• O que fazer em Curitiba
  • Guia Museu do Prado
  • Saiba + sobre o Caderno de Viagens

La Señora de Cao – a múmia tatuada que viveu no Peru muito antes dos incas (Bucket List)

Postado em 16.maio.2012

Na viagem ao Peru, meus amigos falavam com euforia sobre a “Señora de Cao”. Comentavam da importância e do mistério daquela descoberta recente. Sem contar, o espetáculo que era o museu inaugurado em 2009 para guardar e proteger todo o relacionado com aquela múmia.
Complejo El Brujo - La Señora de Cao
Complejo El Brujo - La Señora de Cao

A Señora de Cao foi a primeira mulher governante mochica e seu enterramento foi realizado há uns 1.800 anos atrás. Uma cultura bem anterior aos incas. O local em que ela foi enterrada e a substância que envolveram seu corpo (cinábrio) impediram sua descomposição. Quando abriram a múmia, ela ainda conservava orgãos, pele, e o must: estava tatuada?! Junto a ela, um montão de objetos intactos, até tecidos!
Complejo El Brujo - La Señora de Cao
Complejo El Brujo - La Señora de Cao
Complejo El Brujo - La Señora de Cao
Complejo El Brujo - La Señora de Cao

Na sua morte teria entre 25 e 30 anos, e era a poderosa do lugar. Para mim, só esta história e ver as fotos da múmia, já bastaram para o lugar entrar na bucket list. Só que o museu oferece mais, vários relevos coloridos em metros e metros de paredes, ufaaaa
Complejo El Brujo - La Señora de Cao
Complejo El Brujo - La Señora de Cao

O complexo todo é conhecido como “El Brujo”, e fica a 60 km ao norte de Trujillo. Abre todos os dias das 9:00 às 17:00 horas. A entrada custa S/. 10.

Para chegar de transporte público: Na frente do “Complejo Deportivo Chicago”, em Trujillo pegar quaiquer um dos ônibis que vão para Chocope. Saem a cada meia hora, e a viagem leva 45 minutos e custa aproximadamente S/.3. DE Chocolope saem micro-ônibus a Magdalena de Cao, local onde se encontra o complexo. Este trajeto dura 20 minutos e sai por S/.1,50.
Complejo El Brujo - La Señora de Cao

AT: Trujillo abriga vários recintos arqueológicos da cultura mochica!

Para ver todos os nossos posts do Peru, clique aqui.

Imagens: Fundación Wiese

Deixe seu Comentário






Últimos Comentários