Guias de Viagem e Arte

 
 
jul 15 2013

Uma cidade do século 13 que soube como poucas chegar ao século 21 – Bilbao é muito mais do que o Guggenheim

Em 1300, a população junto às margens do Rio Nervión dia a dia ganhava mais importância como entreposto comercial e marinheiro. O que fez com que o Senhor de Biskaia lhe concedesse o título de cidade. Desde esta época os peregrinos já passavam por Bilbao para chegar à Santiago de Compostela, pelo conhecido Caminho Norte.
Bilbao é muito mais do que o Guggenheim
Bilbao

Eu e o Tom fomos atrás desta parte mais antiga da cidade. Não se conservaram grandes estruturas do século 15, que é quando se construiu o “Casco Viejo”. Uma pena 🙁 A maioria das construções que ainda estão de pé são do século 19 e comecinho do 20.
Bilbao é muito mais do que o Guggenheim
Bilbao é muito mais do que o Guggenheim

Apesar de que estou enumerando razões além do Guggenheim para visitar a cidade, tenho que dizer que grande parte do centro histórico estava às favas antes da construção do museu. Lembro quando visitei a cidade pela primeira vez, em 2002, que esta região era um canteiro de obras. Pois sim, existe uma Bilbao antes e depois do Gugge!

No começo do século 20, a indústria siderúrgica movia a cidade, e graças a ela chegou a ser uma potência econômica. Mas em 1986, fecha o estaleiro Euskalduna que empregava mais de 2000 pessoas. Em 1996 desaparece a Sociedade Altos Hornos, que durante muitos anos foi a maior empresa da Espanha! E Bilbao teve que se enfrentar a uma difícil reconversão. Que não era só estética ou de mudança de atividade econômica, já que a indústria havia deixado suas marcas negativas, uma delas, a contaminação do Rio Nervión. As margens do rio se encontravam em péssimas condições e estavam repletas de edifícios abandonados.
Bilbao1968_b
Bilbao antes do Guugenheim

A crise era tão grande, que a população diminuiu 14% entre os anos de 1981 e 1991! Neste panorama, Bilbao começa a voltar os olhos ao rio, e atrair grandes nomes da arquitetura nacional e internacional para cidade. E ao mesmo tempo, vai se revitalizando o Centro Histórico.

Bilbao

Mapa 1575 – http://blog.agirregabiria.net/2008/01/mapa-de-bilbao-en-1575.html
1926 – http://www.rtve.es
1968 – http://www.villamalea.eu
anos 1980 – Livro – Guia Visual del Museo Guggenheim
Outras fotos: turomaquia_2011

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Nas entranhas da obra da espanhola Cristina Iglesias. Para ver mais Inhotim, é só ir no @arte_365 
#inhotim #museumlovers #cristinaiglesias #artecontemporanea #minasgerais
  • Se existe um museu ao ar livre mais fotogênico que o Inhotim, eu desconheço 😉 💁🏽‍♀️ A entrada ao museu custa R$44,00, o complexo abre de terça a domingo. Hoje, quarta-feira, a entrada é gratuita. ⚠️ Sem fazer uma maratona artística é impossível visitar tudo apenas num dia. Para tanto, são necessários 2 dias. 🏃🏽‍♂️ Se você não quer caminhar muito ou quer maximizar o tempo da visita, pague para usar o sistema de carrinhos do complexo, que te levam e trazem por todos os caminhos.

#inhotim #museumlovers #minasgerais #brumadinho #arte
  • Isso aqui é um pouquinho de Inhotim ió ió 😉

#inhotim #minasgerais #brumadinho #arte #jardins
  • Uma beleza chamada ... Belo Horizonte 💕💕💕 #belohorizonte #pracadaliberdade #minasgerais #palmeras🌴
  • Felicidade em forma de cheesecake da @confeitariacuritibana no tour mais doce de Curitiba - @curitidoce 
Vai para Curitiba? Não pensa duas vezes, participe de um dos tours. Além das degustações, risadas e histórias de vida inspiradoras, como da Raabe da @anneschuartz ou da @ninaromano_patisserie ❤️❤️❤️ #curitidoce #curitibalovers #foodporn #vidadoce #curitiba
  • Metrô Saldanha Lisboa. Numa época em que os professores não são valorizados, ou seja, uma época triste, nefasta 😪

#metrolisboa #lisboalovers #educacao #lisboa #metrosaldanha

Follow Me!