Guias de Viagem e Arte

 
 
mar 18 2016

Fallingwater ou a Casa da Cascata de Frank Lloyd Wright

Uma das casas mais famosas do mundo já tem mais de 75 anos de idade. No momento de sua construção rompeu com tudo que se conhecia até então, obra de um homem que é conhecido como o pai da “arquitetura moderna” – Frank Lloyd Wright.
casa da cascata 1
casa da cascata 2
Bem é certo que nasceu graças a super confluência de fatores: o arquiteto certo + ajudantes fenomenais + um proprietário com dinheiro e aberto ao novo.
casa da cascata 3
Edgar Kaufmann era proprietário de umas terras de relevo irregular, com quedas d´água e umas cabanas que estavam prtaicamente se caindo. Como era um lugar de veraneio da família, pediu a Wright um projeto para construir uma casa mais confortável para que pudesse passar aí algumas temporadas. Ele imaginava, como metade da torcida do flamengo, que o arquiteto ia construir a casa embaixo de uma grande cascada. Que nada, o Wright colocou a casa exatamente em cima.

Frank Lloyd Wright disse a Edgar J. Kaufmann: “Quero que viva com a sua cascata. Não quero que a veja, mas que seja parte integrante da sua vida”.

casa da cascata 4
Dois pontos que quero destacar:
1. O arquiteto integrou à casa ao meio, e não fez com que o meio “se integrasse” ao seu desenho. Que em outras palavras, na maioria das vezes, significa: DESTRUIR!
2. A influência da arquitetura japonesa, onde um ambiente interage com outro.

Até 1963 a Família Kaufmann utilizou a casa, quando doaram o lugar ao Western Pennsylvania Conservancy. Desde 1964 é possível visitá-la, é uma espécie de museu. Que oferece diferentes tipos de visitas, desde a mais normal guiada de 1 horinha, até tours que incluem desfrutar do por-do-sol nesta obra-prima.

O vÍdeo mostra uma recriação da casa em computador e dá uma idéia precisa do que é INTEGRAÇÃO. Assista em HD!

Fallingwater from Cristóbal Vila on Vimeo.

Para saber mais sobre a casa, visite o site oficial: http://www.fallingwater.org/

Imagens: http://www.fallingwater.org/ , Mikey Exists e Jason Bechtel

2 Comentários

  1. Carmen

    Esta obra de Frank Lloyd Wright , mimética con la naturaleza, servirá como referencia inspiradora a otros arquitectos. Una obra excepcional, de verdad.

    Me ha parecido muy interesante el vídeo de Cristóbal Vila. Vale la pena verlo.
    Saludos.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Es verdad Carmen, es una referencia hasta hoy en los Cursos de Arquitectura.
      besos

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Em 2011, nossos irmãos Campana redecoraram o café do relógio do Museu D’ Orsay. Era o único que eu ainda não havia testado, mas nesta última viagem almocei por lá.

Adorei o atendimento e a comida. O preço é o esperado em um café de museu. Por uma sopa e uma taça de vinho paguei 14€. Tudo delicioso 😜

#irmaoscampana #parisfood #parislovers #paris #museudorsay
  • Olha ela vista do terraço do Arco do Triunfo. Como muitos de vocês comentaram na foto que coloquei do Arco, o legal é subir um pouco antes do sol se pôr e ver o entardecer lá de cima. É algo mágico ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ É um dos poucos monumentos que fica aberto até tarde.

#leCMN #ArcDeTriomphe #paris #parislovers #arcodotriunfo
  • Na frente de um dos nossos hotéis da viagem, prá avisar que já saiu o primeiro post de PARIS, com uma dica incrível! Visite o www.tuomaquia.com ou clique no link da bio 👍

#parislovers #lamaisonfavart #paris @hotellamaisonfavart
  • Eu viajei com a Ledinara do @curitidoce isso enriqueceu de uma maneira louca minhas experiências gastronômicas.

No mesmo dia da foto anterior, também estivemos na @maisonladuree 
Ela teve a ideia de comprar este macaron en forma de coração para provar e tirar fotos no Jardim des Tulleries, que fica do ladinho de uma das lojas.

Custou 2,10€ e nos divertimos barbaridades. Aliás se eu fosse você, seguia a @curitidoce porque ela fez vídeos de todos os doces que provamos nos 4 dias que estivemos juntas 💕

#laduree #parislovers #parisfood #paris #macaron
  • Uma das grandes experiências desta viagem: comer uma das “frutas” do grande @cedricgrolet 
O limão negro que eu comi é feito com um pequeno limão desta cor que vem do Irã após ficar um mês no deserto secando. 
O senhor que nos recebe na porta e que eu chamaria de chefe de sala, é um dos responsáveis em converter esta experiência em inesquecível. 
Não é um doce barato, mas vale cada centavo 😉

#cedricgrolet #parisfood #parislovers #doce #paris
  • Tão legal estar de bobeira e de repente, dar com ela 🤗 qual é teu lugar favorito para fotografar a torre?

#toureiffel #paris #parislovers

Follow Me!