Guias de Viagem e Arte

 
 
nov 06 2012

Gisborne – a sucursal do paraíso

logo-dani-nueva-zelandia
Finalmente chegamos a Gisborne, digo finalmente pois, a muito tempo estávamos aguardando para conhecer essa cidade. Que nosso amigo Juliano Jochims, descrevia como a sucursal do paraíso.

Eu e o Anão tínhamos gostado tanto da descrição entusiasmada dele sobre a cidade, que o nomeamos prefeito de Gisborne.A empolgação era tanta, que gravamos um video do momento da chegada.


Passada a loucura do video, voltamos ao normal, pelo menos tentamos 😉 Nosso hostel foi o Flying nun. Um antigo convento da cidade. Ali mesmo o clima do local já se mostrava muito bacana. O hostel além de ampla área de lazer, tinha um gramado com algumas árvores frutíferas.
Gisborne - Nova Zelândia
Gisborne - Nova Zelândia

Sem demorar muito largamos as malas e fomos conhecer o centro da cidade.Que astral! A cidade parecia saída de um seriado de surf. Canteiros com palmeiras ou alguma árvore prima das palmeiras, que meu conhecimento de botânica não me permite diferenciar, hehehe.
Gisborne - Nova Zelândia

Gisborne atrai muitos turistas por vários motivos. Mas dois em especial, por ser a primeira cidade a receber os raios do sol nascente, que faz muitas pessoas, acordarem cedo para desfrutar do primeiro nascer do sol do planeta. E o outro é pelas praias e ondas da região, que chama os surfistas que lotam os hostels e motorcamps da cidade na época de ondas.

Depois do centro, fomos conhecer as praias da cidade e aproveitar o sol. Passamos por três delas e na última ficamos atirados curtindo o dia.
Gisborne - Nova Zelândia

Como todos sabem esporte é saúde, e nós não surfávamos. Então nos dias de chuva ou finais da tarde, sempre rolava um mini torneio de ping-pong e sinuca…hehehehehe, nós brasileiros contra os chilenos geralmente.
Gisborne - Nova Zelândia
Gisborne - Nova Zelândia

Ficamos uns dias por lá. Descansando, quase sempre acompanhados pelo sol, antes de procurar um próximo trabalho. Uma última dica, é se programar para passar a virada do ano na cidade, é um dos lugares mais disputados do país para essa data.
Gisborne - Nova Zelândia

Busque e reserve seu hotel em GISBORNE, clicando aqui. Assim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada!

Planejamento ViagemLembre que o seguro de viagem é obrigatório para entrar na maioria dos países. Fora que qualquer problema lá fora pode te custar uma fortuna! A gente facilita as coisas, nosso parceiro Real Seguros, orça teu pedido em diferentes seguradoras e encontra a melhor prá você, seja por critério preço ou cobertura, para acessar clique aqui.

Posts relacionados:
A Nova Zelândia do Daniel Portella
Queenstown para os fortes – vamos de bungy jump
Trabalhando na Nova Zelândia – Parte 1
Trabalhando na Nova Zelândia – Parte 2
Esportes radicais na Nova Zelândia – Sledging

argumento, texto, fotos e video: Daniel Portella

1 Comentário

  1. Oscar | Mauoscar.com

    Estou planejando um pulo para aquelas bandas daqui algumas semanas… Falando em final de ano.. Aqui na NZ viajar nessa época parece viajar no Brasil.. Os Hotéis dobram e alguns casos triplicam o preço da diária…

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Mesmo com o clima de ontem, que chove, que vem neblina, desfrutamos da etapa mais bonita do bike tour. 
Foram 40 km entre castelos, bosques que pareciam encantados e o clímax chegou na região de Wachau com seus vinhedos e povoados lindos pra dedéu.

Hoje o bike tour termina em Viena 😫 Mas a viagem não 😉

#biketour #donau #danubio #biketourdanubio #austrialovers
  • Pavilhão barroco nos jardins da Abadia de Melk. O complexo é Patrimônio Mundial da Humanidade. 
Este edifício é todo decorado com afrescos em seu interior. Mostrei nos Stories do @arte_365 
A entrada do complexo custa 12,50€ ou 14,50€ com visita guiada de 50 minutos. Não tem em português, mas em espanhol, italiano e inglês.

#melk #abadiademelk #patrimoniomundial #austrialovers #biketour
  • Cidade do caminho de hoje - Mauthausen. 
Foram 65 km em 4 horas de bici 🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️ #biketour #mauthausen #austrialovers #austria🇦🇹 #danubio
  • Parece pintura, mas é o cotovelo do Danúbio visto do mirante “Schlögener Blick”. Schlogen foi onde começamos nosso passeio de bici que vai nos levar até Viena 🚴🏽‍♂️🚴🏽‍♂️🚴🏽‍♂️ #biketrip #schlogen #austrialovers #danubioriver #donau
  • Esperando o embarque para Schlogen. Vamos de barco até lá e depois mais 52 quilômetros de bici até Linz. Vou tentar mostrar tudo nos Stories 🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️ #passau #biketrip #schlogen @romantische_donauschifffahrt #boattrip
  • Que lugar!!! Adorei a ida aos castelos do Rei Ludwig II. É um bate e volta meio cansativo porque são 2 horas de trem e outras 2 para voltar, mas o dia foi inesquecível. 
Estávamos em 3 e o bilhete de trem ida e volta para o grupo custou 37€. A entrada para os dois castelos 25€ por pessoa. Em Füssen esperando o trem, tomamos meio litro de radler a 3,50€. Engraçado que curto mais o tour pelo castelo menos famoso, gostei mesmo do Neuschwanstein por fora, mas isso é gosto e já sabe né, gosto não se discute, como máximo se lamenta 🤣🤣🤣 #neuschwastein #fussen #castle #alemanha🇩🇪 #castelos

Follow Me!