Guias de Viagem e Arte

 
 
mar 24 2015

Museu era um músico?! – De onde vem a palavra museu




Você sabe de onde vem esta palabra: MUSEU? Sinceramente, eu não era muito curiosa sobre a acepção das palavras, mas daí casei e o Tom adora este tema, e acabei “contaminada” por ele.

A palavra vem do latim que deriva de uma palavra grega – MOUSEION, cujo primeiro significado não tinha nada a ver com um edifício. Mouseion era um personagem da mitologia grega, parente ou amigo de Orfeu, educado pelas ninfas, que se converteu num grande músico capaz de curar doenças com suas melodias \o/

Incrível, né? Quando comecei a estudar o tema nem passava pela minha cabeça este significado. Mas a coisa não para por aí e começa a se aproximar mais do que entendemos atualmente por museu. Ainda na Grécia começaram a chamar os templos das musas de Mouseion. As musas eram as deusas da poesia e da música. O primeiro mouseion foi construído no século III a.C. e ficava junto à famosa Biblioteca de Alexandria.

Já em Roma utilizaram estes templos para expor aos cidadãos tudo aquilo que pilhavam durante as guerras da conquista. Papel que na Idade Média assumiu a Igreja. Tanta coisa chegava das Cruzadas que começaram a construir templos especialmente para guardar as relíquias dos santos, como no caso da Sainte-Chapelle em Paris.
Paris Paris

Junto às obras de arte e às relíquias, chegaram na Europa uns objetos considerados exóticos, e algumas pessoas começaram a colecionar estes objetos. Algumas coleções eram tão geniais, que seus donos deixavam que certas pessoas visitassem seus gabinetes para apreciá-las, isso nos séculos 16 e 17. Estas “salas de exposição” ficaram conhecidas como “wunderkammer” ou gabinetes de curiosidades. O mais famoso foi o de Olaus Wormius, que era médico, antiquário e fez até um catálogo de sua coleção, que era tão importante que foi comprada pelo Rei da Dinamarca – Frederico III. O legal é que fizeram gravuras do gabinete de Wormius, então a gente pode ter uma ideia da loucura que eram estes espaços!
Como nasceram os museus
Os primeiros gabinetes que abriram ao público em geral foram os londrinenses, e um destes gabinetes (o de Elias Ashmole) foi doado à Oxford University, e dado origem ao primeiro museu do mundo, o Ashmolean Museum, isso em 1683!
Como nasceram os museus
A grande maioria dos museus superstar de arte que visitamos nasceram das coleções reais, e tiveram a função de legitimar algumas monarquias e em outros casos os novos governos que surgiam com a queda destas mesmas monarquia, como em França. Tanto uns como outros vão tentar educar seus cidadãos através destes novos museus, e estamos falando do Louvre/Paris (1793), Prado/Madri (1819), Alta Pinacoteca de Munique (1836), Hermitage/St. Petersburgo (1852), Kunsthistorisches de Viena (1891).
site louvre 4
nuevo_louvre
Se as obras de arte dos monarcas foram o germe dos Museus de Belas Artes; os gabinetes de curiosidades são os avós dos Museus de História Natural e Ciências.

Agora não pense que abriam como atualmente, nada disso, por exemplo o British Museum permitia a visita das 11:00 às 12:00; e o Louvre abria 3 vezes por semana 🙂 Ainda bem que isso mudou prá caramba!

Madri - Guia do Prado
Guia Louvre
Guia de Museu | Guia Galeria degli Uffizi

Quer ficar sabendo quando saem os próximos posts?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Viaje com a gente no Google+ – google.com/+TuromaquiaViagens
Inscreva-se no nosso canal no YouTube, e seja o primeiro a ver nossos videos Turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.
Postado por Patricia de Camargo | Marcadores:

4 Comentários

  1. Deb do Segredos de Londres

    Patricia,
    Adorei!!!
    E me amarro na “Enlightenment gallery” do British Museum, que é praticamente uma coleção de vários gabinetes de curiosidades da época do Iluminismo.

    responder
  2. virginia mari de camargo

    Simplemente fantastico adorei

    responder
  3. Beatriz Vilela

    Adorei o post! Eu adoro saber como surgiram as coisas, palavras, ideias… Muito bom, Patricia!!!

    responder
    • Patricia de Camargo

      Brigaduuu Beatriz e Virginia!

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Post novo e fundamental para quem vai visitar Bruxelas - como se locomover pela cidade. Inclui preços, como usar o cartão do transporte público, aplicativos e mapa. Link na bio ou visite o www.turomaquia.com. 
#belgicalovers #bruxelas #grandplace #dicasdeviagem
  • Oiiii, hoje temos bate papo ao vivo sobre arte. Às 19:00 horas no YouTube Patricia de Camargo. Mais tarde vou colocar o link direto no Twitter do Turomaquia e no Facebook. E aqui na bio 👈🏽 Compartilhe este vídeo com aquela pessoa que você sabe que ❤️ arte!

#renascimento #venezalovers #tiziano #arteemveneza #lendoarte
  • 14 obras que você não pode perder em um dos museus mais importantes da Itália, a Accademia de Veneza. Guia gratuito by Patricia de Camargo 😉no www.turomaquia.com 👈🏽 #accademiadevenezia #venezalovers #guiademuseu #arte365 #historiadaarte
  • Tenho uns clientes maravilhosos! Olha o carinho da Bruna e do Bruno que se lembraram de mim em Paris e me enviaram estas fotos lindas 💕💕💕 Prá quem chegou aqui há pouco tempo, os Cadernos de Viagem Turomaquia (CVT) são guias personalizados. 
#turomaquia #paris #guiapersonalizado #guiadeviagem
  • Já estou produzindo o primeiro vídeo de Veneza para a continuidade da série “il dolce far niente”, o que você gostaria de ver nos vídeos de Veneza?

#laserenissima #venezalovers #veneza #italialovers #beautifulstreet
  • Dica Madri: tomar café da manhã ou um lanche no delicioso @mamaframboise Não deixe de provar o croissant de framboesa. O local mais tradicional é o da Calle Fernando VI, 23. 
Este endereço combina com uma visita às exposições da @mapfrefcultura ou ao Museu Arqueológico Nacional.

Qual é tua recomendação de confeitaria ou café em Madri?

#mamaframboise #madridlovers #foodporn #madri #madridfoodie

Follow Me!