Guias de Viagem e Arte

 
 
dez 18 2010

Guia Prático Museu Nissim de Camondo – F.A.Q.

Marcie

Lembra daquela propaganda, “se alguém um dia lhe oferecer flores, isto é Impulse”. Acho que a Cidade Luz tem este efeito “Impulse” de ser. Quando você pensa que Viagens a Paris já não te podem surpreender, aparece a Marcie do Abrindo o Bico com um museu que eu nunca tinha escutado falar, mas que é um dos segredos mais bem guardados da cidade! Por isso, se estiver de viagem e sua boca permanecer aberta quase todo o dia. Não se preocupe. Você está em Paris!

O tal do segredo é o Museu Nissim de Camondo. Um museu que num primeiro momento pode parecer como programa de índio, mas que o mais longe deste apelidinho danado. Prá começo de história, veja a história da família que legou este patrimônio à Paris.

Museu Nissin Camondo - Paris Museu Nissin Camondo - Paris

Qual é a história do museu?
Möise de Camondo nasceu em Istambul em 1860. A família se estabeleceu em Paris em 1869, vinha de toda uma geração de banqueiros otomanos. Möise seguindo a tradição foi um banqueiro reputado na capital francesa.

Um grande colecionador, principalmente de sua paixão: objetos e arte do século 18. Para acomodar sua coleção e como residência familiar construiu uma casa junto ao Parque Monceau. O edifício de 1911, foi obra de René Sergent que se inspirou em seu exterior no Petit Trianon de Versailhes. Este arquiteto também desenhou o Museu Nacional de Artes Decorativas de Buenos Aires!

Voltando aos Camondo. O filho de Möise – Nissin – faleceu em uma batalha aérea na 1ª. Guerra Mundial, em 1917. O pai desolado decidiu doar a casa e a coleção para a cidade de Paris, para sua transformação em um Museu de Artes Decorativas. O que aconteceu em 1936, um anos após a morte de Möise. A desgraça da família não parou por aí, os demais membros morreram durante a 2ª. Guerra Mundial, no campo nazista de Auschwitz!

Museu Nissin Camondo - Paris Museu Nissin Camondo - Paris

Por que visitar este museu?
Considerada uma das mais suntuosas casas do comecinho dos anos 1900 em Paris, é a oportunidade de ver como uma família da chamada Belle Epoque vivia no seu dia-a-dia. Apesar de sua inspiração renascentista, por dentro a casa oferecia todos os confortos possíveis naquela época!

Museu Nissin Camondo - Paris

Como chegar?
Metrô: Paradas –  Villiers e Monceau
Ônibus: 30, 94, 84

Mapa

Quando ir?
De quarta-feira a domingo, das 10:00 às 17:30 horas.

Museu Nissin Camondo - Paris

Quanto custa?
A entrada custa 7€, e a reduzida, 5€. O preço inclui o audio-guia. O museu forma parte da rede do Paris Museum Card, portanto com este passe, a entrada é gratuita

Museu Nissin Camondo - Paris
Museu Nissin Camondo - Paris

Site: http://www.lesartsdecoratifs.fr/english-439/nissim-de-camondo-742/
Endereço: 63, rue de Monceau
75008 Paris
Telefone: +33 (0)1 53 89 06 50/06 40

Falando em Impulse e Paris, olha o que eu encontrei em YouTube …

Posts relacionados:
Economizando com o Paris Museum Card
Roteiro de 4 dias com o Paris Museum Card
Saindo do Aeroporto Charles de Gaulle
Aeroporto de Beauvais – Low Cost Paris
Louvre – indicado para redescobrir quão maravilhoso é o ser humano!
Guia prático do Museu do Louvre – F.A.Q.

fotos: Marcie Grynblat Pellicano, do blog Abrindo o bico.
Video: http://www.youtube.com/user/solecalvano

5 Comentários

  1. Beatriz

    Patrícia e seus museus…simplesmente AMO passar por aqui, é o jeito de visitá-los através de suas lentes!!!Beijocas,Biawww.biaviagemambiental.blogspot.com

    responder
  2. Patricia de Camargo

    Beatriz, que legal que você curte os posts de museus, e este está por aqui graças à Marcie, que foi super generosa e fez esta reportagem para o Turomaquia!beijos

    responder
  3. Claudia Beatriz - Aprendiz de Viajante

    Que máximo!!!Também não conhecia nem nunca ouvi falar nesse Museu, que achado.

    responder
  4. Patricia de Camargo

    Claudia,só a Marcie mesmo para descobrir este museu!!!beijos

    responder
  5. Paula Brum

    Veja só: fui ler uma postagem que compartilhaste hoje, puxo pela tag e chego nesse post antigo e tão a minha cara. Nunca tinha ouvido falar, isso que já estudei um tanto de História da Arte. Curto muito o que chamo de “museu de costumes”, aqueles que foram casas familiares ou abrigam muitas peças pertencentes a uma família ou comunidade. Curto ver cômodas, móveis e outros utensílios do dia-a-dia, misturados com obras de arte (pinturas, esculturas, tapetes), como se o tempo tivesse parado. Adorei!

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • O ano começou assim com esta cara de temporal, mas parece que logo, logo vai abrir sol 😉 Prá ser justa com a situação, estou neste momento vivendo uma linda, louca e motivante primavera! Brigaduuuu 🙏
  • Alerta laranja nas Ilhas Canarias por vento e temporal. Coisas da natureza 😉 Espero não sair voando durante minha ginástica kkkkk

#canaryisland #grancanaria #beachlife🌴🌞🌊🏄👌💁 #lascanterasbeach #laspalmasdegrancanaria
  • Que hambúrguer minha gente: carne de primeira + tomate seco + um bom pedaço de muçarela + pesto + rúcula. O nome mais que adequado: La vida es Bella 🍔🍟 #criar 6/359

#laspalmasdegrancanaria #triana #200gramos #hamburguer #foodporn #canaryisland #grancanaria
  • Meu companheiro no Top100Arte desta semana. Acho que todo mundo em algum momento da sua vida se sentiu tal qual o personagem desta ponte! Para saber mais, clique no link da bio ou vá ao meu canal do YouTube: Patricia de Camargo.

#Top💯Arte #historiadaarte #munch #expressionism #arte
  • Entre 1870 e 1906, Cézanne trabalhou o tema dos banhistas. Foram mais de 200 desenhos, gravuras e telas a óleo. Por que ele pintou este tema? Por que Cézanne é tão importante para história da arte? Isso e muito mais no novo vídeo  do TOP100Arte de hoje no YouTube: Patricia de Camargo ou clique no link da bio 👈

#arte #cezanne #posimpressionismo #artemoderna #historiadaarte #Top💯Arte
  • Uma rua qualquer de Las Palmas 🌴🌴🌴 que acaba no mar #criar 5/360

#lascanterasbeach #laspalmasdegrancanaria #beachlife🌴🌞🌊🏄👌💁 #canaryisland

Follow Me!