido nada. O “maestro” nasceu em uma casa humilde e não teria como estudar música sem o apoio de Antonio Barezzi. Para ele era um segundo pai, a quem dedicou sua ópera “Macbeth”.

3. Imaginar a reação de Verdi ao entrar no teatro que leva seu nome, e que ele achava que era meio exagerado (risos). Ficar bem quietinho e imaginar Toscanini regendo ali “La Traviatta” em 1913, ou Zeffirelli anos mais tarde à frente de “Aida”.

4. Passear pelos jardins e pela casa que viveu com seu segundo amor, a cantora lírica Giuseppina Strepponi. Seu romance aliás foi o maior escândalo, porque foram viver juntos sem casar, imagina como era isso no século 19 \o/ Apenas se casaram em segredo depois de 19 anos de relação. A Villa Verdi S. Agata é linda, mas se estiver sem carro, alugue uma bicicleta no Escritório de Turismo, que fica ao lado do teatro, porque não dá para ir andando, principalmente porque o caminho é por uma estrada. De bici é moleza, e olha que eu sou meio desajeitada com a magrela. Paguei 7€ pelo aluguel da bicicleta, e se tivesse chegando antes teria dado tempo de ir até a casa onde nasceu Verdi.

5. E ainda dá para visitar o Museu Nazionale Giuseppe Verdi, Museu Renata Tebaldi e a casa onde nasceu o “maestro” agora mesmo está fechada para restauração, mas em breve vai reabrir ainda mais lindona 😉

Ao chegar em Busseto, vá diretinho para o Escritório de Turismo e peça a Tourist Card para ter descontos nos museus. É só pegar a Via Roma, e depois de umas quadras verá do teu lado esquerdo uma praça e no fundo a escultura de Verdi. Em frente da escultura verá um enorme edifício que abriga entre outras coisas, o escritório de informações turísticas.

Para ver os horários e preços dos lugares verdianos, visite: http://www.bussetolive.com
Busseto - Cidade onde nasceu Verdi
Busseto - Cidade onde nasceu Verdi Busseto - Cidade onde nasceu Verdi
Busseto - Cidade onde nasceu Verdi Busseto - Cidade onde nasceu Verdi
Museu Casa Barezzi - Busseto - Italia
Onde comer
Na rua principal da cidade, a Via Roma, vi um lugar tão lindinho e cheio de gente, que não pensei duas vezes, entrei. E simplesmente me apaixonei pela Salsamentería Storica e Verdiana Baratta. Tocava Verdi, o atendimento era amável, e diferente dos grandes centros italianos, ninguém te força a comer rápido e deixar o lugar livre para os próximos clientes. Na Emilia-Romagna o ritmo é outro 😉

Aceitei a sugestão do garçom, um menu de petiscos com tábua de presunto cortadinho na hora no balcão. Uma jarrinha de vinho frisante da casa, água, pão e uns molhinhos maravilha! Quando a “taça” chegou, e vi que era uma tigelona lembrei que já tinha visto esta “tacinha” no Twitter do @cafeviagem e do @contandoashoras. E sabe quanto me custou tudo isso? 11 eurinhos!

O restaurante abre das 11:00 às 19:00 horas de terça-feira a quinta-feira; e das 11:00 à meia-note de sexta a domingo. Fecha na segunda-feira.
End.: Via Roma, 76
Site: www.salsamenteriabaratta.it
Busseto - Cidade onde nasceu Verdi
Busseto - Cidade onde nasceu Verdi Busseto - Cidade onde nasceu Verdi

Veja todos nossos posts da ITÁLIA

Busque e reserve seu hotel em: Busseto |  NonantolaBologna | Milão | Veneza | Roma | FlorençaAssim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada

Nem pense em viajar sem seguro, a gente facilita as coisas te oferecendo um desconto de 15% \o/ Clique aqui, e para ganhar o desconto neste ano de 2017, coloque o código: 2017AFL. Para ver os descontos em outros anos, clique aqui

Quer receber mais dicas de viagem?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

Olha que coisa mais linda este flashmob no TEDx Rio de La Plata 2013. Eu chorei rios, e vi umas vinte vezes. Sim, eu sou melodramática! E sim, eu sou realmente louca por Verdi 😉

Estive em Bolonha a convite do Turismo de Emilia Romagna. Mas minhas opiniões aqui são pessoais, e este não é um publieditorial. Para saber mais sobre este convite, leia este post. Aliás, eu que escolhi ir a Busseto, porque no Blogville cada blogueiro faz o que tem mais a ver com seu blog, leitores e gostos.

fotos: turomaquia_2013

Postado por Patricia de Camargo | Marcadores: ,

2 Comentários

  1. Deyse Ribeiro

    Que legal Patricia, não conheço essa cidade, mas como tbm adoro Verdi vou colocar no roteiro de uma proxima viagem.
    Aqui na Toscana temos a Torre del Lago, prov. de Lucca, terra de Puccini, onde ainda em julho/agosto tem operas em um teatro aberto. Turandot e Nabuco sao lindas e me emociono sempre. Abs

    responder
    • Patricia de Camargo

      Ótima dica Deyse 🙂

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Lanzarote é linda até detrás de uma janela 👏
.
#lanzarote #cesarmanrique #arquitetura #architect #canaryisland #art #beachlife🌴🌞🌊🏄👌💁
  • Praia de uma das ilhas mais singulares das Canarias - Lanzarote 🏝🏝🏝
.
#lanzarote #beachlife🌴🌞🌊🏄👌💁 #canaryisland #famarabeach🏄 #island #beach
  • Trafalgar Square, "casa"de um grande museu londrino 😉
#museumweek #museum #london #londres #art #trafalgarsquare #beautifulday
  • Vou viajar com crianças, qual museu devo ir?  Sinceramente dá prá levar as crianças em qualquer museu. Na maioria dos casos,  o problema maior são os adultos que não estão acostumados a ir a museus de arte e se sentem perdidos neles.

Nesta foto, a família se diverte entre as esculturas de Henry Moore na Tate Britain .

#museum #museumweek #tatebritain #henrymoore #art #arte #london #londres #familytrip
  • Esta é a panorâmica diante de um dos museus de arte mais visitados do mundo em 2016. Sabe qual é? 
Prá conhecer toda a lista passa lá no www.turomaquia.com ou clica aqui no link da bio 👈 
#museumweek #museum #bridge #london #arquitetura #architect #harrypotter
  • Muitos anos atrás, o clima mudou drasticamente e a areia virou pedra. E esta pedra chegou até nossos dias, não é incrível?!😱
.
#beachlife🌴🌞🌊🏄👌💁 #lascanterasbeach #laspalmasdegrancanaria #canaryisland #beach

Follow Me!