Guias de Viagem e Arte

 
 
out 31 2016

René Magritte: o ilusionista da arte

Rene Magritte

René Magritte, infância e musa

René Magritte nasceu em Lessines – Bélgica (1898), mas passou a maior parte de sua vida em Bruxelas. Um homem bastante caseiro, que não gostava de empreender viagens que não fossem através da imaginação.

Sempre se esmiuça a vida dos personagens famosos buscando fatos que possam explicar esta ou outra ação. O menino René com apenas 14 anos viu sua mãe morta, depois de seu suicídio. Mas este menino anos depois encontrou uma musa – Georgette, com quem casou e foi feliz para sempre. Ela sempre aparece nas suas obras, e será que o suicídio da sua mãe também estava presente? Margritte afirmava rontundamente que não.
Rene Magritte

René Magritte e o surrealismo

Ele pintou dentro que se costuma chamar surrealismo. Este movimento que envolve o inconsciente e pinta coisas reais em contextos díspares.

Mas sua obra tem muitas características que são só suas, a mais destacada é a importância dos objetos e entre eles, seus favoritos: o chapéu-coco, o pássaro, a maçã, cachimbo, janelas, portas, e o guarda-chuva.

“Coloquei todo meu empenho para fazer que os objetos mais familiares gritassem”.

Rene Magritte
Rene Magritte

René Magritte, a unidade entre linguagem e objeto

Magritte com seu ilusionismo, pretende que comecemos a questionar certas coisas, que já dávamos por certas sem sequer pensar muito sobre elas.

Ele discute a verdade das relações mais básicas, por exemplo a verdade sobre a unidade entre a linguagem e o objeto. Isto se vê bem nesta pintura do cachimbo, onde ele escreve: isto não é um cachimbo. Claro, é a imagem de um cachimbo, mas não o objeto.
Rene Magritte
Também jogou com a incongruência das características dos objetos. Como pode uma rocha, uma montanha, planar e parecer tão leve, pese que sabemos que é muito pesada! Como podem os pés se transformarem em sapatos?
Rene Magritte
Além de pintar, fazia fotografias e cartazes publicitários. Sua obra se viu influenciada pelo italiano De Chirico (vou postar algo sobre ele em breve).

René Magritte e Bruxelas

Se for para Bélgica, não deixe de visitar sua casa-museu, onde encontrará todos os objetos recorrentes em sua obra. É um passeio em 3D pela obra de Magritte. Na mesma Bruxelas, outra visita obrigatória é o Museu Magritte, que em 3 andares “destripa” a obra do artista. Um museu bastante didático.

René Magritte em vídeo | TOP100Arte

Meus livros de arte

Madri - Guia do PradoGuia Louvre
Guia de Museu | Guia Galeria degli Uffizi

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Nas entranhas da obra da espanhola Cristina Iglesias. Para ver mais Inhotim, é só ir no @arte_365 
#inhotim #museumlovers #cristinaiglesias #artecontemporanea #minasgerais
  • Se existe um museu ao ar livre mais fotogênico que o Inhotim, eu desconheço 😉 💁🏽‍♀️ A entrada ao museu custa R$44,00, o complexo abre de terça a domingo. Hoje, quarta-feira, a entrada é gratuita. ⚠️ Sem fazer uma maratona artística é impossível visitar tudo apenas num dia. Para tanto, são necessários 2 dias. 🏃🏽‍♂️ Se você não quer caminhar muito ou quer maximizar o tempo da visita, pague para usar o sistema de carrinhos do complexo, que te levam e trazem por todos os caminhos.

#inhotim #museumlovers #minasgerais #brumadinho #arte
  • Isso aqui é um pouquinho de Inhotim ió ió 😉

#inhotim #minasgerais #brumadinho #arte #jardins
  • Uma beleza chamada ... Belo Horizonte 💕💕💕 #belohorizonte #pracadaliberdade #minasgerais #palmeras🌴
  • Felicidade em forma de cheesecake da @confeitariacuritibana no tour mais doce de Curitiba - @curitidoce 
Vai para Curitiba? Não pensa duas vezes, participe de um dos tours. Além das degustações, risadas e histórias de vida inspiradoras, como da Raabe da @anneschuartz ou da @ninaromano_patisserie ❤️❤️❤️ #curitidoce #curitibalovers #foodporn #vidadoce #curitiba
  • Metrô Saldanha Lisboa. Numa época em que os professores não são valorizados, ou seja, uma época triste, nefasta 😪

#metrolisboa #lisboalovers #educacao #lisboa #metrosaldanha

Follow Me!