Guias de Viagem e Arte

 
 
mar 24 2010

Piriquita: quase 150 anos de tradição real

Piriquita

Todo mundo que vai a Belém (em Lisboa) come um pastel de nata. E todo mundo que vai à Sintra come um travesseiro na Piriquita. Unanimidade em guias e nos melhores boca a boca. Portanto, para conferir, o primeiro que fizemos depois de deixar as malas no hotel foi comer o tal do travesseiro. Como no caso do pastel de Belém, é servido recém saído do forno. Tal qual a Tostines, vende mais porque é fresquinho! Mas a fama que começou a ser formada com a ajuda real, condiz com a realidade.

travesseiro Sintra

São leves e deliciosos. E por que tradição real? Os reis quando iam a Sintra encomendavam os doces do local, que foi fundado em 1862 por Constância Pires, mais conhecida como?! Piriquita! Daí o nome do local, que segue sendo familiar. Já trabalham os bisnetos da senhora que iniciou a tradição deste doce com uma massa crocante, na melhor tradição do folhado. Dizem que um dos segredos deste doce de amêndoas, ovos e açúcar é o número de vezes que se dá a volta à massa durante sua preparação! Cada um custa 1,15€ e não são nada pequenos.

doces de Sintra

Provamos a queijadinha. Para meu gosto, que já não é nada doceiro, era um pouquinho pesada. Mas veja bem, não comemos na hora que compramos, guardamos para um pic-nic.

Além dos doces, excelente local para um belo café-da-manhã, com café, suco e tosta. Belo atendimento e produtos de excelente qualidade. Há alguns anos, na mesma rua, mas em sua outra extremidade a família abriu outro Piriquita. No dia de descanso de uma, a outra abre, e ninguém fica a ver navios em sua visita à Sintra.

Piriquita

Dormindo na cidade, evite os horários de chegada e saída do pessoal que vem para um bate-e-volta desde Lisboa. Está cheio no meio da manhã e no finalzinho da tarde. Não se assuste com a fila para comprar um travesseiro, é rápida. O doce é um ótimo lanche entre um e outro atrativo da cidade.

Dica Turomaquia: Para levar um presente original, leve uma caixinha de travesseiros devidamente acondicionados para viagem. O prazo de validade é de 15 dias.

Leia também:
Restaurante em Sintra – Tulhas (quase uma experiência religiosa!)

Imagens: turomaquia_2010
Folheto Hotel Tivoli Sintra

13 Comentários

  1. Andrea

    Que delícia!!!!

    responder
  2. Vini

    Olá Patrícia, está cada dia mais difícil ler seus posts aqui do turomaquia rs, isso se deve ao fato de que leio aqui no trabalho logo pela manhã, e ver uma tentação dessas logo cedo, abre e muito meu apetite.Resumindo, Abençoada Piriquita kkkkk.Abraço

    responder
  3. Adriana

    Olá Patricia, td bem??? Venho lendo e me divertindo muito com suas aventuras…eu e minha família estamos indo p Grécia nessa Páscoa e imagina como chorei qdo descobri q justamente nesse ano, a páscoa deles vai ser junto com a nossa…talvez não consiga ver os monumentos em Atenas de pertinho, mas vamos q vamos né?Venha visitar meu blog, quando puder…http://carrosseldesonhos.wordpress.com/E chegando em Atenas, acho q vou pegar o ônibus que indicaram…é tranquilo com malas e mais malas, Patricia?! hehehebeijosssssssAdri

    responder
  4. Patricia de Camargo

    Andrea, realmente é uma delícia, de lamber os beiços heheheVini, sorry, heheheAdriana, é muito tranquilo pegar o ônibus mesmo com malas, é melhor do que pegar o metrô, em razão de trocas e escadas. Onde vocês vão ficar?Não acredito que os monumentos estejam fechados todos os dias da Semana Santa.Olhei teu blog, vi que está falando da Toscana, eu vou postar sobre Florença daqui a algumas semaninhas.beijos

    responder
  5. Anonymous

    Uuhhmmm! que bom!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Carmen

    responder
  6. Patricia de Camargo

    Carmen, tens toda razão heheheheBeijos

    responder
  7. Adriana

    Olá Patricia, ficaremos no Amalia Hotel, perto da praça Syntagma…eles colocam as malas grandes embaixo, ou temos q subir com elas???Então chegaremos na tarde do dia 03, sabado…quando os monumentos ficarão abertos até as 15…chegaremos esse horário, humpf!!! E no domingo, nada abre…e segunda pegamos o barco pra irmos p/ as ilhas!!! Quem sabe, teremos alguma supresa muito boa né???Obrigada!!!beijosss

    responder
  8. Rita

    Patrícia, esse travesseiro me faz sonhar (!) até hoje com seu sabor, sua textura… Ainda que Sintra não tivesse seus palácios, castelo e beleza, a gastronomia local certamente me faria (como certamente fará) regressar. O bacalhau com natas que degustei prazerosamente em Sintra também é "uma experiência religiosa"!!Beijos

    responder
  9. Patricia de Camargo

    Adriana, pelo que eu me lembro você sobe com a mala, mas também não é uma grande subida, um degrauzinho. Nós viajamos de mochila porque depois fomos de ferry para as ilhas. Olhei no site do Ministério de Cultura grego, a Acropole está fechada no domingo de Páscoa, e na volta vocês não terão um dia em Atenas? Caramba! E olha que só fecha em uns poucos dias do ano. Mas relaxe, porque ao menos vê-la, você conseguirá de diversos pontos da cidade.Rita,eu também voltaria pelas delícias de Sintra e pelo ambiente!Beijos as duas

    responder
  10. Pedro

    Patrícia,
    Estivemos nesta casa Piriquita em novembro/12, eu e minha esposa e provamos
    o travesseiro, realmente espetacular. Pretendo voltar em Sintra, uma cidade
    realmente muito atraente.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Pedro, também tenho vontade de retornar a Sintra, foi paixão à primeira vista!
      Um abraço

      responder
  11. Fernanda Coelho

    Adorei a dica! Quando estivemos em Sintra, provamos a queijadinha, que lemos também ser iguaria local. Voltaremos mês que vem, os travesseiros estarão na nossa lista com certeza!

    responder
    • Patricia de Camargo

      Fernanda, depois passa por aqui e diz o que vc achou 🙂

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Mesmo com o clima de ontem, que chove, que vem neblina, desfrutamos da etapa mais bonita do bike tour. 
Foram 40 km entre castelos, bosques que pareciam encantados e o clímax chegou na região de Wachau com seus vinhedos e povoados lindos pra dedéu.

Hoje o bike tour termina em Viena 😫 Mas a viagem não 😉

#biketour #donau #danubio #biketourdanubio #austrialovers
  • Pavilhão barroco nos jardins da Abadia de Melk. O complexo é Patrimônio Mundial da Humanidade. 
Este edifício é todo decorado com afrescos em seu interior. Mostrei nos Stories do @arte_365 
A entrada do complexo custa 12,50€ ou 14,50€ com visita guiada de 50 minutos. Não tem em português, mas em espanhol, italiano e inglês.

#melk #abadiademelk #patrimoniomundial #austrialovers #biketour
  • Cidade do caminho de hoje - Mauthausen. 
Foram 65 km em 4 horas de bici 🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️ #biketour #mauthausen #austrialovers #austria🇦🇹 #danubio
  • Parece pintura, mas é o cotovelo do Danúbio visto do mirante “Schlögener Blick”. Schlogen foi onde começamos nosso passeio de bici que vai nos levar até Viena 🚴🏽‍♂️🚴🏽‍♂️🚴🏽‍♂️ #biketrip #schlogen #austrialovers #danubioriver #donau
  • Esperando o embarque para Schlogen. Vamos de barco até lá e depois mais 52 quilômetros de bici até Linz. Vou tentar mostrar tudo nos Stories 🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️ #passau #biketrip #schlogen @romantische_donauschifffahrt #boattrip
  • Que lugar!!! Adorei a ida aos castelos do Rei Ludwig II. É um bate e volta meio cansativo porque são 2 horas de trem e outras 2 para voltar, mas o dia foi inesquecível. 
Estávamos em 3 e o bilhete de trem ida e volta para o grupo custou 37€. A entrada para os dois castelos 25€ por pessoa. Em Füssen esperando o trem, tomamos meio litro de radler a 3,50€. Engraçado que curto mais o tour pelo castelo menos famoso, gostei mesmo do Neuschwanstein por fora, mas isso é gosto e já sabe né, gosto não se discute, como máximo se lamenta 🤣🤣🤣 #neuschwastein #fussen #castle #alemanha🇩🇪 #castelos

Follow Me!