Guias de Viagem e Arte

 
 
fev 01 2010

Comendo ao mais puro estilo português: bitoque em uma pastelaria

Depois de visitar o Museu Gulbenkian, quer comer super bem e barato? Caminhe em direção ao “El Corte Inglês”, em frente à entrada principal e ao lado de uma boca de metrô você vai encontrar a Pastelaria Ponto Azul. Nós entramos porque o Tom percebeu que os trabalhadores do Corte Inglês entravam em grupos, e que estava lotada. Isto deveria significar boa comida a bom preço. Dito e feito!

Pastelaria Lisboa

Tivemos nosso primeiro encontro com uma comida típica de Portugal, o bitoque. Um filé de carne preparado com alho, azeite e sal, que se faz acompanhar por batatas fritas, arroz e salada. E o bitoque mais tradicional leva “em suas costas” um ovo frito. O meu que já era uma variação vinha com um molho branco dos deuses!

bitoque 
bitoque

Para beber, suco de laranja natural e para terminar, café. E como foi? Sabe aquele gostinho de comida caseira, tudo bem temperadinho, feito no capricho. Foi um momento relax perfeito depois do deleite artístico do museu. Até aquele momento o dia estava sendo redondo!

Nossa conta: 17,95€, e satisfação total. Porque além de comer bem, o garçom era amável e estava sempre pendente de nós, apesar da casa estar lotada! Para escolher o que ia comer, utilizei a velha técnica do “olha nos pratos dos vizinhos”, e desta mneira chegamos ao bitoque (risos). Do bitoque caimos quase que diretamente no metrô, porque ainda era cedo e o dia prometia mais surpresas!?

Leia também:
Lisboa com muita arte: Museu Gulbenkian
Pastéis de Belém – indescritivelmente bons!

fotos: turomaquia_2009

8 Comentários

  1. Paula*

    Patricia, eu estou achando maravilhosa sua viagem pela "terrinha querida"!Em março, se Deus quiser, estarei lá com a família e levo várias das suas dicas na minha pastinha!Esse restaurante é outra dica preciosa, pois viajando com crianças essa comidinha gostosa, guase caseira, agrada e todos!Adoro o blog!Bjks 😉

    responder
  2. Patricia de Camargo

    Oi Paula, ainda vou dar mais dicas de restaurantes e pastelarias. Qual a idade das crianças? Oxala em março o frio já esteja dando uma trégua! Apesar de que a temperatura em Lisboa era agradável, fazia frio mas nada insuportavel!Beijos e agradeço seus comentários!

    responder
  3. Anonymous

    Qundo era pequena comia muito bitoque. A caminho dos 50, e com a cartilha da alimentação saudável muito na cabeça, não misturo duas proteínas e dois hidratos no prato, ainda por cima sem legumes…Mas reconheço que é saboroso (tenho saudades desses paladares) e, quando viajo, "marcha tudo" (expressão portuguesa que significa "o que vier, morre", ou seja come-se o que houver) e acabam-se as esquisitices.Isabel O.

    responder
  4. Paula*

    Patricia,Idades das crianças: 4 e 11 anos.Eu tb estou torcendo para que esquente um pouquinho por lá…não aguento tempo muito frio!Bjks 😉

    responder
  5. Patricia de Camargo

    Paula, não deixe de visitar com elas o Oceanario, elas vão amar! E está pensando em ir a Sintra?Beijos

    responder
  6. Andre Muniz

    que legal. Também comi nesse lugar. A minha descoberta se deu totalmente por acaso, justamente porque o lugar fica fora de qualquer rota turística. E foi uma grata surpresa. Os donos são extremamente simpáticos e um deles me contou que tinha passado lua-de-mel no Brasil na década de 70. Tomei café-da-manhã e almocei lá duas vezes. Por incrível que parece, em 10 dias de Portugal, foi lá que comi o melhor bacalhau da viagem.

    responder
  7. Patricia de Camargo

    André que coincidência mais legal. Realmente o lugar tem uma qualidade e tanto, e o melhor, o pessoal é muito querido. Comemos super bem, mas nosso lugar favorito da viagem foi um restuarante de Sintra … ai, ai, ai … em breve vou postar sobre ele! Você visitou Sintra?

    responder
  8. André Muniz

    Patrícia, infelizmente não fui a Sintra. A propósito, pertinho do Ponto Azul, andando um pouco mais pela Av. José Malhôa, há um teatro. E o restaurante do teatro tb foi um achado. Cozinha internacional, num ambiente pra lá de caprichado, a preços honestíssimos. A curiosidade é que o dono é um alemão, apaixonado por MPB e bossa nova, que morou por mais de 20 anos em Búzios.

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Nas entranhas da obra da espanhola Cristina Iglesias. Para ver mais Inhotim, é só ir no @arte_365 
#inhotim #museumlovers #cristinaiglesias #artecontemporanea #minasgerais
  • Se existe um museu ao ar livre mais fotogênico que o Inhotim, eu desconheço 😉 💁🏽‍♀️ A entrada ao museu custa R$44,00, o complexo abre de terça a domingo. Hoje, quarta-feira, a entrada é gratuita. ⚠️ Sem fazer uma maratona artística é impossível visitar tudo apenas num dia. Para tanto, são necessários 2 dias. 🏃🏽‍♂️ Se você não quer caminhar muito ou quer maximizar o tempo da visita, pague para usar o sistema de carrinhos do complexo, que te levam e trazem por todos os caminhos.

#inhotim #museumlovers #minasgerais #brumadinho #arte
  • Isso aqui é um pouquinho de Inhotim ió ió 😉

#inhotim #minasgerais #brumadinho #arte #jardins
  • Uma beleza chamada ... Belo Horizonte 💕💕💕 #belohorizonte #pracadaliberdade #minasgerais #palmeras🌴
  • Felicidade em forma de cheesecake da @confeitariacuritibana no tour mais doce de Curitiba - @curitidoce 
Vai para Curitiba? Não pensa duas vezes, participe de um dos tours. Além das degustações, risadas e histórias de vida inspiradoras, como da Raabe da @anneschuartz ou da @ninaromano_patisserie ❤️❤️❤️ #curitidoce #curitibalovers #foodporn #vidadoce #curitiba
  • Metrô Saldanha Lisboa. Numa época em que os professores não são valorizados, ou seja, uma época triste, nefasta 😪

#metrolisboa #lisboalovers #educacao #lisboa #metrosaldanha

Follow Me!