• O que fazer em Curitiba
  • Guia Museu do Prado
  • Saiba + sobre o Caderno de Viagens
Posts da categoria: ‘Valencia’

O que fazer em Valencia

Postado em 03.setembro.2008

Vamos supor que você passe um final de semana em Valencia, e se está perguntando aonde ir, eu te recomendaria o seguinte roteiro por Valencia em 48 horas!

Para entender melhor a cidade, nada melhor que começar no sábado no Centro Histórico da Cidade. Primeira parada: sítio arqueológico L´Almoina. Este museu e centro de interpretação mostra vários aspectos da história da cidade desde II a.C. até o século XIV. Você poderá ver o esqueleto de um soldado romano que foi torturado no ano 75 a.C., quando Valencia foi saqueada pelas tropas de Pompeu. As disputas entre Pompeu e Sertorio arrasaram com a cidade que foi abandonada até a época do Imperador Otávio (20 – 15 a.C.) quando foi repovoada. Nesta época se constrói o porto fluvial que estava situado aonde hoje se encontram as Torres de Serranos, que você poderá ver quando suba na torre da Catedral ou até visitá-las no final da tarde!
catedral_plaza_almoina_valencia
Sítio Arqueológico L´Almoina
Plaza Decimo Junio Bruto s/n – 962 084173
Horário: de 15/03 a 15/10 de terça a sábado das 10:00 às 19:00 horas; domingos e feriados das 10:00 às 15:00 horas. De 16/10 a 14/03 de terça a sábado das 10:00 às 18:00 horas; domingos e feriados das 10:00 às 15:00 horas.
Entrada: 2€ (as visitas são guiadas)
Valencia

Saia da Almoina e dê a volta ao redor da Catedral, aprecie as três portas e os diferentes estilos de construção. Depois suba à torre, assim você entenderá melhor a cidade através de uma visão panorâmica.
Valencia - O que fazer em Valencia Valencia - O que fazer em Valencia

Durante o século de ouro de Valencia, foi construída a Lonja, que em 1996 foi declarada Patrimônio da Humanidade, que é nossa próxima parada! E antes de parar para almoçar, que tal uma última parada no mercado, que é considerado um dos maiores de Europa.
Valencia - O que fazer em Valencia Valencia - O que fazer em Valencia

Como estamos indo mais ou menos em linha histórica, depois de almoçar nos dirigimos ao edifício barroco – Palacio del Marques de Dos Aguas. O edifício vale a pena porque é IMPRESSIONANTE. Você pode até imaginar, mas quando está cara a cara com esta construção, não tem como não babar! Atualmente alberga o Museu Nacional de Cerâmica.
Palácio Marques de Dos Aguas
Calle Poeta Querol, 2
Valencia - O que fazer em Valencia Valencia - O que fazer em Valencia

Daqui você teria várias opções, se gosta de arte moderna e contemporânea, ir ao IVAM. O IVAM é um museu de referência em Espanha, para saber quais exposições temporais alberga o museu no momento de sua visita, clique aqui

Ou quem sabe você gostaria de ver as antigas murallas e uma das entradas da cidade, então vá a Torres de Serrano. Ou ainda você quer ver o mar e curtir um pôr-do-sol escutando música chill-out e tomando uma cava? Então se dirija até o Port America´s Cup, junto ao Edifício Veles e Vents e pegue um barco a vela. O preço do passeio é de 20€ para adultos e crianças de 4 a 10 anos pagam 10€. Inclui cava e explicação sobre as partes do barco e manobras de vela. Se optar por este passeio chame ao 963-816066 e reserve!
catedral_Torre_serranos_Valencia1

No domingo, chegue um pouco antes das 10:00 à Cidade das Artes e das Ciências, e vá diretamente ao Oceanográfico. O mínimo que se leva na visita são cerca de 4 horas, coma por aí mesmo, ou se preferir atravesse a rua e vá ao shopping em frente. As lojas estarão fechadas, somente estará aberta a parte de alimentação. O comércio espanhol abre poucos domingos durante o ano! Depois do almoço, vá ao IMAX e escolha um dos filmes para aproveitar a super tela deste complexo, e se ainda tiver tempo entre no Museu de Ciências, ou alugue uma bici e ande pelo complexo e arrededores!
DSC_0254

Quer receber mais dicas de viagem?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

Onde comer em Valencia

Postado em 02.setembro.2008

A verdade dos fatos é que comemos a maioria dos dias em um lugar excepcional: a casa de Penelope e Juan. Agora, é claro que eles nos deram umas dicas geniais, que provamos para poder deixar aqui este testemunho para vocês! (Que dificuldade, hein?! hahahahaha).

Em Espanha, a grande maioria dos restaurantes serve menu ao meio-dia. Este menu normalmente consta de uma entrada, um prato principal, café ou sobremesa, pão e uma bebida. Mesmo alguns restaurantes bastante chiques possuem esta alternativa, a que chamam: menu degustação. A primeira dica é de um restaurante de bastante estilo chamado: Amadomio, que ao meio dia serve um menu. Inclusive você pode consultar o menu do dia no site. O menu custa 12€, mais 7% de IVA, portanto, 12,84€. Inclui ademais da comida e sobremesa, pão e água. Nós gastamos em três pessoas, 50 euros, porque pedimos outras bebidas.

E a segunda dica, é de um restaurante legal para visitar durante teu passeio pelo centro histórico – el Bar Kiosko. Neste lugar o lance é “tapear” (pesticar). Pedir vários pratos e dividir com os amigos. Em 4 pessoas, gastamos 34€.
valencia - 48 horas em Valencia
valencia - 48 horas em Valencia
valencia - 48 horas em Valencia

E para um café, uma tapa, e compras, nada melhor do que passar pelo remodelado Mercado de Colón. Este mercado foi construído entre 1914 e 1916 e uma jóia do Modernismo Valenciano. Atualmente é um centro de ócio. Aproveite para visitar as imediações e babar com os edifícios modernistas, deste bairro que era eminentemente residencial ao princípio do século XX.

fotos: turomaquia_2008

Quer receber mais dicas de viagem?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

Mercado de Valencia

Postado em 02.setembro.2008

video: turomaquia_2008

Como fazer uma paella – Segunda Parte

Postado em 29.agosto.2008

Hoje vamos à parte final da paella. No final do video, eu conto como eles degustam a paella, e no calor do “ao vivo” acho que não ficou claro. O lance é o seguinte, eles usam pratos pequenos apenas para cortar as carnes, e para o arroz e as verduras eles utilizam uma colher, e não colocam estes ingredientes neste pequeno prato, se servem diretamente da paella (aonde se realizou a comida).

video: turomaquia_2008

Como fazer uma paella – Primeira Parte

Postado em 28.agosto.2008

Uau! Chegou o momentaço desta semana, por fim vou deixar com vocês o testemunho do Chef Juan Fabregat que lhes vai ensinar passo a passo como cozinhar a autêntica paella valenciana.Existe documentação que comprova que desde o século XVIII se realizava este rico prato em Valencia. No idioma valenciano, a paella é a panela aonde se realiza aonde se realiza este prato típico, e que acabou também denominando o que se come.

O Chef Juan nos contou que era um prato que os homens realizavam quando saíam ao campo, levavam a paella e o arroz, e os demais ingredientes conseguiam no caminho: os grandes feijões brancos, a vagem, o tomate, o coelho e o frango, e o alecrim. Por isso nas casas valencianas a tradição manda que é o homem quem cozinhe a paella!!! Fantástico!

Uma coisinha antes que comecemos a aprender a fazer a paella, um dicionário básico:
Conejo – coelho
Pollo – frango
Romero – alecrim
Judía – feijão

Desfrutem, amanhã a parte final, tive que dividir em duas partes porque pesava muito!!!!

video: turomaquia_2008

Uma catedral, muitos estilos …

Postado em 26.agosto.2008

A Catedral é enorme e não pode ser apreciada em sua totalidade desde da calçada, deve-se dar a volta ao redor do edifício para ver sua diversidade. E por que diversidade? Vejam só, ela foi construída em cima do que eram os restos de uma mesquita, e a primeira pedra foi colocada em 1262, mas levou séculos para estar pronta. Daí que você pode apreciar vários estilos artísticos, e é legal porque se vê claramente a diferença entre um e outro.

Só de portas, são 3: a românica, a gótica e a barroca. A Românica que foi a primeira a ser construída é a mais simples, depois se vê a evolução das figuras, tanto na exuberância como na própria anatomia. A porta gótica destaca os doze apóstolos, e em frente a esta porta se reúne o famoso Tribunal de Águas de Valencia, uma instituição medieval que se mantém até os dias de hoje. Este tribunal regula “de palavra” a irrigação dos terrenos agrícolas. Passear pela catedral pode levar uma ou duas horas, por que de que sirve olhar sem ver (não é mesmo?)?! O melhor é ir pouco a pouco, parando de vez em quando, tomando um tinto de verano, e se for um sábado apreciando o desfile de noivas que vão em busca de seus seres amados. 

Também não deixe de subir na torre, a vista é imprescindível para comprender a cidade, e também te ajuda a queimar as calorias de mais do almoço, porque são 207 degraus. As visitas à catedral podem ser realizadas das 10:30 às 13:00 e das 16:30 às 18:30. Valor da entrada: 3€.


Foto By Turomaquia_2008 (Porta barroca da Catedral).

Páginas:123

Últimos Comentários