Guias de Viagem e Arte

 
 
abr 26 2016

Bailarina reproduz obras de Degas

Dê o play e desfrute da trilha sonora perfeita para sua leitura 😉

landscape-1454956949-hbz-030116-welldegas-index

Os impressionistas estavam fascinados pelo movimento, algo tão característico da modernidade. Daí que temáticas como os trens, as massas de pessoas nas grandes cidades e os cavalos nas hípicas apareçam constantemente em suas obras. Mas Degas (1834-1917) além de todos estes temas, tinha uma obsessão especial pelo mundo da balé.

Realizou centenas de aquarelas, gravuras, desenhos, pastéis e esculturas que mostram os ensaios, as aulas intermináveis, os teatros e as protagonistas, aquelas meninas que viviam uma vida de muitos sacrifícios e que em sua maioria vinham de famílias pobres.

Acho que ele lhes devolveu a dignidade que muitas vezes lhes era tirada, tal qual fez Velázquez com sua série de anões. Porque o ambiente que estavam imersas estas meninas não era o melhor, inclusive com cenas de prostituição de menores entre bastidores.

Mas com a devida distância, nosso olhar é de ternura. Degas trabalha com cores pastéis, dá ainda mais leveza aos passos, capta cenas íntimas que delatam esgotamento físico. Sob esta perspectiva, Misty Copeland dentro de um projeto lindo, o NYC Dance, reproduz conjuntamente com Ken Browar e Deborah Ory, algumas dessas obras do artista impressionista.

Misty Copeland é a primeira bailarina negra a ganhar o posto de principal no American Ballet Theatre. No seu livro “Life in Motion (English Edition)”, ela se refere a si mesma como a “bailarina improvável”, sua história é inspiradora! (Assista o segundo vídeo!). No trailer do filme que conta sua trajetória, Misty explica sua paixão: “No ballet encontrei a minha voz”.

O resultado é uma releitura de obras criadas entre o final do século 19 e comecinho do século 20, que apareceram na Revista Bazaar de fevereiro deste ano (2016).
1455116915-hbz-2-misty
gallery-1455117039-hbz-4-misty
gallery-1455116967-hbz-3-misty
gallery-1455116868-hbz-1-misty


Não deixe de visitar o site dos artistas Ken Browar e Deborah Ory, as fotos são incríveis! Também vale a pena ler a entrevista de Misty Copeland na Bazaar, clicando aqui.
NYCDP_CharlotteLandreau_0233-Blog

Imagens: Harpers Bazaar e NYCDance Project

1 Comentário

  1. Monica

    Maravilhoso! Obrigada por compartilhar. Bjs

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • “Por mi trabajo me veo obligada a usar las palabras para pegar un hecho con otro, y al final todo debe parecer coherente aunque no lo sea” (“La niña perdida” da Elena Ferrante). #laspalmasdegrancanaria #quotes #literatura #islascanarias
  • Já conhecia Segóvia, mas graças a Deus eu ainda consigo me emocionar com velhos “amigos” 😉 E vc, qual é aquele lugar que volta a te emocionar a cada reencontro?

#segovia #aqueduto #arteromana #espanha #patrimoniomundialdahumanidade
  • “Ela quer ser seu território” (“Amiga de juventude” de Alice Munro).
#laspalmasdegrancanaria #quotes🖋 #literatura #alicemunro #cactos🌵
  • Detalhes de um restaurante que eu amei @casagalleta Atendimento perfeito do Andrei.
#espanha🇪🇸 #madri #restaurante #casagalletta #ondecomermadri
  • O lugar mais louco e surpreendente da última viagem: os jardins da Granja de San Ildefonso com suas 26 fontes monumentais ⛲️⛲️⛲️
#segovia #espanha🇪🇸 #palacio #granjadesanildefonso #fonte
  • As temperaturas caíram dez graus, mas ainda tá perfeito para um tinto de verano. Mais tarde vou mostrar como se faz o tinto 😜 comprei até gaseosa 😉 Este tomei no almoço no VIPs, a cadeia de fast-food que eu adoro, mas o tinto de verano deles não vale muito a pena. Era sobre isso que eu estava falando com o Tom 🤪
#tintodeverano🍷 #espanha🇪🇸 #laspalmasdegrancanaria #drinks🍹

Follow Me!