Guias de Viagem e Arte

 
 
jan 09 2009

Meteora: sonho, dream, sueño, sogno

Salimos de Delfos após a visita aos dois santuários. Eu estava emocionada porque nesta mesma tarde chegaríamos a un dos meus objetos de desejo. Estava como uma criancinha quando vai ganhar a primeira caloi! Foram mais ou menos 240 quilômetros até vislumbrar pela primeira vez as rochas gigantescas. Sabe aquele tipo de experiência na qual você sabe exatamente o que vai encontrar, mas quando está frente a frente o bicho pega. Pois METEORA é assim!

Já havia visto um montão de fotos, documentários, reportagens, mas quando de repente surgiram na nossa frente as primeiras rochas, eu alucinei. E esta sensação maravilhosa durou os dias e meio que estivemos por “Meteora”.



Instagram-banner

O que significa Meteora
A palavra Meteora significa “suspenso no ar”, e tem a mesma raiz portanto da palavra meteorito. O que se chama Meteora é esta pequena porção de terra aonde a erosão construiu esta paisagem impressionante, as duas cidades que servem de base para as excursões são Kastraki e Kalambaka. Como eu estava dizendo as rochas imponentes surgiram de um processo de erosão e terremotos, anteriormente o que havia era um rio que desembocava no mar de Tesalia. Quando este rio encontrou outro saída para o Mar Egeu, teve início o processo conhecido como afundamento geológico que produziu esta paisagem.

Os mosteiros de Meteora
Aqui existe um perfeito casamento homem e natureza. No século XI alguns ermitãos resolveram que queriam estar mais perto de Deus e passaram a viver nas cavernas que se encontravam nas rochas, até hoje se podem ver algumas destas cavernas. No século XIV com o avanço das tropas turcas sobre a Grécia, os monges começaram a buscar lugares mais seguros e distantes das batalhas, e Meteora era ideal. Ideal para se esconder, mas imaginem construir enormes mosteiros no pico destas rochas, uma loucura! Pensem só a dificuldade que era subir o material para a construção! Alguns levaram 200 anos para serem construídos. Foram construídos 24 mosteiros entre o séculos XIV e XV, atualmente seis deles continuam ativos e podem ser visitados. Desde 1988 estes mosteiros são Patrimônio Mundial da Humanidade.

O acesso aos mosteiros
Hoje a subida até os mosteiros se realiza por escadas intermináveis (risos), mas antes era bem pior. A subida se dava por umas escaleras desmontáveis, sabe estas escadas de cordinhas que se lançam e se abrem, ou ainda por redes. O lance da rede era o seguinte, colocava a pessoa numa espécie de rede de pesca, faziam como uma trouxinha e a subiam, dá uma olhada nesta foto-montagem para ter uma idéia de como era a coisa.
Vaarlam - Meteora
Onde ficar
As melhores bases para visitar Meteora são as cidades de Kastraki e Kalambaka. Esta última é maior que a primeira, repleta de pequenos hotéis e restaurantes. A outra é pequenininha e tranquila. Nós decidimos ficar em Kastraki, e adoramos. Nosso hotel ficava praticamente na entrada de Meteora e tinha umas vistas de tirar o fôlego. O quarto era grande e confortável, e o pessoal bastante amável. Mas para ficar neste hotel, o melhor é que você esteja de carro porque fica meio fora da mão se você preferir visitar a região de ônibus. Mas esta opção não seria a melhor se não dispõe de muito tempo!

Pagamos 60€ pelo quarto duplo, e recomedamos! Se vier em baixa temporada provavelmente poderá conseguir uma tarifa inferior, nós viajamos em altíssima temporada européia: Agosto!

Mapa das Meteoras
No hotel nos proporcionaram um mapinha dos mosteiros, com seus respectivos horários de visitação. É fácil se locomover porque basicamente é uma estrada que circunda as meteoras. O difícil é se concentrar com tanta beleza!

Para ver como alucinamos ao chegar perto das Meteoras, veja este video: Telenovela Kalón – Capítulo 21: na estrada atrás de um sonho
Para ver uma road trip que em 2013 passou por Meteora, clique aqui.

Veja todos nossos posts de METEORA

Busque e reserve seu hotel em Meteora, clicando aqui. Assim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada

Nem pense em viajar sem seguro, a gente facilita as coisas te oferecendo um desconto de 15% \o/ Clique aqui, e para ganhar o desconto neste mês de dezembro/2015, coloque o código: FESTAS2015. Para ver os descontos em outros meses, clique aqui

Quer ficar sabendo quando saem os próximos posts?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

Destaques do Post:
Dicas de viagem a Meteora
Hospedagem em Meteora
História de Meteora e dos mosteiros

fotos e video: turomaquia_2008

4 Comentários

  1. bianca

    Acho que eu preferia subir nessa redinha do que pela escada… heheheheh…Besitos

    responder
  2. Patricia de Camargo

    Bianca jejejejeje as escadas são como a penitência para alcançar os mosteiros heheheheBeijos

    responder
  3. Mérida Herasme Medina

    Parabéns! Ótima dicas de viagem, muito bem documentadas.

    Estou indo sozinha para Meteora numa 2aF (23/4/2013) e queria ficar até 4aF. Minha dúvida é como ir de Kalambaka até os mosteiros. Daria para pegar um ônibus, chegar a um ponto e seguir a pé? Você teria uma ideia do tempo para subida? Costumo caminhar um 5 km por dia (no plano), sei que é diferente mas andando com fé tudo é possível…..

    Abraços, Mérida

    responder
    • Patricia de Camargo

      Oi Mérida, eu aluguei carro. Na época que viajei havia apenas duas maneiras de chegar aos mosteiros: carro ou excursão (que em sua maioria saiam de Atenas). Para ir aos mosteiros a distância é bem superior a 5 km, e pela frente terá muuuitas subidas.

      Mas agora parece que existe uma terceira opção, em Kalambaka, há micro-ônibus que fazem o roteiro dos mosteiros. Muita gente vai até o “Megalo Meteora”, e depois vai descendo a pé. Depois me conta como você fez!

      Um grande abraço

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Trailer de mais um vídeo da “Odisseia Grega” no YouTube - Patricia de Camargo. Link na bio, te espero por lá 👁

#greecelovers #atenas #vlogatenas #acropoledeatenas #grecia
  • Vistas da Acrópole. O templo grego mais bem preservado do mundo, o de Hefesto 🏛

#greecelovers #templodehefesto #atenas #greciaantiga #mundoantigo
  • Muita gente me diz que sítio arqueológico é só pedra e mais pedra. Mas que nada, são aquilo que a gente foi, são pilhas da nossa memória coletiva, são nossa chance de entender como chegamos até aqui e de que forma queremos ser lembrados em 200 anos quando outros homens e mulheres caminharem pelas ruínas do nosso legado 🙌🏼 #greecelovers #acropolis #atenas #artegrega #estilojonico
  • Dica de Sevilha: café da manhã na tradicional “La Campana” fundada em 1885. O lugar é bonito, gostoso e oferece uma boa relação custo x benefício . Gastamos 13,10€ por 2 sucos de laranja natural, 2 cafés e 2 mistos. 
Também é um ótimo lugar para comer um doce tradicional ou comprar um presente gostoso 😉

Abre todos os dias das 8:00 às 22:00 horas.

#sevilha #lacampana #ondecomersevilha #espanhalovers
  • Esta é a Nova Iorque florida que me deparei numa viagem que realizei nas primeiras duas semanas de maio. Linda demais 💕💕💕 #newyorkflowers #beautifulstreet #centralparkmoments #estadosunidos #novaiorque
  • Qual é seu ponto favorito do Central Park em New York? Eu acho lindo de morrer,  o lugar onde fica uma das maiores fontes da cidade, a Bethesda. 
Também conhecida como "Anjo das Águas", foi o primeiro trabalho de arte pública encomendado a uma mulher. Neste caso, a artista Emma Stebbins, que desenhou a fonte em 1868, sendo inaugurada em 1873.

A gente vê um anjo de bronze de dois metros e meio de altura que carrega um lírio e com a outra mão abençoa a água. Tem um referência bíblica ao evangelho de João que fala de um anjo que abençoa a piscina de Bethesda, conferindo-lhe poderes de cura. 
Debaixo do anjo vemos 4 querubins que representam a pureza, a saúde, a temperança e a paz.

É legal chegar junto à fonte cruzando por debaixo das arcadas da Bethesda Terrace, criada em 1860, um desenho de Jacob Wrey Mould. Debaixo dos arcos costumam se apresentar músicos, já vi um concerto melhor que o outro.

A fonte se encontra mais ou menos no meio do parque na altura da rua 72.

#bethesdafountain #centralpark #newyorklovers #mulheresnaarte #emmastebbins

Follow Me!