Guias de Viagem e Arte

 
 
maio 05 2009

Passeio por Curitiba – de Andersen ao Passeio Público

Depois de visitar o Setor Histórico, não vale a pena pegar o ônibus turístico, melhor deixar para o dia seguinte e desfrutar durante todo o dia. Eu vou dar duas opções a partir do Largo da Ordem. Nos dois casos, o passeio é para ser feito à pé.

Desça a rua ao lado da Igreja da Ordem, a Mateus Leme, e antes de chegar a um dos primeiros shoppings da cidade (Mueller), você vai encontrar o Museu Alfredo Andersen, exatamente na quadra antes do shopping. Um museu pequeno, mas que mostra um pouco da obra do artista considerado o pai da pintura paranaense – Alfredo Andersen.
Passeio por Curitiba
Auto-retrato de Alfredo Andersen

A casa era onde ele vivia e trabalhava. Um norueguês que por causa de um temporal viu seu barco aportando no Porto de Paranaguá, em uma viagem com destino final – Buenos Aires. Mas sabe o que aconteceu? Ele acabou ficando por lá, até hoje ninguém sabe bem o porquê, já que ele estava pouco a pouco sendo reconhecido na Europa. O fato é que ele ficou e um tempo depois se apaixonou por uma jovem descendente dos índios carijós – Anna de Oliveira.

Neste tempo, viajar para Curitiba era bem complicado, mas tudo mudou quando se construiu a estrada de ferro. O que fez Andersen realizar algumas viagens à capital, e em uma das visitas algo lhe impressionou muito: “Em 1893, visitei em Curitiba a Escola de Artes e Indústrias dirigida pelo Sr. Mariano de Lima, tendo ficado impressionado. Encontrei as diferentes classes cheias de alunos, crianças, moças, rapazes e homens, todos trabalhando na melhor ordem. A breve visita fez de mim um admirador desse Estado progressista”.

Assim depois de 10 anos em Paranaguá, a família decide mudar-se para Curitiba. Se no litoral ele já ensinava arte, quando chega em Curitiba esta será sua principal tarefa, e como vai formar toda uma geração, por isso será conhecido como “pai da pintura paranense”.

Tão importante foram suas obras e sua tarefa de mestre, que com 71 anos lhe foi concedido o título de cidadão honorário de Curitiba.
Roteiro de Curitiba

O museu é pequeno, assim depois da visita pegue a primeira rua à direita, passe pela Praça 19 de Dezembro que comemora a Emancipação do Paraná do Estado de São Paulo, em 19/12/1853. O painel de azulejos é do Poty e conta a história do Paraná. Esta praça é conhecida entre os curitibanos como do Homem e da Mulher nús (ou aqui entre nós, dos peladões). Ambos são obras de Erbo Stenzel, mas o Homem fazia parte do projeto da praça, a mulher não. O homem mostra este paranaense que está em formação, e por isso se encontra nú. Agora, a mulher é outra história, Erbo realizou esta obra para o Tribunal de Justiça, representando a deusa grega, Ártemis. Mas foi um escândalo na época, e ela acabou atrás do tribunal, e quando o artista morreu, o que fizeram? Colocaram na praça do lado do homem nú, … ela era enorme, não tinham aonde colocar, o que fazemos? Faz casalzinho com aquele homem gigante e nú. Oh, cada uma!
Roteiro de Curitiba

Atravesse a praça e veja o Memorial Arábe. Na capital há diversos portais, parques e edifícios que prestam uma homenagem às diversas etnias que ajudaram a conformar o atual Paraná, e a cidade de Curitiba. Os primeiros imigrantes eram argelinos e chegaram em 1868, depois vieram os poloneses, italianos, alemães, etc… Em 1872 dos 9.000 habitantes de Curitiba, 1.500 eram imigrantes! E eles mudaram os hábitos da cidade, por exemplo, introduziram os bailes, as árvores enfeitadas de Natal, os picnics pela cidade, sem contar que até hoje nossa culinária é toda uma mistura de todas estas etnias.
Roteiro de Curitiba

Na frente do Memorial, está o Passeio Público. Foi o primeiro parque público e primeiro zoológico da cidade. Foi inaugurado em 1886, e seu portão principal é a réplica do portal do cemitério de cães de Paris.
Roteiro de Curitiba

Cansou? Quer fazer umas comprinhas? Retorne a um dos primeiros shoppings da capital – Mueller. Quer comer algo? Eu indicaria três lugares do shopping:

1. Au-au, o melhor cachorro-quente da cidade. A loja mais tradicional está na Rua Carlos de Carvalho, e os carrinhos em frente ficam abertos até altas horas da madrugada.
2. 10 Pastéis – o melhor pastel da cidade.
3. Trovatta Risotteria – vai de um prato de risotto com grelhado, ainda vou falar deste restaurante por aqui. Tem outras filiais pela cidade.

Para conhecer a programação cultural da cidade, consulte a página:
http://guia.rpc.com.br/

Informação prática
Horário Museu Alfredo Andersen
De terça a sexta feira, das 9:00 às 18:00 horas
Sábados e domingos das 10:00 às 16:00 horas

Fotos:
Interior museu: Museu Alfredo Andersen
Praça 19 de Dezembro – http://maysaalima.zip.net/images/curitiba-praca19dez.jpg
Passeio Público: http://www.hagah.com.br/locais/jsp/default.jsp?regionId=15&action=detail&uf=3&local=7743&locale=C7743&ingrid=246869
Memorial Árabe: http://www.arabe.cl/

4 Comentários

  1. Caio

    Ishi Paty, desculpa a demora em respondeu um comentário q vc fez sobre um vídeo d qdo estive no peru. Não estava te ignorando não, viu! É q naum entro no blog há muito tempo, por isso não vi.Eu edito em premiere, q é da Adobe. `Facil de achar torrents pra instalar.

    responder
  2. Patricia de Camargo

    Caio, tava com saudades de ocê, porfa volta a publicar! Obrigadão pela dica do editor!Beijos

    responder
  3. Martinha

    Uauuu..Que surpresa ver o Museu Alfredo Andersen por aqui..Quando morava em Curitiba ia muito là.. perdi as contas de quantas horas passava là encomodando o povo..Não o conhecia até ir pra Curitiba.. e um belo dia caminhando pelo Batel ou Bigorrilho (nem me lembro +) me deparo com a praça "Alfredo Andersen" e levo um choque..Eu sou Andersen.. e o nome do meu avô paterno é Alfredo.. so que não o conheci, faleceu qdo meu pai era criança, e minha avo casou de novo.. Sei que foi uma dessas coincidências loucas da vida..Chegando em casa fui olhar na internet e descobri o museu..No dia seguinte fui là e nunca + sai..Sempre que alguém ia me visitar, eu arrastava pro museu..=D

    responder
  4. Patricia de Camargo

    Martinha Andersen hein!!!Eu adoro este artista, ele foi mais que importante para a arte paranaense, agora também podem se ver obras dele no Museu Oscar Niemeyer!Beijos

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Trailer de mais um vídeo da “Odisseia Grega” no YouTube - Patricia de Camargo. Link na bio, te espero por lá 👁

#greecelovers #atenas #vlogatenas #acropoledeatenas #grecia
  • Vistas da Acrópole. O templo grego mais bem preservado do mundo, o de Hefesto 🏛

#greecelovers #templodehefesto #atenas #greciaantiga #mundoantigo
  • Muita gente me diz que sítio arqueológico é só pedra e mais pedra. Mas que nada, são aquilo que a gente foi, são pilhas da nossa memória coletiva, são nossa chance de entender como chegamos até aqui e de que forma queremos ser lembrados em 200 anos quando outros homens e mulheres caminharem pelas ruínas do nosso legado 🙌🏼 #greecelovers #acropolis #atenas #artegrega #estilojonico
  • Dica de Sevilha: café da manhã na tradicional “La Campana” fundada em 1885. O lugar é bonito, gostoso e oferece uma boa relação custo x benefício . Gastamos 13,10€ por 2 sucos de laranja natural, 2 cafés e 2 mistos. 
Também é um ótimo lugar para comer um doce tradicional ou comprar um presente gostoso 😉

Abre todos os dias das 8:00 às 22:00 horas.

#sevilha #lacampana #ondecomersevilha #espanhalovers
  • Esta é a Nova Iorque florida que me deparei numa viagem que realizei nas primeiras duas semanas de maio. Linda demais 💕💕💕 #newyorkflowers #beautifulstreet #centralparkmoments #estadosunidos #novaiorque
  • Qual é seu ponto favorito do Central Park em New York? Eu acho lindo de morrer,  o lugar onde fica uma das maiores fontes da cidade, a Bethesda. 
Também conhecida como "Anjo das Águas", foi o primeiro trabalho de arte pública encomendado a uma mulher. Neste caso, a artista Emma Stebbins, que desenhou a fonte em 1868, sendo inaugurada em 1873.

A gente vê um anjo de bronze de dois metros e meio de altura que carrega um lírio e com a outra mão abençoa a água. Tem um referência bíblica ao evangelho de João que fala de um anjo que abençoa a piscina de Bethesda, conferindo-lhe poderes de cura. 
Debaixo do anjo vemos 4 querubins que representam a pureza, a saúde, a temperança e a paz.

É legal chegar junto à fonte cruzando por debaixo das arcadas da Bethesda Terrace, criada em 1860, um desenho de Jacob Wrey Mould. Debaixo dos arcos costumam se apresentar músicos, já vi um concerto melhor que o outro.

A fonte se encontra mais ou menos no meio do parque na altura da rua 72.

#bethesdafountain #centralpark #newyorklovers #mulheresnaarte #emmastebbins

Follow Me!