Guias de Viagem e Arte

 
 
dez 10 2008

Bolsas de Estudo na Espanha – Becas "Turismo de España"

Estas bolsas de estudo são bastante conceituadas. São concedidas anualmente pelo Ministério de Indústria, Turismo e Comércio. Existem várias modalidades, mas para os estrangeiros são bolsas para cursar programas de mestrado e doutorado (com no mínimo de 300 horas letivas).

Para pedi-la não é necessário ser formado em Turismo, esta foi a bolsa que eu consegui e sou formada em Direito e em Artes. Você deve escolher um mestrado ou doutorado em turismo, ou outro curso aonde possa escrever sobre matéria turística. Por exemplo, faz um mestrado em arquitetura, aonde se oferece um curso sobre “Paisagens Turísticas”, e diz que pretende escrever sobre equipamentos turísticos.

Os cursos podem ser de direito, urbanismo, meio ambiente, produtos turísticos, qualidade, formação, transportes e tecnologias turísticas, mas sempre devem estar relacionados com o turismo.

É importante selecionar bem o programa e a universidade, porque no processo de seleção tanto um como o outro também são avaliados, veja a pontuação de cada item:
-Expediente acadêmico – 50 pontos
-Experiência profissional – 10 pontos
-Idiomas – 20 pontos
-Idoneidade do programa – 10 pontos
-Idoneidade do centro educativo – 10 pontos

O edital para a convocatória do próximo ano sai no final de janeiro, mas acontece que quando sai o edital, você tem 15 dias para entregar toda a documentação à Secretaria Geral de Turismo da Espanha, às delegações do governo em cada província espanhola ou no caso dos estrangeiros que não estão na Espanha, nos consulados e embaixadas espanhóis no seu país de origem. Então o melhor é deixar já tudo preparado.

Terá que preencher um formulário que está no final do edital, coisa simples, são duas páginas que você imprimi e entrega com a documentação, que se compõe:
-Curriculum vitae com todos os documentos comprobatórios, ou seja, disse que fez um curso de extensão tem que juntar o certificado. Neste curriculum deve detalhar tua vida acadêmica, experiência profissional e as publicações científicas.
-Fotocópia autenticada do diploma universitário
-Fotocópia autenticada do histórico escolar
-Documento expedido pela universidade espanhola com o plano de estudos do programa e contéudo do curso, neste documento é importante que conste a relação do curso com o Turismo e que o programa tenha como mínimo 300 horas letivas.
-Certificado que comprove o nível declarado dos idiomas
-Carta de admissão ou pré admissão no programa
-Declaração do solicitante declarando que não tem outra bolsa de estudo para cursar o mesmo programa

-Fotocópia do passaporte
-Duas fotos

As fotocópias são autenticadas pelo próprio consulado, ao menos esta é a informação que eu tenho, mas devia comprová-la. No meu caso eu autentiquei todos os documentos, mas acontece que estava na Espanha e entreguei em uma escola oficial de turismo que realizava este trâmite para o ministério, e outro fator: não me compraram nada! Assim quando vá ao consulado leve todos os originais dos documentos fotocopiados.

O plano de estudo e a carta de admissão devem ser solicitados à Universidade, junto ao que eles chamam: Terceiro Ciclo (administração dos doutorados) ou diretamente ao diretor do programa. Na dúvida escreva um e-mail para o diretor do programa, explique que vai solicitar uma bolsa e que necessita esta documentação. Eles estão acostumados, este é um procedimento bem comum por aqui!

Não coloque no curriculum nada que não pode comprovar, porque não será levado em consideração, e pode ser ruim desde do ponto de vista do avaliador.

Para solicitar a bolsa você deve ter um curso universitário, e sua nota média na universidade ter sido 6,5 ou mais. Assim, se sua média é inferior já não pode solicitá-la, agora está vendo que teu esforço será recompensado, esta média vale muito na avaliação! E deve comprovar suficiência no espanhol, inglês e outro idioma da União Européia. Eu juntei meu certificado do DELE (o exame de suficiência do espanhol, o equivalente a um TOEFL), do inglês e do italiando juntei respectivamente certificados do Cefet e do Centro de Cultura Italiana.

São concedidas 25 bolsas anualmente no valor é de 20.000€, que são pagos em três parcelas. A primeira depois da concessão, a segunda na metade do programa e a terceira ao final. A primeira parcela é de 60% do valor total da bolsa, ou seja, 12.000€.

Quer ler o edital do ano passado? Clique aqui.

Eu vou avisar quando abra a nova convocatória, mas fique ligado porque só terá quinze dias para conseguir toda a documentação. Eu conhecia o edital e deixei tudo preparado bem antes!

Página Ministerio Industria, Turismo y Comercio: http://www.mityc.es/es-ES/Servicios/Ayudas/Becas/

Postado por Patricia de Camargo | Marcadores:

4 Comentários

  1. Malu

    Oie Patricia!Já pesquisei sobre essa bolsa acho q uma das melhores né?! Inclusive já li o edital e é tranquilo de preencher!Só tem um problema, posso solicitar a bolsa mesmo sem publicações cientificas???Caso não possa, tenho q correr para publicar meu tcc em algum lugar…Brigada!!Bjos!!!

    responder
  2. Patricia de Camargo

    As três bolsas de estudo são boas. Se pode tentar conseguir esta bolsa sem publicações, mas perderá pontos na avaliação. As publicações devem ser planificadas com no mínimo 6 meses de antecedência, porque deve-se elaborar o texto, revisá-lo e depois enviar para uma revista ou congresso. E este processo leva seu tempo, assim acredito que seja bem difícil que consiga uma publicação interessante até o começo do ano, não há tempo hábil!

    responder
  3. Talita

    Olá Patricia…Espero que este blog ainda esteja sendo atualizado. As dicas que deu em relação aos tramites burocraticos para a bolsa foram bastante importantes.Tenho duas perguntas sobre a bolsa, espero que possa me ajudar.1- Fez a solicitação pelo programa II.B Master y títulos propios, ou pelo II.D Programa Tordesillas?2- Quanto tempo antes pode solicitar a bolsa? Apenas para o mesmo ano que se inicia o mestrado? Fica bastante curto o prazo pois tem q iniciar o curso antes de saber se conseguiu a bolsa! Como foi no seu caso?Desde já, agradeço sua atenção.

    responder
  4. Patricia de Camargo

    Talita pedi a bolsa pelo programa IIB. Efetivamente tem que pedir para o mesmo ano de início. No meu caso, a publicação saiu em abril ou maio e o doutorado iniciava em outubro. É pouco tempo, mas na maioria dos casos o prazo é mais ou menos esse.O melhor é começar a ver todos os papéis e deixá-los encaminhados para o caso (oxala) de conseguir a bolsa de estudos.Um abraço

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Nas entranhas da obra da espanhola Cristina Iglesias. Para ver mais Inhotim, é só ir no @arte_365 
#inhotim #museumlovers #cristinaiglesias #artecontemporanea #minasgerais
  • Se existe um museu ao ar livre mais fotogênico que o Inhotim, eu desconheço 😉 💁🏽‍♀️ A entrada ao museu custa R$44,00, o complexo abre de terça a domingo. Hoje, quarta-feira, a entrada é gratuita. ⚠️ Sem fazer uma maratona artística é impossível visitar tudo apenas num dia. Para tanto, são necessários 2 dias. 🏃🏽‍♂️ Se você não quer caminhar muito ou quer maximizar o tempo da visita, pague para usar o sistema de carrinhos do complexo, que te levam e trazem por todos os caminhos.

#inhotim #museumlovers #minasgerais #brumadinho #arte
  • Isso aqui é um pouquinho de Inhotim ió ió 😉

#inhotim #minasgerais #brumadinho #arte #jardins
  • Uma beleza chamada ... Belo Horizonte 💕💕💕 #belohorizonte #pracadaliberdade #minasgerais #palmeras🌴
  • Felicidade em forma de cheesecake da @confeitariacuritibana no tour mais doce de Curitiba - @curitidoce 
Vai para Curitiba? Não pensa duas vezes, participe de um dos tours. Além das degustações, risadas e histórias de vida inspiradoras, como da Raabe da @anneschuartz ou da @ninaromano_patisserie ❤️❤️❤️ #curitidoce #curitibalovers #foodporn #vidadoce #curitiba
  • Metrô Saldanha Lisboa. Numa época em que os professores não são valorizados, ou seja, uma época triste, nefasta 😪

#metrolisboa #lisboalovers #educacao #lisboa #metrosaldanha

Follow Me!