Guias de Viagem e Arte

 
 
jul 16 2013

Museu Guggenheim Bilbao – Motor de Transformação

Quando em fevereiro de 1991 a caravana da Fundação Guggenheim desembarcou em Bilbao, ainda não estava tomada decisão de que cidade seria a escolhida para abrigar uma sede do museu na Europa. Neste mesmo ano em maio, enviaram seu consultor Frank Gehry para estudar as opções de lugares onde poderiam instalar o museu em Bilbao, e foi o próprio arquiteto que sugeriu a “ría”. Um terreno abandonado onde antes se erguia uma fábrica de madeira.
Guggenheim Bilbao

Nem imaginava neste momento Frank Gehry que seria responsável por uma verdeira revolução e que o novo Guggenheim seria aclamado como o edifício do século! Outros dois grandes da Arquitetura disputaram com ele o projeto, Isozaki e a Cooperativa Himmelb(I)au. A filosofia de Gehry ganhou. Sua idéia para o solar não era simplesmente construir um edifício, mas sim um grande objeto escultórico com janelas. Pura poesia, ou poesia gigantesca de titânio!
Guggenheim Bilbao

Tentou deste o início que a cidade se visse refletida na obra. Inspirou-se no mar, na tradição naval de Bilbao. Seu objeto é um navio que atraca no Nervión, revestido por um material que nos fizesse recordar o passado siderúrgico e metalúrgico da região.

Para integrar a enorme Ponte La Salve ao projeto construiu a Torre. Sugere a proa de um navio, e tem função estética e de união do que já estava com aquilo que chega, o novo. Aliás, ao final a ponte fica fofíssima nas fotos panorâmica dos museu tiradas das margens do rio, e também serve como um mirante incrível para ver a obra desde cima.
Guggenheim Bilbao
Guggenheim Bilbao
Guggenheim Bilbao

Complicado não sentar nos parques que margeiam o Nervión e ficar ao menos 10 minutos admirando esta baita escultura. Como também é complicado não tirar quase uma centena de fotos do edifício. Mas não se engane pensando que toda a surpresa está do lado de fora. Por favor, não deixe de entrar no museu, mas sobre isso a gente fala nos próximos posts 😉

fotos: turomaquia_2011

Postado por Patricia de Camargo | Marcadores:

4 Comentários

  1. Jr Caimi

    Caraca!!! Que incrível este museu… lindão!!!

    responder
  2. v

    Simplesmente sensacional!

    responder
  3. Andrea

    Olá! Vc indicaria um guia de turismo/artes para esse museu?
    Obrigada por suas narrativas. Sempre nos ajudam ao montar nosso roteiro de viagem.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Andrea, um guia que fale português?

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Foto de ontem, que de alguma maneira retrata a felicidade que foi passar 8 horas conversando, rindo muito e comendo com este ser iluminado, que é a Ledinara - @curitidoce 
#curitiba #curitidoce #amizade
  • Olha está belezura 😱 massa folhada recheada com doce de leite do Marcolini. Preço: R$ 15,00. A vida tá complicada nos últimos dias 😂
#curitiba #foodporn #marcolini #doce
  • Um dos meus favoritos entrecots do mundo, o do Olivier. A oitava maravilha, entende? 😉 
#foodporn #entrecot #saopaulo #sampa
  • Momento saga gastronômica 😌 comecei já no aeroporto de Sampa pela pasta com manteiga e sálvia acompanhada com estas polpetas incríveis recheadas de muzzarela do @rascalrestaurante 
#foodporn #rascal #polpeta #saopaulo #aeroporto #brasil🇧🇷
  • O inverno na High Line. Uma ideia de roteiro? Visite o Whitney Museum, depois relaxe na High Line, desça no seu final e dê aquela passada básica na B&H para ver ou comprar o último em foto e vídeo. E ainda dá para pegar o por do sol no Empire State Building 🗽🗽🗽
#highline #newyork #roteiro #whitneymuseum #empirestatebuilding #bhphoto
  • Pensando sobre a obra de Julie Mehretu - "Epigraph, Damascus, 2016".
#arte #whitneymuseum #newyork #museum

Follow Me!