• O que fazer em Curitiba
  • Guia Museu do Prado
  • Saiba + sobre o Caderno de Viagens
Posts da categoria: ‘Cusco’

Compras em Cusco

Postado em 26.abril.2012

Para quem curte uma compra, Cusco é uma tentação. Tanto no Tour do Valle Sagrado, que para uma hora no apaixonante e multi-colorido Mercado de Pisac, como nos mercados distribuídos pela cidade junto à Calle El Sol, e nos ateliês das ruelas do Bairro de San Blas.

Para ir de mercado, e de quebra ainda entrar num supermercado ? :) pegue a Calle El Sol, que sai da Plaza de Armas, a principal da cidade, onde está a Catedral. De quebra verá os fundos de Qorikancha, e um enorme mural dedicado ao Deus Sol.
Cusco - Peru
Cusco - Peru

Do teu lado direito, o primeiro mercado artesanal, bem rústico, mas me pareceu bem mais autêntico que o segundo – Mercado Artesanal de Productores Inti Padarek. Mesmo não sendo muito “compreira”, quem visita este blog sabe que O-D-E-I-O carregar com o que seja, não resisti a uma toalha de tom de fundo pink, que me custou aproximadamente 15 reais. Isso sem pechinchar :( arte que não domino ? E quando vejo que o trabalho valeria ainda mais, evito.
Cusco - Peru
Compras em Cusco - Peru

Continue pela Calle El Sol, e numa espécie de praça, do lado esquerdo terá o Centro Artesanal de Cusco. Grande, com muita oferta. De lá para o Supermercado Mega. Comprei chá de coca, em saquinhos, tudo legal. But, no Aeroporto de Cusco, no voo para Lima, abriram minha mala, e para não deixar para a Polícia, preferi dá-los ao senhor que realizou meu transfer. Eram bem baratos, nada para chorar pelo preço, mas bem pelo prazer da bebida em si, que adorei. Assim como o chá de muña.
Cusco - Peru
Cusco - Peru

Outra compra que aumentou o prazer durante e depois da viagem, o livro: “Cusco y el Valle Sagrado de los Incas”, de Fernando E. Elorrieta Salazar e Edgar Elorrieta Salazar. Editora Tankar. Custou 55 nuevos soles (39/40 reais), e foi o segundo melhor investimento da viagem. Explica em detalhe, mas sem ser chato. Linguagem coloquial, que vai fazer com que você fique ainda mais fascinado com tudo que viu na aventura peruana. Comprei numa livraria de Cusco, mas também vendem pelo memso preço na entrada dos principais atrativos.
Livro sobre Cusco e o Vale Sagrado

O melhor investimento, em termos de compras, uma tela do Arcanjo Uriel pintada pelo artista cusqueño Pacheco Venero Luis Alfredo. Ele oferece telas em diferentes tamanhos, se tiver espaço ainda pode levar as molduras em madeira de lei. O que obviamente não era meu caso (snif snif). Na pintura cusquenha, os anjos mostram características cristãs e outras relacionadas aos incas. Trabalham cores fortes, e detalhes em baixo-relevo dourados. O Bairro de San Blás é onde estão a maioria dos atelies dos artistas. Vale a pena conhecer o Pacheco, que vende seus quadros na Calle Cuesta San Blas, 567. Não vou colocar o valor que paguei, porque me acompanhou uma amiga, que era amiga do pintor, assim ele me fez um preço muuuuito especial. Mas acredito que com 100 nuevos soles (70 reais) você possa comprar uma tela de formato mediano.
Cusco - Peru
Cusco - Peru

Compras em Cusco

Você que já foi a Cusco, o que trouxe de lembrança?

Posts relacionados:
Como é o City-Tour em Cusco: da Catedral ao incrível Saqsaywaman
Hotel boutique num bairro descolado de Cusco – Casa San Blás
Para comer em Cusco – de comidinhas a chef internacional
Boleto Turístico de Cusco – você vai precisar dele para fazer o basicão
Como é o Tour do Vale Sagrado Inca

fotos: turomaquia_2011

Como é o City-tour em Cusco: da Catedral ao incrível Saqsaywaman

Postado em 13.abril.2012

Quando escutei city-tour, torci a boca. Pensei no típico: entra em um ônibus, mofa sentado, e um guia totalmente descompromissado começa a largar um discurso pré-pronto e hiper decorado. Sei que é um preconceito absurdo, porque nem todo city-tour é uma enganação, e nem todos os guias são robozinhos pré-programados. Enfim, este foi um momento “abre coração”.

Pensei até em desistir, mas como quem está na chuva é para se molhar, e aquele dia, a chuva ia e vinha, achei que era mais vantajoso mofar dentro de um veículo, do que sozinha na rua.

O motorista me pegou no hotel, ele mesmo, porque as ruelas de San Blás impediam que o ônibus se aproximasse mais. Começamos o tour pela catedral. O guia afirmou que a de Cusco, foi a primeira catedral construída em toda América do Sul. A primeira pedra se colocou em 1723, sobre um antigo cemitério da época colonial. Sua função principal era – local de celebração de casamentos, tanto que foi consagrada a quem? À Sagrada Família!
Catdera

A construção demorou 24 anos, e como os indígenas foram os operários, a influência é clara. Como na inclusão de espelhos, que estavam proibidos pelo Vaticano. Já que representam a vaidade. Mas para os indígenas, os espelhos afugentavam os espíritos.

Depois fomos caminhando até o templo mais importante dos incas – Qorikancha. Dedicado ao Sol.
DSC_2245
DSC_2224

Quando chegaram os dominicos, construíram sua igreja e convento sobre o templo. Mas o que se vê durante a visita não é da época da chegada da ordem religiosa. Porque em 1650, Cusco sofreu um terremoto potente e praticamente veio abaixo, e outro em 1950. O único que se restaurou com mais fidelidade foi o Campanário. Só que o mais forte disto tudo, é que Cusco veio abaixo, mas as paredes incas sobre as quais se construiram o convento, não se caíram. Os caras sabiam muito mais de engenharia e construção do que poderiam imaginar os conquistadores.
DSC_2236
DSC_2211

Agora de ônibus, saímos do centro e fomos até Saqsaywaman. Depois de tudo que tinha visto, lembrem que já havia ido a Machu Picchu e feito o tour do Valle Sagrado, mesmo assim outra vez fiquei de boca aberta com a engenharia inca. Aliás, da próxima vez quero subir por conta própria a este lugar e passar ao menos 3 horas por lá!
Saqsaywaman - Cusco - Peru
Saqsaywaman - Cusco - Peru

Saqsaywaman (também vi com esta grafia – Sacsayhuaman ) era uma cidadela onde vivia a elite inca. O alto poder administrativo e político vivia por estas bandas. Haviam casas, palácios e templos.
DSC_2265

A cidadela levou 60 anos para ficar pronta, a partir de 1453. Vinte mil pessoas trabalharam nesta empreitada. Seu nome significa “falcão satisfeito”, mas há cronistas que dizem que teria tido outro nome que significaria “colina muito antiga”.
Saqsaywaman - Cusco - Peru Saqsaywaman - Cusco - Peru

O que me pareceu mais sensacional de Saqs é o que não se vê. Na parte plana, há paredes de 400 metros de comprimento. Imagina o peso, e como é um lugar de terremoto, imaginem além do peso, uma onda sísmica. O que os incas fizeram? As paredes continuam dois metros para baixo do solo, e no final colocaram esferas de pedra. Para quê? Estas esferas se movem junto com a onda, impedindo que as paredes se rachem. Além disso, entre pedra e pedra (na construção como um todo) deixam espaços, que amortecem o impacto da onda e diminuem a pressão. É ou não é genial?! Estas esferas apenas foram utilizadas aqui, nem sequer em Machu Picchu.
Saqsaywaman - Cusco - Peru

O tempinho piorando, mas nada de desistir, de Saqs fomos para Tambomachay. Onde se veem diversas fontes de água, que estavam relacionadas com a religião inca. Sem contar, as árvores loucas, ou melhor seus caules que parecem estar descascando.
Tambomachay
DSC02033
DSC02036

E para terminar, Qenqo, um misterioso santuário andino, também relacionado com a água. Para eles, a água era um bem precioso. Para que houvesse abundância realizavam certos rituais. Ramos Gavilán, diz em 1621, que em Qenqo “costumavam colocar sobre pequenas concavidades da pedra, um ídolos em formato de sapos … acreditando que com esta cerimônia alcançariam a água que tanto desejavam”.

Já era noite quando retornei ao hotel, estava acabadinha, mas ainda mais (se era possível) impressionada com esta cultura, que ao fim e a cabo chamamos de inca, mas que na verdade é o resultado de muita miscigenação e conhecimento.

Importante: para este tour precisarão do Boleto turístico de Cusco, e ainda terão que comprar entradas para a Catedral e para Qorikancha, que não formam parte do boleto.

Para ver mais fotos, curta nossa página no Facebook, e receba conteúdo exclusivo! É só clicar, aqui.

Posts relacionados:
Hotel boutique num bairro descolado de Cusco – Casa San Blás
Para comer em Cusco – de comidinhas a chef internacional
Boleto Turístico de Cusco – você vai precisar dele para fazer o basicão
Como é o Tour do Vale Sagrado Inca

fotos: turomaquia_2011

Hotel boutique num bairro descolado de Cusco – Casa San Blas

Postado em 11.abril.2012

Na volta de Machu Picchu, resolvi me mudar para o bairro dos artistas, o delicioso San Blás.

reserva-2
Uma amiga fez a reserva para mim. Aliás, esta cusquenha foi quem me indicou o lugar, a Casa San Blás. É possível fazer a reserva diretamente no site do hotel.
Casa San Blas - Cusco

localizacao-2
Um curto passeio até a Plaza de Armas, e a sensação de estar em um outro lugar. De pequenas ruelas, meia luzes e muita gente local. Eu adorei a localização de ambos hotéis, tanto do Maytaq, praticamente na praça central, como da Casa San Blas que me deu outra perspectiva da cidade.
Casa San Blas - Cusco

na-hora-h-2
O pessoal é super amável, e a única coisa que não funcionou, aliás como quase em toda viagem, foi o sinal wi-fi no quarto. Para usar Internet tive que descer ao lobby do hotel, onde o sinal era ótimo, e a velocidade da rede permitia até subir videos. Este foi um problema, que em nenhum dos lugares que me hospedei foi resolvido :(

Café-da-manhã servido no bistrô, junto ao lobby. Quando o tempo ajuda (viajei na época das chuvas), dá para sentar nas mesinhas de fora.

quarto-2
Enorme. Fiquei no último andar em uma suite com vistas de toda a cidade e das montanhas. Um luxo! Cinco degraus conduziam da porta ao meu quarto. Uma cama enorme, e outra de solteiro, portanto um quarto à medida para uma família. Inclusive, o hotel oferece apartamentos com cozinha equipada, o que é legal para casais que viajam com crianças menores.
Casa San Blas - Cusco

Subindo os degraus, de um lado as camas, e um pouco mais acima uma mesinha redonda, ótima para um vinho de fim de noite babando na cidade ou para dar uma trabalhada. Televisão de plasma grande. De noite, a cama preparada com o chocolatinho de boa noite :)
Casa San Blas - Cusco
Casa San Blas - Cusco
Casa San Blas - Cusco
Casa San Blas - Cusco

O banheiro seguia as dimensões do quarto, e estava extremamente limpo. A ducha era potente, as amenities eram cheirosas e de boa qualidade, e o roupão branco fofinho parecia abraçar o corpo. Secador que realmente secava o cabelo, o que parece ridículo, mas quem usa, sabe que tem muito secador de hotel que mais parece brinquedinho de criança. Totalmente fake, estilo, parece, mas não é.
Casa San Blas - Cusco
Casa San Blas - Cusco

preço-2
De 110 a 192 dólares/quarto, com café-da-manhã e wi-fi. Se for dormir em Machu Picchu, eles guardam sua mala para você.

End.: Tocuyeros 166
Site: http://www.casasanblas.com

Para ver outros hotéis em Cusco, clique aqui.

Posts relacionados:
Para comer em Cusco – de comidinhas a chef internacional
Boleto Turístico de Cusco: você vai precisar para afzer o basicão de Cusco
Como é o Tour do Vale Sagrado Inca
Hotel Boutique em Cusco – Maytaq

fotos: turomaquia_2011

Para comer em Cusco – de comidinhas a chef internacional

Postado em 10.abril.2012

Come-se bem no Peru. Um fato. Misturas inusitadas. Pratos com lindos acabamentos. Até nos lugares que em outras cidades apenas florescem os “pega-turistas”, por aqui se ve um serviço correto e um montão de locais misturados com estrangeiros dos mais diferentes cantos deste mundão.
Cusco - Peru Continue lendo »

Como chegar até Machu Picchu

Postado em 22.fevereiro.2012

Há várias formas para chegar a Machu Picchu. A maneira mais clássica é o trem. A Peru Rail oferece vários tipos de trens e horários. A grande maioria dos visitantes opta pelo Vistadome. Mas a companhia oferece outras opções: o Expedition, o Auto Vagón e o Hiram Bingham.

trens-MP
O Expedition é o mais simples, mas nem por isso não é um trem charmoso. Os bancos são de tecido, e o lanche servido não é tão substancial como nos demais trens. As janelas são panorâmicas. Sai de Cusco e de Ollantaytambo.
horarios-expedition Continue lendo »

Boleto Turístico de Cusco – você vai precisar para fazer o basicão de Cusco

Postado em 15.fevereiro.2012

Para quem vai em Cusco participar do tour do Vale Sagrado e do City-tour não tem outro jeito, é obrigatória a compra do Boleto Turístico. A maioria dos atrativos que integram este boleto não vendem suas entradas por separado, ou seja, não é possível comprar os bilhetes de forma individual.

Atrativos que formam parte do Boleto
Depende do boleto. O “general” permite a entrada em 16 sítios arqueológicos e museus durante 10 dias, a contar da data da expedição. Mas caso opte em comprar os circuitos, cada um dos 3 oferece a entrada a determinados atrativos. Mas caso esteja pensando em fazer o vale e o city-tour, terá que adquirir a entrada geral. Porque nenhum dos circuitos contempla todos os atrativos dos 2 tours que eu chamaria de basicão de Cusco.
boleto-turistico

circuito-1
circuito-2
circuito-3

Quanto custa
Para estrangeiros, o boleto geral custa S./130 (R$ 83,34), para estudantes S./70 (R$ 44,87). Cada circuito sai por S./70.

Onde se compra
Na teoria dá para comprar em cada um dos atrativos. Acontece que se você chegar no lugar e eles já não tiverem o ticket para vender, pode ficar a ver navios! Ou pagar S./70 para entrar em apenas um recinto. O melhor é ser precavido e comprá-lo em Cusco, nos seguintes lugares:

Galerias Turísticas – Avenida El Sol, junto ao Banco de Crédito. De segunda a sábado das 08:00 às 18:00 horas. Domingos e feriados das 08:00 às 13:00 horas.

Nas Oficinas Administrativas – Calle Yuracpunku, 79-A. De segunda a sexta-feira das 08:00 às 13:00 e das 15:00 às 18:00 horas.

Também pode comprá-lo em Cusco – no Museu de Arte popular, em Qoricancha, Centro Qosqo de Arte nativa, em Pachacuteq, no Museu Histórico Regional e no Museu Municipal de Arte Contemporânea.

Tive que pagar em efetivo, porque não aceitavam cartão de crédito. Depois disso, só não esqueça o dito cujo no quarto do hotel, quando sair para os tours ;)

Boleto Turístico Cusco

Posts relacionados:
Como é o Tour do Vale Sagrado Inca
Vale Sagrado Inca – Telenovela da Viagem Real
Ollantaytambo – uma bela surpresa do Vale Sagrado Inca
Restaurante no Vale Sagrado – Tunupa

imagem boleto: turomaquia_2011
imagem circuitos: http://www.cosituc.com/

Páginas:123