Guias de Viagem e Arte

 
 
out 23 2018

Roteiro por Bologna | O que fazer em Bologna em 1 ou 2 dias

Roteiro Bologna – Dia 1




Pensando num Roteiro Bologna, duas palavras vem à minha cabeça: vermelho e delícia. O vermelho e suas nuances são o tom da cidade. Portanto, é uma cidade acolhedora, porque sua cor nos transmite essa sensação.

A segunda palavra está relacionada com o fato que a região que tem como capital Bologna, uma das maiores canteiras de denominação de origem da Itália. E se tratando de Itália, isto já significa muito.

Como defini a minha Bologna tem tudo a ver com a forma pela qual se conhece a cidade: “la Dotta, la Rossa, la Grassa e la Turrita”.

A cidade abriga uma das mais antigas e conhecidas universidades da Itália, tem algo mais docta que isso?

A Vermelha pelos telhados, que conservam a cor utilizada durante a Idade Média. E Gordura porque a comida aqui é coisa séria 😉 Nada mais justo!

A Turrita também tem a ver com a Idade Média e o século XX. Na Idade Média, a cidade contava com mais de 80 torres \o/ Também vemos estas torres em Florença, normalmente eram casas de famílias abastadas. E seu formato estava relacionado com temas de defesa e segurança.

E por que século XX? Porque foi Giosuè Carducci, poeta e escritor galadornado com o Nobel da Literatura em 1906, que primeiro relacionou a cidade com este skyline:

“Surge nel chiaro inverno la fosca turrita Bologna”.

Roteiro por Bologna
* turrita significa cheia de torres.

Neste roteiro, vamos visitar estas 4 facetas de Bologna, preparado?

Roteiro Bologna – Pela manhã: La Dotta

Sempre me fascinaram as antigas universidades européias, por isso minha primeira visita foi à biblioteca dell´Archiginnasio, que outrora foi sede da quase milenária universidade. Atualmente abriga a Biblioteca Municipal.
Roteiro por Bologna
O Archiginnasio foi construído em tempo recorde, 1 ano, entre 1562 e 1563. Mas a universidade em si se fundou bem antes, em 1088. A ideia era reunir os “legisti” e os “artisti”, ou seja os estudos jurídicos e os de outras matérias.

Ambos estudos tinham o mesmo número de salas à sua disposição, mas o pessoal do direito era considerado estudante de primeira classe. Tanto era assim, que sequer subiam pela mesma escada dos “artisti”. Quanto menos contato, melhor 🙁
Roteiro por Bologna

A história fascina, mas teus olhos vão se divertir muito. A quantidade de afrescos é absurda, assim como os relevos. Sem contar com os mais de 7.000 escudos de armas dos estudantes. Se o lugar hipnotiza desde que você coloca os pés, nada pode te preparar para o teatro anatômico. Verdade seja dita, é resultado de restaurações, já que esta maravilha veio abaixo com os bombardeios da Segunda Guerra Mundial.

É fascinante entrar na sala dedicada ao estudo da anatomia humana totalmente revestida em madeira e levantada em 1637. Na hora me lembrei da tela de Rembrandt, “Lição de anatomia do Dr. Tulp”.
Roteiro por Bologna
Para visitar
Abre de segunda a sexta das 10:00 às 18:00 horas; sábado das 10:00 às 19:00 horas e no domingo e feriados das 10:00 às 14:00 horas.
Entrada: 3€
End.: Piazza Galvani, 1
Site: http://www.archiginnasio.it

La Turrita

Torre Galluzi

Considerada a moderninha das torres, mas não se engane começou a ser construída em 1257 😉 Atualmente conta com 30 metros e altura, mas provavelmente era mais alta. A modernidade se vê por exemplo na sua porta com um arco ogival, enquanto as demais tinham as portas redondas ou quadradas.

O andar térreo abriga uma livraria, entre e veja como eram as paredes destas torres e imagine aquela época de senhores feudais e vassalos.

Torre degli Scappi e a Corocina

Esta torre com 39 metros de altura na sua base abriga uma das lojas de funcionamento contínuo mais antigas de Bologna, La Coroncina, inaugurada em 1694, para vender objetos sacros.

Torre Alberici

Do século XIII, esta torre abriga a loja mais antiga da cidade. Acredita-se que desde 1.273 a torre abrigou algum comércio \o/ Também vale a pena passar por aqui para ter uma ideia da estética medieval da cidade, porque foram conservadas outras casas desta época como a Casa Seracchioli.

as Mais Famosas: Garisenda e degli Asinelli

A Torre degli Asinelli construída em 1099 pode ser visitada. Naquele século XI contava com 60 metros, mas foi aumentada até chegar aos 97,20 metros. Para chegar ao topo, 498 degraus que compõem uma escadaria finalizada em 1684.

Curiosidades que encontrei no site oficial:
– Em 3 ocasiões fizeram planos para construir um elevador na torre, a primeira vez em 1887.

– Em 1513, durante a comemoração pela eleição do Papa Leão X, um canhão foi disparado e acidentalmente atingiu a torre!

– Giovanni Battista Guglielmini realizou vários estudos na torre sobre as leis da queda de corpos. Com esses experimentos ele pode provar a rotação da terra, 50 anos antes das experièncias com o Pêndulo de Foucault.
Roteiro por Bologna
Para subir a Torre degli Asinelli
Abre todos os dias, de 1 de março a 5 de novembro das 9:30 às 19:30 horas e de 6 de novembro a 28 de fevereiro, das 9:30 às 17:45 horas
Entrada: 3€
End.: Piazza di Porta Ravegnana
Site: www.duetorribologna.com

A Torre Garisenda construída no século XII, entre 1109 e 1110 foi ao contrário da anterior, recortada. Nasceu com 60 metros, mas problemas estruturais acabou com 47 metros de altura. Ficou famosa por ser citada por Dante na sua “Divina Comédia”.

La Grassa: o Almoço

Depois destas visitas, urge partir para desfrutar da faceta mais deliciosa. Chegou a vez de experimentar a verdadeira bolonhesa, que na verdade por aqui se chama ragu. Na Osteria dell´Orsa peça o tagliatele al ragu. Vai ser mais uma daquelas experiências cantadas por Enrique Iglesias: “Quase una experiencia religiosa”.

End.: Via Mentana, 1
Abre das 12:30 às 23:00 horas
Site: www.osteriadellaorsa.com

Roteiro por Bologna

a Pequena Veneza: depois do Almoço

Antes de continuar explorando a cidade, entenda porque Bologna também é conhecida como a Pequena Veneza. Na Idade Média, e lá vem ela outra vez, construiram-se 60 quilômetros de canais para ligar Bologna ao mar e fornecer assim energia e água para toda a cidade.

Depois da Segunda Guerra Mundial, os canais foram cobertos. Mas na década de 1990 alguns deles foram reabertos. Um dos trechos mais famosos fica bem próximo do lugar do almoço, na Via Piella, 16. Quando chegar neste ponto da rua, abra a pequena janela (finestrella) e se maravilhe com o Canal Reno.

A água era sumamente importante para gerar energia, numa cidade que foi o principal centro da produção têxtil na península itálica durante o século XIII.

Há outros locais espalhados pela cidade onde poderá ver os canais escondidos. Para tanto, descarregue o folheto do Escritório de Turismo, clicando aqui.
Roteiro por Bologna

Roteiro Bologna – Pela tarde: La Fede e Arte

Um acréscimo da minha parte para esta tarde em Bologna, algumas igrejas que na verdade são verdadeiras galerias de arte.

Oratório de Santa Cecília

Parte de uma antiga igreja românica, que no renascimento foi inteiramente pintada, convertendo-se no principal ciclo deste período em Bologna. Há episódios da vida de Santa Cecília e seu esposo, Valeriano, que se tornaram mártires por não haver renegado da fé cristã.

End.: Via Zamboni, 15
Abre de 1 de outubro a 31 de maio das 10:00 às 13:00 horas e das 14:00 às 18:00 horas. E de 1 de junho a 30 de setembro das 10:00 às 13:00 horas e das 15:00 às 19:00 horas,
Entrada: gratuita.

Le Sette Chiase – Complesso di Santo Stefano

O santuário da cidade que teria nascido em 430 das mãos do santo padroeiro da cidade que teria construído um grande complexo para depois dividi-lo em sete igrejas que representariam a Paixão de Cristo, tanto que o lugar era conhecido como “Sacra Hierusalem”.

Outra teoria diz que foi construído por Petronius em cima das ruínas de um templo pagão.

Independente da teoria que você abraçar, o lugar é incrível porque é singular. Uma espécie de matriosca da arquitetura.

End.: Via Santo Stefano, 24
Abre no inverno das 9:15 às 18:00 horas e no verão, das 9:15 às 19:15 horas. Durante as missas podem suspender ou restringir as visitas.
Entrada: gratuita

Lanche da tarde: La Grassa

Voltamos a La Grassa 😉 para um sorvete premiado – Cremeria Cavour. Já tinha falado desta “gelateria” no blog, lá pelos idos de 2013, mas naquele momento tinha outro nome. Espere filas e provavelmente tenha que pegar uma senha, mas saiba que valerá a pena.

End.: Piazza Camillo Benso Conte di Cavour, 1/d/e
Abre de terça a sábado das 12:00 às 23:30 horas; domingo e feriados das 11:00 às 23:30 horas
Site: www.cremeriacavour.it

Roteiro por Bologna

La Fede e Arte

Basílica de San Petronio

Prá começo de conversa, é a quinta maior igreja do mundo! Começou a ser construída em 1390, mas levou séculos para ser terminada.

A Capela dos Reis Magos é uma das únicas que se conserva tal qual foi executada em 1400, por isso para visitá-la se paga uma entrada separada. Aqui verá um dos juízos finais mais horríveis já pintados! Os afrescos foram realizados entre 1408 e 1420 por Giovanni da Modena.

Também é possível subir 54 metros no terraço para ter uma vista panorâmica de Bologna e da Basílica Santuário della Madona di San Luca.

A quantidade de fatos curiosos sobre este templo é incrível, vou te contar alguns:
– graças a um enorme relógio solar construído no interior da igreja, Gian Cassini provou sua teoria que o movimentos dos planetas dependia do sol. E Domenico Guglielmi descobriu as anomalias do calendário juliano, o que levou a colocação em nosso calendário do quê? Dos anos bissextos.Tem mais, este relógio solar é o mais longo do mundo, com 67 metros!

– Michelangelo realizou uma escultura do Papa Giulio II em 1508 que foi colocada na frente da Basílica. Era uma espécie de aviso de quem mandava na cidade. Três anos depois de sua colocação na frente da igreja, a cidade voltou para as mãos de Bentivoglio. Qual foi sua primeira ordem? A retirada imediata da escultura, que foi despedaçada. Algumas partes foram fundidas novamente para a construção de uma espécie de canhão, que ficou conhecido como “la Giulia” 😉

– Não deixe de se maravilhar com a porta magna e os relevos de Jacopo Della Guercia, que se consideram como suas obras-primas. Michelangelo ficou louco com estes relevos e dizem que eles lhe influenciaram no desenvolvimento da Capela Sistina.

– No século XVI por falta de dinheiro, mas principalmente porque o Vaticano não queria que uma igreja fosse maior que a Basílica de São Pedro, fez com que a construção de San Petronio fosse abandonada. Parte do que seria terreno coberto pela basílica foi ocupado pela construção do Archiginnasio, que você visitou na parte da manhã.

Os horários de abertura variam:
– a basílica em si abre de segunda a sexta-feira das 7:45 às 13:30 horas e das 15:00 às 18:00 horas; sábadoe domingo das 7:45 às 18:30 horas. Apenas se paga para tirar fotos – 2€.
– a terraza abre de segunda a quinta das 10:00 às 13:00 e das 15:00 às 18:00 horas; de sexta a domingo das 10:00 às 13:00 horas e das 14:30 às 18:30 horas. A enrada custa 3€.
– a Capella dei Magi abre todos os dias das 10:00 às 18:00 horas. A entrada custa 3€.
– o Museu abre de terça, quinta e sexta-feira das 10:00 às 12:00 e das 15:00 às 17:00 horas; quarta-feira das 10:00 às 13:00 horas; sábado das 10:00 às 12:00 horas e domingo e feriados das 15:00 às 17:00 horas. A entrada é gratuita.
Site: www.basilicasanpetronio.org

Pela tarde: La Rossa

Vamos atrás dos edifícios civis da cidade e outros monumentos.

Biblioteca Salaborsa

A antiga sede histórica do governo de bologna – Palazzo d´Accursio, abriga desde 2001 a Biblioteca Salaborsa. Entre e visite o que encontraram quando começaram as obras da biblioteca:
– vestígios romanos;
– a parede de uma torre medieval;
– e também ruínas renascentistas.

End.: Piazza del Nettuno, 3
A entrada é gratuita, os restos arqueológicos podem ser visitados na segunda das 15:00 às 18:30 horas e de terça-feira a sábado das 10:00 pas 13:30 e das 15:00 às 18:30 horas.
Site: www.bibliotecasalaborsa.it

Piazza Maggiore

Em plena Idade Média, a cidade começou a pensar na ordenação do território ou em seu urbanismo. Por volta de 1200 o governo comprou casas e terrenos para construir uma grande praça, que reunisse o comércio e vários tipos de serviços, assim surgiu a Piazza Maggiore. Na verdade surgiu a Curia Communis ou Platea Communis, porque o nome atual foi dado no século XVI. Mas oficialmente, somente após a Segunda Guerra Mundial.

O Escritório de Turismo de Bologna oferece um mapa com as principais atrações da praça e seus arredores, que se complementa com um audioguia. Descarregue o mapa e o audio-guia, clicando aqui.
Roteiro por Bologna

La Grassa: o Jantar

E o dia termina tocando novamente “La Grassa”. Se você quiser apenas fazer um lanche, vá ao Café Masini 1952. O local abre de segunda a sábado das 7:00 às 21:00 horas.

Para um lanche vá de piadina, mas eles também servem massas, como tortelloni ou penne e saladas.

End.: Via Guglielmo Marconi, 5A
Site: www.caffemasini.it

Para comer uma das massas mais respeitadas em Bologna, vá a Pasta Fresca Naldi. O local é bem pequeno, o negócio é pedir e comer em umas das duas mesas do local ou partir para um dos restaurantes vizinhos, que vão te aceitar, desde que você compre uma bebida no local escolhido como “refúgio”. Pegue os garfos de plástico e uma das possibilidades de refúgio é o Barazzo, onde você pode pedir uma bela cerveja artesanal. Todo mundo faz isso!

End.: Via del Pratello, 69
Site: www.pastafrescanaldi.it

Trattoria di Via Serra
Daqueles lugares para comer e nunca mais esquecer. Os fornecedores são todos locais, o pão vem do Forno Brisa e até o vinho da casa é ótimo. Primeiros pratos (pastas) rondam os 10/13€ e os segundos (com carne) ficam entre 10 e 17€. O vinho da casa (1/2) custa 7,50€.

End.: Via Luigi Serra, 9/b
Abre quarta e quinta-feira das 19:00 às 22:00 horas e de sexta a sábado das 12:00 às 14:00 horas e das 19:00 às 22:00 horas.
Site: www.trattoriadiviaserra.it (aconselhável reservar) | Email: info@trattoriadiviaserra.it

Aperitivo em Bologna

Por volta das 18:00/18:30 horas, você pode tomar o famoso aperitivo italiano. Peça uma bebida que vai custar por volta de 8/10€, ou seja, não será barata, mas virá acompanhada por uns petiscos ou um buffet que você poderá se servir.

Um dos locais para provar o aperitivo em Bologna é o Mercatto delle Erbe, localizado num edifício histórico de 1910. Mas por aqui o aperitivo só rola de sexta e sábado quando o mercado fica aberto das 7:00 às 2 da manhã.

Outra possibilidade? O Tamburini, considerado um dos grandes aperitivos da cidade.
End.: Via Caprarie, 1
Site: www.tamburini.com

A Bolonhesa recomenda outros 3 locais para tomar o aperitivo em Bologna, clique aqui para conhecê-los.

Roteiro por Bologna – Dia 2

Se você tiver ao menos mais meio dia na cidade, poderá fazer uma caminhada incrível pelos famosos pórticos que nasceram como uma forma dos cidadãos aumentarem suas casas medievais sem sair da proteção das muralhas.

Roteiro por Bologna – Pela manhã: La Fede e La Rossa

Você vai passar por 666 destes arcos que conformam os pórticos para vencer os 3,5 km que separam o santuário do centro da cidade. Como a igreja está numa colina, se encaixa à perfeição na faceta “La Rossa”, porque se o dia estiver bonito a visão dos telhados avermelhados será inesquecível.
Roteiro por Bologna
Comece a caminhada na Piazza di Porta Saragozza, pegue a Via Saragoza e depois a Via San Luca até o santuário. Eu fiz toda a caminhada e foi algo incrível, passar por todos aqueles arcos, encontrando afrescos, relevos, esculturas, encontrando pouquíssimas pessoas e sentindo que a cidade cada vez ficava atrás.

Antes da subida: La Grassa

Para se prepara para a subida, um sorvete? Recomendo a Sorbetteria Saragozza junto a porta de mesmo nome, na Via Saragozza, 83.

La Fede e La Rossa: Basílica Santuário della Madona di San Luca

Depois do sorvetinho, pegue a Via Saragoza e entre no pórtico que começou a ser construído em 1674. É por ele que passa a procissão que leva a Madona Bizantina do santuário à catedral na semana da Ascensão (relacionada com o Ferragosto – 15/08).

Mais ou menos na metade do percurso, dará com o Arco del Meloncello, na Via Saragoza, 235, que marca a mudança de rua do percurso para a Via San Luca. O arco foi construído entre 1721 e 1732, por Carlo Francesco Dotti e Francesco Galli Bibiena.

Aliás, foi o mesmo Carlo Francesco Dotti foi o responsável pela construção da igreja atual entre 1723 e 1757. Dentro do templo, verá obras de Guido Reni e Guercino, dois grandes artistas italianos.
Roteiro por Bologna
Roteiro por Bologna
Roteiro por Bologna
Atualmente além de visitar a basílica, poderá aceder ao terraço panorâmico do santuário, que abriu em 2017. Cem degraus bastam para que a 42 metros de altura possa ver num dia bonito ao centro de Bologna e outros povoados dos arrededores.

O terraço panorâmico abre de 1 de março a 31 de outubro, de segunda a sábado das 9:30 às 12:30 horas e das 14:00 às 19:00 horas; e no domingo das 9:30 às 19:00 horas.

De 1 de novembro a 28 de fevereiro de segunda a sábado das 9:30 às 12:30 horas e das 14:00 às 18:00 horas; e no domingo das 9:30 às 18:00 horas.

A entrada ao terraço custa 5€, mas para entrar na basílica não se paga e abre de março a outubro, em dias de semana abre das 7:00 às 12:30 e das 14:30 às 19:00 horas; nos feriados das 7:00 às 19:00 horas.

De novembro a fevereiro, em dias de semana abre das 7:00 às 12:30 e das 14:30 às 18:00 horas; nos feriados das 7:00 às 18:00 horas.

Outras formas de chegar a Basílica Santuario della Madonna di San Luca

Da Piazza Maggiore até a Porta Saragoza são 1,3 quilômetros. Eu fui caminhando, mas dá para pegar o ônibus 20 junto ao Palácio de Justiça. Lembre que deve comprar o bilhete antes de entrar no ônibus, por exemplo nos “tabacchi”. Com o ônibus 20 você pode escolher entre descer na Porta Saragozza, para percorrer os 3,7/3,6 km ou descer no Arco de Melloncello e caminhar só a metade.

Outra opção que não existia quando estive na cidade é o San Luca Express. Um trenzinho turístico que sai da Piazza Maggiore e te leva até o santuário. O legal é o esquema hop on-hop off, você paga 10€ e por 24 horas pode subir e descer do trem o quanto quiser. Também inclui um audio-guia em 7 idiomas, entre eles o português. Portanto, também funciona como uma visita guiada.

O trem leva 1 hora e 15 minutos da Piazza Maggiore até o santuário. O bilhete do trem é vendido no escritório de turismo – Bologna Welcome, na mesma Piazza Maggiore. O local abre de segunda a sábado das 10:00 às 19:00 horas e domingo e feriados das 10:00 às 17:00 horas. Também pode ser comprado diretamente com o motorista a bordo.
Roteiro por Bologna

La Grassa: o Almoço ou Lanche

Uma última refeição em Bologna? Além do roteiro “La Grassa” do dia anterior, para algo rápido recomendo o Ristorante Bolpetta. Que nada mais é que um local para provar as polpettas. Ou as almôndegas. Dá para comer só as polpettas ou combiná-las com pasta fresca, pelo que se paga entre 9,50 e 13€. Também servem só as polpettas, inclusive de peixe e vegetarianas. Taças de vinho a partir de 3,50€ e garrafas a partir de 13€. E quem sabe de sobremesa um polpettine di tiramisû por 6€ 😉

End.: Via San Stefano, 6/A
Abre de segunda quinta-feira das 12:00 às 15:00 horas e das 19:00 às 22:30 horas; na sexta das 12:00 às 15:00 horas e das 19:00 às 23:00 horas. No sábado das 12:00 às 23:30 horas e no domingo das 12:00 às 22:00 horas.
Site: www.bolpetta.com

Para um peixe fresco, nada melhor do que comer numa peixaria, e isso? No Mercato di Mezzo, é só ir à Pescheria del Pavaglione e consumir o produto fresco acompanhado de um bom vinho.

End.: Mercato di Mezzo
Abre todos os dias das 9:00 à meia-noite.
Site: www.pescheriadelpavaglione.it

Para mais pasta tradicional, vá outro mercado, o delle Erbe e visite “Le Sfogline”. Aqui duas irmãs, Daniela e Monica Venturi preparam artesanalmente suas massas. Está sempre cheio, para reservar só telefonando: 051220558.

Para levar de presente ou se presentear, não saía da loja sem as bolachinhas – Raviolle alla mostarda bolognese.
Site: www.lesfogline.it

Para provar a mortadela bolognesa antes de sair da cidade, vá ao Ca´Peletti e peça um panini ou uma piadina de mortadela, que é produzida nesta região desde o século 17 \o/

End.: Via Altabella, 15 c/d
Abre todos os dias, de segunda a sexta-feira das 8:00 às 23:00 horas; sábado das 9:00 à meia-noite e no domingo das 9:00 às 23:00 horas.
Site: www.capellettilocandaitalia.it

Roteiro Bologna – 1 extra: o Parque Temático da Comida: Fico Eataly

Bem pertinho de Bologna se encontra o primeiro “parque temático” dedicado ao tema delicioso da comida. Para saber mais, leia o post do Itália para Brasileiros, clicando aqui.

E também acesse o site oficial do Fico Eataly: https://www.eatalyworld.it/it/ dá para chegar desde Bologna com transporte público.

Bologna Welcome Card

A cidade conta com cartão de atrações e descontos. O cartão de 20€ vale por 48 horas e o de 30€ por 72 horas. Os passes incluem vários museus; tour guiado de 2 horas pelo centro da cidade; subida à torre Asinelli; descontos em spas, no Eataly World, nos produtos do Escritório de Turismo em tours temáticos em Emilia-Romagna (a região cuja capital é Bologna).

Para saber mais, clique aqui.

Roteiro por Bologna – Mapas

Este é meu mapa da cidade no Google Maps. Você pode acessá-lo durante a viagem. É um mapa em andamento, porque sempre que eu leio alguma coisa nova sobre a cidade, vou acrescentando as coisas mais interessantes que vou encontrando.

Neste post também posso ir somando posts de outros escritores de viagem que eu sigo e recomendo, como os que já citei nesta primeira versão.
Roteiro por Bologna
Para consultar o mapa, clique aqui.

Também é interessante o mapa em português que o Bologna Welcome disponibiliza na rede, para descarregá-lo, clique aqui. Também recomendo o mapa para jovens viajantes, que inclui um tour para ver street art em Bologna. para acessá-lo clique aqui e aqui (+ este link).

Planeje sua viagem para ITÁLIA

Veja todos nossos posts da ITÁLIA

Planejamento ViagemBusque e reserve seu hotel em: NÁPOLES | CAPRI | POSITANO | SALERNO | SORRENTO | AMALFI | ROMA | FLORENÇA | MILÃO | BÉRGAMOAssim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada

Planejamento ViagemLembre que o seguro de viagem é obrigatório para entrar na maioria dos países. Fora que qualquer problema lá fora pode te custar uma fortuna! A gente facilita as coisas, nosso parceiro Real Seguros, orça teu pedido em diferentes seguradoras e encontra a melhor prá você, seja por critério preço ou cobertura, para acessar clique aqui.

Mecenas do post: Danuzia Porto

Guia de Museu | Guia Galeria degli Uffizi

2 Comentários

  1. Natalie Soares

    Oi, Pat. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia – Natalie

    responder
    • Patricia de Camargo

      Obaaaa Nat 🙂

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Toda vez que entro no Louvre tiro uma foto com uma escultura que me emociona. Aquela primeira obra que acendeu dentro de mim uma vontade louca de entrar nesse museu. Ela, a Vitória de Samotracia. 
Uma escultura grega de 190 a.C. E você, qual é a obra de arte que mais te emociona?

#louvremuseum #vitoriadesamotracia #paris #arte #artegrega
  • Para Paris levei esta mochila da Pull & Bear (irmã da Zara). Ela imita as famosas mochilas suecas Kanken, portanto não pesa nada e aguentou bem meu equipamento de filmagem. O que você leva quando viaja? Bolsa, mochila, pochete? 
Foto by @curitidoce tirada no Jardin des Tuileries.

#mochila #pullandbear #paris #parislovers #jardindestuilleries
  • Uma semana cheia de energia e amor para todos nós 💕💕💕 #torreeiffel #parislovers #paris #happymoments
  • As cores do outono no local que inspirou a High Line de New York (quem me contou foi a Natália do @destinoprovence ). O Coulée Verte é um parque elevado de 4,5 km construído sobre um viaduto ferroviário que estava abandonado no 12º arrondissement de Paris. 
É um passeio lindo. Dá para fazer até um picnic por lá na hora do almoço.

#couleeverte #paris #parque #parislovers
  • Em 2011, nossos irmãos Campana redecoraram o café do relógio do Museu D’ Orsay. Era o único que eu ainda não havia testado, mas nesta última viagem almocei por lá.

Adorei o atendimento e a comida. O preço é o esperado em um café de museu. Por uma sopa e uma taça de vinho paguei 14€. Tudo delicioso 😜

#irmaoscampana #parisfood #parislovers #paris #museudorsay
  • Olha ela vista do terraço do Arco do Triunfo. Como muitos de vocês comentaram na foto que coloquei do Arco, o legal é subir um pouco antes do sol se pôr e ver o entardecer lá de cima. É algo mágico ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ É um dos poucos monumentos que fica aberto até tarde.

#leCMN #ArcDeTriomphe #paris #parislovers #arcodotriunfo

Follow Me!