Guias de Viagem e Arte

 
 
abr 21 2014

Como é Bangkok?

Bangkok é puro Vangelis. Foi só colocar o pé no Sky Train e ver pela janelinha aqueles cartazes publicitários com imagens em movimento, para que meu coração acelerasse e gamasse. Quase perdi minha estação porque na minha cabeça ressoava toda a trilha sonora de Blade Runner. A pele alva quase irreal dos meus companheiros de trem aumentava minha sensação de formar parte daquela Los Angeles de 2019, criada por Philip K. Dick e levada as telas em 1982 por um jovem Ridley Scott.

Tal qual no filme, a Bangkok real é puro contraste. Os anúncios luminosos e o silêncio dos templos convivem com uma facilidade difícil de ser compreendedida por uma mentalidade católica-latina como a minha. E da mesma maneira, casas que se desmoronam junto a hotéis majestuosos, e quando digo junto, é junto mesmo. E a casa que desmorona nem choca já que convive de cabeça erguida com a prima milionária.

Uma montanha de gente com suas cozinhas portáteis pelas ruas, alimentando a diário outra gente que anda com suas motos de lá prá cá. As ruas cheiram a um bom restaurante chinês.

A cidade não é suja como muitos já escreveram, mas tampouco está impoluta a ponto de parecer fake. Até porque Bangkok é muito real, e esta quase incoerência é o que me enlouqueceu de cara. Porque ao mesmo tempo parecia uma cidade saída de um filme de ficção científica! Ok, super incoerente, né? E quem diz que paixão é lógica?

Para entender, pense no louco que é a cena em que soa “One more kiss, dear” em Blade Runner. É deste tipo de constraste que eu falo, deste que quase gera uma pane no teu computador, porque convivem elementos que a princípio nem deveriam se aproximar \o/

Tive que respirar fundo diversas vezes, porque perdia o fôlego com aquela gigante que me envolvia. Mas não me senti insegura em nenhum momento. Apenas cansada pela avalanche de elementos visuais que não entendia, e que tentava inutilmente racionalizar.

Para sentir a sutileza da cidade é necessário ir lento, para cruzar o dourado, o rosa choque e o lilás ostentoso. E olha que não é fácil, porque tudo é tão diferente que o mais comum é ficar nesta superfície, não ultrapassar o limite do exótico. Mas quem se permitir um andar quase que preguiçoso vai dar com os detalhes, como pequenas pétalas de cerâmica que criam o corpo de um singelo grupo de cabras. Outro baita contraste, a sutileza e o excesso.

Como em toda cidade com mais de 8 milhões de pessoas, há gente de todo jeito, que se irrita porque teu ritmo de turista é meio inoportuno. Outra que rie prá você, um que para tudo prá te mostrar o caminho correto. Li muito sobre os “golpes da cidade”, e não sei se foi sorte de principiante ou falta de tempo, mas não passei por nenhum perrengue. Bangkok se comportou comigo como uma lady, às vezes meio marota, mas sempre uma lady 😉 Ou melhor, como uma daquelas mademoiselles que se guardam mil e um segredos.

Enfim, como você já deve ter percebido, cai de amores por BKK. E prá terminar com recordações sonoras, acho que tem tudo a ver as imagens de Bangkok com o tema “C´est Le Vent”, de Gabriel Yared, para o filme “Betty Blue”. Aperte o play e desfrute 😉

Sin título
Como é Bangkok Como é Bangkok
Como é Bangkok
Como é Bangkok Como é Bangkok
Como é Bangkok
Como é Bangkok
Como é Bangkok Como é Bangkok
Sin título Sin título
Como é Bangkok
Como é Bangkok

Veja todos nossos posts da TAILÂNDIA

Busque e reserve seu hotel em BANGKOK, clicando aqui. Assim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada

Nem pense em viajar sem seguro, a gente facilita as coisas te oferecendo um desconto de 15% \o/ Clique aqui, e para ganhar o desconto neste ano de 2016, coloque o código: AFILI2016. Para ver os descontos em outros meses, clique aqui

Quer ficar sabendo quando saem os próximos posts, e receber mais novidades?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

fotos: turomaquia_2014

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Depois de 15 anos sem usar jaqueta jeans, não resisti à coleção da Zara com 3 artistas espanhóis. Mostrei mais no Stories 👕
.
#zara #jeans #arte #decompras #shopping
  • Paz, paz e paz dentro do complexo de Chion-in, cujas escadarias foram utilizadas no filme com o Tom Cruise - "O Último Samurai". E que é uma das estrelas do vídeo que vou publicar hoje no YouTube - Patricia de Camargo 👈
.
#kyoto🇯🇵 #chionintemple #youtuber #vlogjapao #vlogkioto #budismo
  • Descubra no TOP100Arte, o primeiro artista a defender-se contra a pirataria e adotar um copyright 🖼🖼🖼 link na bio👈
.
#art #arte #durer #renascimento #Top100Arte #youtuber
  • Picasso, juro que hoje tava precisando te encontrar. Tô necessitada deste tipo de arte que remove as entranhas!
.
#picasso #moma #arte #cubismo #art #necessidade #artlover #newyork
  • O Pavilhão do Templo Dourado é um lugar super sagrado para o Budismo, já que guarda relíquias do Buda. É um dos símbolos do Japão junto com o Monte Fuji 🗻 .
#kinkakujitemple #kyoto🇯🇵 #vlogjapao #pavilhaodourado #japan🇯🇵 #budismo #buda
  • A poderosa Eiffel e o arco mais lindo de PARIS desde uma das janelas do museu de arte mais visitado do mundo. Para ver meu guia desse museu, clique no link da bio 😉
.
#Louvre #Paris #museum #museumguide #janela #arte #art

Follow Me!