Guias de Viagem e Arte

 
 
dez 20 2017

A batalha de Brunelleschi e Ghiberti pelo Paraíso!

Brunelleschi e Ghiberti: e o começo do Renascimento

É comum relacionar o começo do Renascimento propriamente dito com as portas do batistério de Florença. E isso!?  O que tem a ver umas portas com algo tão grandioso como foi este movimento? É meio louco mas tem tudo a ver.

Primeiro, porque as portas estão na meca, no coração do Renascimento – Florença. Segundo porque não são quaisquer portas, porque  depois de executá-las, o artista ganhou uma nova encomenda de umas terceiras. Estas portas,  mais adiante serão chamadas por Michelangelo de  “As Portas do Paraíso”! E por fim, foram encomendadas por um tipo de grupo social que vai marcar o desenvolvimento e progresso da cidade.

No século XV a cidade contava com uns grêmios de trabalhadores, sendo que os sete mais importantes ocupavam em forma de rodízio os cargos públicos. Estes grêmios foram super importantes para a cidade porque fomentaram o crescimento e consolidação da classe burguesa, que será quem “pagará” pelos grandes projetos artísticos do período.

O grêmio de lãs e tecidos – o Calimala – promoveu um concurso para a confecção das portas do batistério da cidade. No começo, seis ou sete artistas se inscreveram, mas no final dois disputavam a obra: Lorenzo Ghiberti e Fillipo Brunelleschi.

O tema para o painel que deviam apresentar foi dado pelo grêmio: o sacrifício de Isaac do Velho testamento. Ghiberti criou o conjunto a partir de uma única peça, já Brunelleschi dividiu o conjunto em sete partes que eram depois soldadas. Ambos buscaram inspiração na Antiguidade Clássica (Grécia e Roma), mas Ghiberti ganhou o concurso.
Brunelleschi e Ghiberti
Brunelleschi e Ghiberti

Brunelleschi e Ghiberti: as Portas do Paraíso

Por que esta obra é tão importante dentro do Renascimento? Porque marca a diferença com o estilo anterior, o gótico. Ghibert utilizou a perspectiva, para dar ilusão de volume. As figuras do primeiro plano tem um relevo pronunciado e quanto mais longe as demais figuras estão do primeiro plano, menos relevo possuem, menos espessura. Ele levou aproximadamente 23 anos para terminá-las, e depois outros 25 para as “Portas do Paraíso”, de 1425 a 1450!!!

Brunelleschi e Ghiberti

Olha que impressionante a forma que ele consegue transmitir o volume. Os anjos na parte de cima, que estavam mais atrás que as figuras abaixo em primeiro plano, estão quase planos, quase sem espessura!

Brunelleschi e Ghiberti

Painel da primeira porta criada por Ghiberti – Porta Norte (esta porta traz cenas do Novo Testamento) – Batismo de Jesus

Brunelleschi e Ghiberti

Outra cena da Porta Norte – Jesus diante de Pilatos

Brunelleschi e Ghiberti

Porta Leste – Veja como o artista evoluiu entre uma  porta e outra, aqui o estilo é mais leve, o painel é mais orgânico, aumentando a idéia de conjunto e se aproximando ainda mais da realidade da cena.

Brunelleschi e Ghiberti

Olha que legal esta cena da história de David e Golias!

Portas de Ghiberti - Florença
Atualmente, as portas são cópias das originais, que se encontram expostas no Museu dell´Opera del Duomo.

Meus livros de arte

Madri - Guia do Prado
Guia Louvre
Guia de Museu | Guia Galeria degli Uffizi

Imagens:
turomaquia_2010
http://www.bluffton.edu/~sullivanm/ghibertinorth/ghibertinorth.html
Folheto do Batistério de Florença

2 Comentários

  1. Mayara

    Nossa, muito linda as fotos! Amo o seu blog, Patricia. Não nos abandone, rs. Beijo!

    responder
    • Patricia de Camargo

      Brigaduuuu Mayara, não vou abandonar 😉 É que estou mudando e tudo aconteceu muito rápido, mas em breve (acho que ainda esta semana!) volto à ativa!
      Beijos

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

Instagram has returned invalid data.

Follow Me!