Guias de Viagem e Arte

 
 
out 03 2016

Rubens – muito mais do que o pintor das mulheres voluptuosas

O pintor flamenco mais famoso foi sem dúvida: Peter Paul Rubens. Em vida alcançou fama e fortuna. Chegou a ser tão influente, que trabalhou como diplomata para as cortes européias e realizou amplos trabalhos artísticos para vários reis.
Autorretrato Rubens
Produziu mais ou menos 3.000 obras, como? Para a época viveu bastante, até os 63 anos de idade (1577-1640), e seu ateliê era enorme. Nele trabalhavam pintores especializados, por exemplo, em pintar mãos, frutas, cavalos, ou até mais especializados, em pintar a crina do cavalo. Desta forma, conseguia produzir mais e mais rápido! O mestre começava e terminava as pinturas, o “recheio” era coisa de seus empregados–discípulos.

A maioria das pessoas identifica os quadros de Rubens por suas mulheres voluptuosas. Na época este “volume” era sinal de riqueza e status social. Não importa que para nossos padrões atuais estas mulheres estejam um pouco gordinhas, as mulheres de Rubens fazem o jogo do esconde-mostra e exalam sensualidade.
As Tres Graças

Entendendo o barroco

Outras duas características do pintor são: o uso da cor e do movimento. Ele usa cores vivas. As cores eram cálidas mas em tons mais apagados. Aqui o vermelho é vermelho-sangue! Influência dos pintores italianos, principalmente dos venezianos.
Rubens, Pedro Pablo, Lucha de San Jorge y el dragón, 1607
Hoje muita gente passa os olhos pelos quadros de Rubens e pensa: está visto, nada de mais. Porque claro existe o cinema, estamos acostumados com efeitos especiais. Agora tente imaginar no século 17 que uma pessoa visse uma obra como esta da mitologia grega de Hero e Leandro, o que pensaria? Imagine a capacidade inventiva de um artista para desenhar este tremendo movimento? Aqui se soma a dificuldade técnica de plasmar este movimento na tela, como se usa a perspectiva? Ou seja como se passa ao espectador a ilusão do volume, criando posições quase impossíveis de serem transpassadas à tela!???
Hero and Leander -rubens-dresden
Hero and Leander - detalhe - Rubens
Conhece a história deste quadro? Hero era uma sacerdotisa que vivia em Europa. Leandro seu amor vivia na Ásia. Separando suas cidades, havia um estreito, que todas as noites Leandro cruzava para ver sua amada. Numa noite de mar rebelde, ele se desequilibrou e caiu. Seu corpo sem vida foi arrastado até Hero. Triste, a sacersotisa se matou, atirando-se de uma torre. No canto direito da pintura se vê Hero desesperada, e ao centro, Leandro já desfalecido. As mulheres são como as ondas que levam Leandro até os braços de Hero.

Madri - Guia do Prado
Guia Louvre
Guia de Museu | Guia Galeria degli Uffizi

Imagens:http://www.wga.hu/index1.html

4 Comentários

  1. Leidiane Marinho

    Adoro essa série Viajando na arte! Sempre aprendo muito com seus posts! Abs.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Leidiane, brigaduuuuu 🙂

      responder
  2. ILMA MADUREIRA

    Mais uma vez aprendendo com voce e viajando nas Artes.
    Agora olharei as obras de Rubens com outros olhos.
    Grata por mais esta explicaçao mararavilhosa.
    Abraços

    responder
    • Patricia de Camargo

      Eu também te agradeço o carinho 🙂

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Na frente de um dos nossos hotéis da viagem, prá avisar que já saiu o primeiro post de PARIS, com uma dica incrível! Visite o www.tuomaquia.com ou clique no link da bio 👍

#parislovers #lamaisonfavart #paris @hotellamaisonfavart
  • Eu viajei com a Ledinara do @curitidoce isso enriqueceu de uma maneira louca minhas experiências gastronômicas.

No mesmo dia da foto anterior, também estivemos na @maisonladuree 
Ela teve a ideia de comprar este macaron en forma de coração para provar e tirar fotos no Jardim des Tulleries, que fica do ladinho de uma das lojas.

Custou 2,10€ e nos divertimos barbaridades. Aliás se eu fosse você, seguia a @curitidoce porque ela fez vídeos de todos os doces que provamos nos 4 dias que estivemos juntas 💕

#laduree #parislovers #parisfood #paris #macaron
  • Uma das grandes experiências desta viagem: comer uma das “frutas” do grande @cedricgrolet 
O limão negro que eu comi é feito com um pequeno limão desta cor que vem do Irã após ficar um mês no deserto secando. 
O senhor que nos recebe na porta e que eu chamaria de chefe de sala, é um dos responsáveis em converter esta experiência em inesquecível. 
Não é um doce barato, mas vale cada centavo 😉

#cedricgrolet #parisfood #parislovers #doce #paris
  • Tão legal estar de bobeira e de repente, dar com ela 🤗 qual é teu lugar favorito para fotografar a torre?

#toureiffel #paris #parislovers
  • Esta belezura da foto já ganhou em 2014 o título de melhor madeleine de Paris. A madeleine é um bolinho com um toque de limão. 
Eu vim na Blé Sucré e comprei o pacotinho com 4 mais um expresso e paguei 5,50€. Comi na pracinha na frente da loja porque todas as mesas estavam ocupadas e posso te confirmar que é MARAVILHOSA 😍

Te dedico @curitidoce saudades de ti!

#blesucre #madeleine #parisfood #parislovers #foodporn
  • Hoje fiquei o dia inteiro no Louvre. A entrada sai por 15€, se quiser um audio-guia deve pagar 5€ quando compra a entrada. 
Peguei para testar como estava e fiquei brava. Quando estava super longe de onde tinha retirado, acabou a bateria. Fiquei com o dito cujo no pescoço por muito tempo sem serventia nenhuma. Ou seja, me entregaram um equipamento que não estava totalmente carregado.

Foi o museu onde o pessoal era menos amável e que menos ajudava. Uma pena ☹️ Claro que tem que ir, mas vá preparado. Eu posso te ajudar na tarefa 😉 sabe que eu escrevi um Guia do Louvre?
#louvremuseum #arte #paris #parislovers

Follow Me!