Guias de Viagem e Arte

 
 
fev 22 2010

Escapada desde Lisboa: Queluz

Era uma segunda-feira. Entre as opções do que estaria aberto neste dia, pela manhã decidimos dar uma escapada até Queluz. A cidade está  apenas 10 km de Lisboa e é ponto de visita para aqueles que querem conhecer seu palácio.

Inicialmente, no lugar do palácio havia uma quinta e um pavilhão de caça. Em 1747 se resolve ampliar estas instalações e pouco a pouco vai surgindo o Palácio de Queluz. O lugar foi super animado na época do reinado de Pedro III e Maria I, que aliás era sua sobrinha. As más línguas dizem que ela enlouqueceu neste palácio. Mas antes disso, o casal realizou muitas festas por aqui.

Palacio de Queluz

O nosso D. Pedro I nasceu neste palácio. Só que veio a invasão dos franceses, e a família real fugiu para o Brasil. Neste período, os invasores ocuparam o palácio e levaram muita coisa. Inclusive se cogitou que Napoleão se instalaria em Queluz, o que nunca ocorreu.

Palacio de Queluz

Com a saída dos franceses, era necessário que a família real voltasse a Portugal, mas antes o rei que não era bobo, mandou dar uma arrumadinha no palácio. Quando eles voltaram, começou o inferno astral do rei, a Rainha Carlota Joaquina tomou partido do outro filho, Miguel. Este episódio faz com que Carlota seja exilada e vigilada pela polícia secreta em Queluz. Ela acaba morrendo no palácio em 1830, mas o rei morreu antes, em 1826.

Palacio de Queluz

Com a morte do rei, os dois irmãos começam a brigar pelo poder, o nosso D. Pedro I, que em Portugal é conhecido como Pedro IV e o Miguel. O nosso acaba ganhando, mas tinha voltado da batalha com tuberculose, e um mês depois acaba morrendo no quarto D. Quixote, em Queluz. Que tragédia, hein?!

Palacio de Queluz

Sendo sincera, o fato desta relação com D. Pedro me aguçou a vontade em conhecer o tal do palácio, sem contar que é conhecido como parente distante de Versailles. Quer saber como foi?

Para chegar
Pegamos o trem em direção à Sintra na Estação do Rossio. Se você já comprou o cartão verde “Viva Viagem” é só carregá-lo nas máquinas, sai por 1,20€. Mas lembre que o cartão não pode estar carregado com viagens de metrô. A cada 10/15 minutos sai um trem para Sintra, é só pegá-lo e descer em Queluz-Belas. Deixe teu cartão na mão, porque os fiscais passam pelos vagões fiscalizando. A viagem leva 20 minutos.

Da estação ao palácio
É muito fácil, várias placas vão indicando o caminho. De qualquer maneira, o caminho começa à tua esquerda, saindo da estação. Em 10 minutos de caminhada, aparece o Palácio de Queluz, com sua cor rosa.

Palacio de Queluz

Para entrar
Os bilhetes custam 5€. A entrada não dá direito ao folheto, pelo qual se cobra 1€. Eu comprei, e decididamente: não vale a pena! A linguagem é chata e os cartazes em cada aposento são bem mais interessantes. Atualização fev/2014: agora se cobra separado pelo palácio (8,50€) e pelos jardins (3,50€).

Pode e não pode
Pode fotografar, mas sem flash e sem tripé. Dentro do palácio, os poucos aquecedores não dão conta do recado, por isso é necessário continuar agasalhado.

Não deixe de reservar um tempo para os jardins
São dois os jardins, na parte detrás e na frente do palácio. Reserve ao menos meia hora para caminhar entre eles. Se você veio até aqui, para que sair correndo!?

Palacio de Queluz

Palacio de Queluz

Tempo de visita
Nossa visita levou duas horas e meia. Mas é que somos do tipo, ler os cartazes, pensar no ângulo das fotos, etc. E ninguém sabe se poderá voltar àquele lugar, sendo essa minha filosofia, procuro aproveitar ao máximo. Prefiro menos por mais tempo, do que mais correndinho.

Surpresa de Queluz
Ao retornar à estação, bateu aquela fome. Entramos na Pastelaria/Cafetaria Super 80. Está bem na frente da estação. Comemos uns salgados deliciosos acompanhados de um suco de laranja natural, e ainda levamos lanchinho para o trem. Tudo nos saiu por 7,20€. Sem contar, que o atendimento era muito amável, e o melhor: tudo estava delicioso.

Queluz

Como era uma segunda-feira, depois de Queluz nos mandamos para o Parque das Nações para visitar o Oceanário. Mas esta já foi uma outra história.

Leia também:
O que fazer segunda-feira em Lisboa?
Parque das Nações – a modernidade lisboeta
Oceanário – “metade da minha alma é feita de maresia”
Apresentação da nova telenovela produzida pelo Turomaquia – É uma casa portuguesa
Telenovela É uma Casa Portuguesa – 1º. Capítulo
O metrô de Lisboa: um poucadinho complicado na hora de pagar
Como se locomover em Lisboa: excursões e passeios
fotos: turomaquia_2010

17 Comentários

  1. Claudia Bins (Cacau)

    Oi Patrícia,Belo passeio esse, tão pertinho de Lisboa! O Palácio é lindo e os jardins também.Obrigada pelos votos e pela torcida. Se Deus quiser, tudo há de ficar bem!Abraço,Cacau

    responder
  2. Anonymous

    Patricia, tá tudo tão bonito! Parabéns. Tenho uma amiga que está fazendo estágio em marketing em Porto, e mandei pra ela os links e ela tá acompanhando teu blog e super impressionada. Admiro quem trabalha com tanta disponibilidade e compartilha tudo com a gente. Parabéns de novo.Beijão desde Londrina pra ti.Sucesso!!Nair

    responder
  3. Patricia de Camargo

    Cacau, que felicidade o teu post!!! E concordo contigo, que o palácio vale a visita!Nair, obrigada pela indicação! Este trabalho é ainda mais gratificante quando as pessoas, criticam, elogiam, puxam a orelha, ou seja, participam! Ainda vem mais Portugal pela frente, e nos próximos capítulos: Paris e Florença!Beijos às duas

    responder
  4. Ederson

    Olá, gostaria só de fazer uma pequena complementação, já que li bastante seu blog antes de vir a Portugal. A Estação do Rossio em que se pega o trem é a estação de comboios, que é diferente da de metro com o mesmo nome. Se a pessoa vem de metro, tem que descer na estação Restauradores, e então fazer a transferência para a estação de comboios Rossio (eu, claro, desci na estação de metro Rossio e me compliquei todo).
    Outra coisa: há duas saídas da estação de Queluz, uma que é a certa, que dá para o centro, e outra que vai dar na periferia. Como absurdamente não há indicação dentro da estação sobre o Palácio, nenhum mapa ou placa, eu saí pela saída errada, virei à esquerda, como você disse, e fui parar no outro lado da cidade 🙂

    responder
    • Patricia de Camargo

      Ederson,
      brigaduuu pelas tuas considerações! Quanto à saída da estação, realmente era a esquerda, mas acho que devia ter colocado um ponto de referência (tipo esquerda em relação aque?!), falha minha 🙁 E vc curtiu o palácio?

      responder
  5. CAROLINA MELLO

    Adoro suas dicas!!! Estou indo a Portugal em setembro e gostaria de saber se existe a possibilidade de deixar as malas da viagem na estação (algum armário ou similar) para poder visitar o palácio e depois seguir para Sintra? Qual a sua sugestão? Abraços!

    responder
  6. Luiz Cavalcante

    valeu pela dica!

    responder
  7. Rosanna Alberti Chaim

    Sensacional esse teu texto sobre Queluz. Vou a Portugal no final do m”es e j[a inclui o pal[acio no meu roteiro. Muito obrigada! Dicas preciosas mesmo!

    responder
    • Patricia de Camargo

      Brigaduuu Rosanna 🙂

      responder
  8. Consuelo Freire

    Informações claras e já testadas. Vou segui-las para conhecer o Palácio de Queluz. Obrigada, Patricia.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Consuelo, depois me conta como foi!

      responder
  9. Alberto Oliveira da Silva

    Realmente. .mas o palácio e os jardins do Palácio de Queluz são maravilhosos… não tenho palavras para descrever tanta beleza. .mas fui e tenho esperanças de lá voltar….

    responder
    • Patricia de Camargo

      Alberto, também quero voltar!

      responder
  10. João Garcia

    Olá, Patricia.
    Vamos visitar o Palácio de Queluz em abril e me surgiu uma dúvida: o bilhete de trem se compra até Sintra, descendo em Queluz-Belas e retornando para seguir viagem ou compra-se 2 bilhetes: Lisboa-Queluz + Queluz-Sintra?
    Grato, abs.
    João&Clarice.

    responder
    • Patricia de Camargo

      João, eu tive que comprar 2 bilhetes quando fiz estes dois trajetos.
      Um abraço

      responder
      • João Garcia

        Patricia,
        obrigado pela dica.
        Abs, João&Clarice.

        responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Minha gente que montagem 😱 Esta é apenas uma pequena amostra da exposição dos Irmãos Campana, que fica no MON em Curitiba até 20 de agosto.
.
#curitiba #irmãoscampana #campanabrothers #museum #museu #design #arte #art #mon
  • Pornografia gastronômica 😌 Levada pela @curitidoce, só podia né?! .
#ofamosobrigadeiro #curitiba #foodporn #cake #chocolate
  • Eu sei que é um dia complicado. Mas em dias como esse, a gente precisa ainda mais da arte! .
E neste Dia Internacional dos Museus, começamos com El Greco e um tema que eu adoro - A Anunciação. Na genial exposição do MASP.
.
#masp #museum #elgreco #arte #anunciacao #maneirismo #museumday #sampa
  • A melhor época para conhecer esta Costa, que é linda até sem sol, é entre a segunda quinzena de maio e a primeira de outubro. Principalmente se você quiser curtir uma praia 🏖
.
No www.turomaquia.com tem vários posts pra te ajudar a planejar esta viagem pela Costa Amalfitana. Também tenho vídeos no YouTube - Patricia de Camargo 👈
  • Gostinho de Brasil e de casa de pai e mãe 👨‍👩‍👧 Recomendo os pães de nata da Kaminski na Sete de Setembro e o queijo da Colônia Witmarsum 🍞🧀
.
#curitiba #kaminski #foodporn #bread🍞 #fromage #gastronomia #witmarsum
  • Por do sol louco, agora mesmo em Curitiba. Um céu laranja e uma nuvem perturbadoramente negra sobre tudo ☁☁☁
.
#curitiba #sunset #happymoments❤ #happiness😊 #cloudy #brasil🇧🇷

Follow Me!