• O que fazer em Curitiba
  • Guia Museu do Prado
  • Saiba + sobre o Caderno de Viagens

Estudar na Espanha – Convalidação de título

Postado em 26.janeiro.2009

Você vem para Espanha, realiza seu curso, faz seu trabalho final, e por fim consegue o título! UAU! Mas sinto dizer que as coisas não acabam por aí! Quando você retorna à terrinha, tem que convalidar o título em uma universidade pública que ministre curso de graduação reconhecido na mesma área de conhecimento ou em área afim. Para quê? Para que seu título seja válido em território brasileiro. Resumindo para que seja mestre ou doutor no Brasil!

Antes de voltar, existem trâmites que você tem que realizar na própria Espanha. Necessita levar seus documentos para legalizar no Ministério de Relações Exteriores e de Educação em Madrid, e depois perante um consulado brasileiro na Espanha (Madrid ou Barcelona). Os títulos de mestrado próprios não necessitam passar pelos respectivos ministérios espanhóis, mas os demais documentos necessitam esta via de legalização.

No Brasil, terá que traduzir estes documentos em um tradutor juramentado, ou seja, que seja reconhecido pelas autoridades brasileiras. Também terá que enviar uma cópia da dissertação ou da tese. E outros documentos nacionais.

Peça para a coordenação do teu curso na Espanha, as ementas das disciplinas que você cursou, ou como mínimo um resumo do conteúdo programático, é melhor que sobrem documentos, do que faltem quando você tenha por meio todo um Oceano Atlântico.

Além do título, também deverá legalizar o histórico escolar. Quanto mais informação, melhor, porque a primeira parte do trâmite brasileiro identifica se o programa cursado cumpre as mínimas exigências legais impostas pela lei brasileira para que um curso seja considerado mestrado ou doutorado, por exemplo, número de créditos cursados.

Depois de superada esta fase, tua dissertação ou tese é enviada para os professores doutores que julgaram se o seu trabalho contém os míninos impostos pela educação brasileira para ser considerado uma tese ou dissertação e na área em que você requer a convalidação.

Por lei, este trâmite deveria durar de seis meses a um ano, mas se tiver greve por meio, alteração de convênio entre universidades, etc, pode durar muito mais, minha convalidação levou quase três anos!!!

Ah! Também deve pagar uma taxa administrativa, no meu caso em 2005, esta taxa foi de R$ 240,00, para convalidar meu título de mestre.

Leia também:
Os dois tipos de mestrado
Bolsas de Estudo na Espanha: Convocatória Fundación Carolina
Mestrado de Turismo na Espanha
Bolsas de Estudo na Espanha – Becas Turismo de España
Preparando o curriculum para solicitação de bolsas de estudo
Custo de vida em Espanha

Destaque do post:
Convalidação de título de mestre e doutor do exterior
Legalização de documentos na Espanha
Estudar na Espanha

Imagem:
http://www.dreaming-moon.com/images/galleries/3D/smileys/triste.PV__.jpg
Tags Technorati: ,

12 Comentários

  1. Caramba… e eu achei que somente escolher uma boa universidade fosse necessário…Essas suas dicas são fanteasticas!bjs

    responder
  2. Mirella para quem deseja ser mestre ou doutor no Brasil, o curso não acaba quando te entregam o título (risos) Eu rio para não chorar, mas se fizer as coisas bem, não terá problema nenhum na convalidação, e sempre deve verificar se a universidade não está na lista negra do CAPES/CNPQ.Beijos

    responder
  3. Ola Patricia, gostaria d saber como faco para convalidar meu diploma e titulos em Psicologia cursados no Brasil para poder estudar mestrado e doutorado e poder trabalhar na Espanha.Tenho nacionalidade Portuguesa.Obrigada Rita

    responder
  4. Rita, como acredito que este tema possa interessar a outras pessoas, farei um post na próxima semana!Um abraço

    responder
  5. Olá Patrícia, prazer. Parabéns pelo blog, que, diga-se de passagem, é bastante útil. Você saberia me dizer de um Máster Propio de 60 créditos é capaz de ser convalidado no Brasil como sendo um título de mestre? Ou melhor, tanto o Master Propio quanto o Master oficial têm força para ser convalidade no Brasil como título de mestrado, ou somente o Master Oficial possui tal força? Muito Obrigado. Caio.

    responder
  6. Oi Caio! O master oficial é coisa nova e tem a ver com a equiparaçao européia de créditos, o famoso Plano Bolonha.Por enquanto o fato que seja oficial ou próprio não influencia na convalidação. Pode ser que + para frente, tenha peso.Eu fiz um master prórpio e realizei a convalidação sem nenhum problema. Como vc mesmo colocou, é importante verificar o número de créditos e que não tenha caráter de MBA, que seja necessário produzir uma dissertação para aprovação final!Um abraço

    responder
  7. DISERRIE

    TENHO UM MESTRADO NECESITO CONVALIDAR QUE CAMINHO MAS CURTO DEVO PERCORRER.
    OBRIGADO AQUELES QUE PODEM ME AJUDAR

    responder
    • Patricia de Camargo

      Disserie, infelizmente ñ existe um caminho mais curto :(

      responder
  8. William

    Admirável Patricia, conclui o D.E.A. pela Universidade de Barcelona em (2003) tendo todos os registros, carimbos e assinaturas necessários para convalidar aqui em Salvador-Ba; Isto é… Enviei o Diploma (D.E.A.) para Madrid e, a posteriori registrei devidamente no ”Consulado Brasileiro em Barcelona”. Agora retornei ao Brasil (Salvador-Ba) e pretendo convalidar meu D.E.A. – óbvio -. Gostaria de saber quais os passos que eu devo tomar para convalidar e se meu D.E.A. será convalidado como ”MESTRADO”!!??!! Afinal, faz exatamente 10 anos que conclui o D.E.A. (2003) na U.B. Muchas Gracias!

    responder
    • Patricia de Camargo

      Olá William,
      infelizmente não acredito que o DEA seja convalidado como mestrado, até porque quando vc terminou não tinha esta conotação e mesmo agora se estiver fazendo o doutorado, eles emitem um certificado de Mestrado. E o documento do DEA acaba sendo a tesina. Como este é um ente estranho ao Brasil (o DEA) ñ sei realmente se poderia ser convalidado e em qual categoria. Espero que vc tenha sorte com isso, mas não conheço nenhum caso de convalidação de DEA para poder te ajudar com algo mais que o “achômetro”, desculpa. Depois me conta como foi!
      Um abraço

      responder
  9. William

    Obrigado Patricia pela resposta. Desde já lhe digo que seu Blog é sensacional e de plena utilidade… percebo que vc é uma excelente profissional, parabéns!

    Será uma verdadeira ”pena” caso meu D.E.A. não seja aceito como ”MESTRADO” aqui no Br. Pois gata, eu fiquei praticamente 3 anos vivendo dentro de bibliotecas (BCN) lendo, pesquisando e ao mesmo – Escrevendo a minha tesina (objetivo de investigação)-. Conclui meu D.E.A. em um Dept° de Metodologia de Investigação na U.B., o que significa o alto rigor na aprendizagem dos Métodos e Diagnósticos em Investigação Cientifica. Contando ademais do conteúdo do meu objeto de investigação. Ou seja, praticamente fiz dois (2) D.E.A(S): ”(1) porque o Dept° foi e ainda é de Metodologia _ aprendi na integra todo referente. ”(2) pelo meu ‘Objeto de Investigação’ – Conteúdo da Tesina””.

    Final, EU possuo conhecimentos e habilidades extraordinária no que diz respeito às: ”Metodologias (métodos) de Investigação e Diagnostico em Educação” e, profundo conhecimento do conteúdo de toda trama das ”Transições Acadêmicas”. Nobre Patricia, lhe confesso que não foi nada facil concluir o D.E.A. nesse Dept° onde a metodologia sempre esteve em 1° lugar. Ali metodologia é o que de fato se ensina… Saber adequar + que perfeito metodologia-ao-objeto (fenômeno) de investigação. É absolutamente surpreendente o universo da metodologia de investigação. Eu conclui meu D.E.A. (3 anos) ali mesmo e, estou pleno para ensinar.

    Caso não aceitem convalidar meu D.E.A como Mestrado (pois é)… Pois é!! Será uma verdadeira pena, pois em definitiva, gostaria imensamente de compartir tudo que aprendi sobre ”Metodologia (métodos) de Investigação e Diagnostico em Educação”. Quem perderá?

    Ei de admitir neste caso o medo que machuca minha alto-estima – Rejeição – .

    Provável que eu não enviei o D.E.A. para a banca, não quero ver meu D.E.A. sofrer especulações, ser posto a valia por juízes que nem mesmo sabem sua historia antes do seu nascimento. Simples assim… D.E.A É meu filho, fato que o torna parte de m, sendo que envia-lo para julgamento já sabendo do que lhe espera (injustiça) não é papel de Pai.

    …então meu bom D.E.A. fica comigo. ..se é que me entendem!!??!!

    Patricia um grande abraço e parabéns pelo trabalho.

    SALUDOS.

    responder
  10. Denise M

    Patricia
    Primeiro obrigada pelo blog, ele está me ajudando muito!!!! Segundo gostaria de tirar uma dúvida, estou pensando em fazer um master propio na UB em Barcelona, você por acaso sabe se existe a possibilidade de convalidar master propio em mestrado aqui no Brasil ou se isso é só para master oficial? Obrigada! Abs

    responder
Deixe seu Comentário