• O que fazer em Curitiba
  • Guia Museu do Prado
  • Saiba + sobre o Caderno de Viagens
Posts da categoria: ‘Museus’

Os 9 museus de arte mais visitados do mundo em 2014

Postado em 26.março.2015

The Art Newspaper deve estar a ponto de publicar seu relatório de análise dos museus de arte mais visitados do mundo em 2014, bem como das exposições temporárias, que é super legal para entender que artistas e estilos são os mais procurados pelo grande público. Alguns jornais já apontaram os primeiros resultados desta análise, onde se veem os museus com o maior número de visitas, onde não há nenhuma grande surpresa.

1) Museu do Louvre/Paris – 9,3 milhões
Louvre
2) British Museum/Londres – 6,8 milhões. Apesar de ser um museu gratuito, está bem longe dos números do Louvre. O que apenas comprova que o preço tem uma influência mínima na visitação.

British Museum

Foto de Chris Robinson

3) MET/New York – 6,2 milhões
Museus mais visitados em 2014
4) National Gallery/Londres – 6 milhões
Museus mais visitados em 2014
5) Museus Vaticanos – 5,5 milhões, onde se encontra a “Escola de Atenas” de Rafael Sanzio e a Capela Sistina, com duas das obras-primas de Michelangelo.
creation-of-adam-michelangelo
6) Tate Modern/Londres - 5 milhões, genial, já que abriga arte moderna e contemporânea!

Modern-Tate

Foto de Kyle Emmerson

7) National Gallery /Washington – 3,9 milhões

walking man too

Foto de Billy Liar

8) Pompidou/Paris – 3,6 milhões
Paris
9) Museu D´Orsay/Paris – 3,5 milhões, onde mandam os impressionistas.
Museu D´Orsay
Enquanto na sai a lista completa, veja a lista e análise de 2013, clicando aqui. Em breve, publicarei aqui a lista completa com mais detalhes :)

Madri - Guia do Prado
Guia Louvre
Guia de Museu | Guia Galeria degli Uffizi

Quer ficar sabendo quando saem os próximos posts?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Viaje com a gente no Google+ – google.com/+TuromaquiaViagens
Inscreva-se no nosso canal no YouTube, e seja o primeiro a ver nossos videos Turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

13 museus onde o espetáculo começa do lado de fora (ou 13 museus para a bucket list)

Postado em 25.março.2015

1. Soumaya, museu de arte na Cidade do México. Abriga desde obras de Botticelli e Artemisia Gentileschi a arte mexicana do século 20, mas suas obras mais antigas contam 30 séculos de história \o/. O nome do museu é uma homenagem à esposa do mecenas, e dono de grande parte das obras, Carlos Slim. O edifício é obra do mexicano Fernando Romero, assessorado por Ove Arup e Frank Gehry.
Arquitetura de museus - MuseumWeek Continue lendo »

Museu era um músico?! – De onde vem a palavra museu

Postado em 24.março.2015

Você sabe de onde vem esta palabra: MUSEU? Sinceramente, eu não era muito curiosa sobre a acepção das palavras, mas daí casei e o Tom adora este tema, e acabei “contaminada” por ele.

A palavra vem do latim que deriva de uma palavra grega – MOUSEION, cujo primeiro significado não tinha nada a ver com um edifício. Mouseion era um personagem da mitologia grega, parente ou amigo de Orfeu, educado pelas ninfas, que se converteu num grande músico capaz de curar doenças com suas melodias \o/

Incrível, né? Quando comecei a estudar o tema nem passava pela minha cabeça este significado. Mas a coisa não para por aí e começa a se aproximar mais do que entendemos atualmente por museu. Ainda na Grécia começaram a chamar os templos das musas de Mouseion. As musas eram as deusas da poesia e da música. O primeiro mouseion foi construído no século III a.C. e ficava junto à famosa Biblioteca de Alexandria.

Já em Roma utilizaram estes templos para expor aos cidadãos tudo aquilo que pilhavam durante as guerras da conquista. Papel que na Idade Média assumiu a Igreja. Tanta coisa chegava das Cruzadas que começaram a construir templos especialmente para guardar as relíquias dos santos, como no caso da Sainte-Chapelle em Paris.
Paris Paris Continue lendo »

Museum Week – a semana das catedrais do século 21

Postado em 23.março.2015

Esta semana a Internet tem uma hastag fantástica (#MuseumWeek), que comemora aqueles lugares que nos unem como seres humanos, tanto que esta gente incrivelmente desumana intitulada jihadistas os destroem porque conhecem sua força.

Imaginem que quando se formaram os estados nacionais a primeira coisa que os novos governantes fizeram foi construir museus, e você pode estar se perguntando o por quê? Simplesmente porque estas instituições davam legitimidade a estes novos governos, além de ajudar na formação dos cidadãos.
Museum Week Continue lendo »

A Madona Sistina e os anjos de Rafael | O que ver em Dresden

Postado em 03.março.2015

Tenho que ser sincera com você, apesar de ter me apaixonado por Dresden, a princípio foi um quadro que me fez passar uma noite na cidade. Cheguei numa segunda-feira, dia que a Gemaldegalerie estava fechada, e não podia sair de lá sem ver aquele Rafael que me fascinava desde que era uma adolescente, muito antes de entender qualquer patavina de arte.

Ando nesta vibe de ir atrás destes quadros que me seduziram sem motivos aparentes, e para exorcizá-los necessito esta proximidade. Por que exorcizá-los? Porque eles perseguem meus sonhos, estão ali naqueles momentos que tento loucamente deixar minha mente em branco, em outra inútil tentativa de meditar.

Rafael Sanzio - Madona Sisitina e seu mecenas Continue lendo »

Nesta vida louca um pouco de arte #MuseumSelfie

Postado em 29.janeiro.2015

“Esta Vida Louca,
Com sua louca realidade”

Nos dias em que estes versos se fazem mais presentes, poucas coisas me acalmam. Sabe esta sensação de não poder mais, de que o mundo te esmaga, que seria bem mais simples erguer a bandeira branca e sair do campo de batalha?

Em dias assim pego as fotos de momentos com grandes mulheres e homens que recolhi pelo mundo. Na tela vão aparecendo Louise Borgeois, Anselm Kiefer, Anita Malfati, Tarsila do Amaral, Hélio Oiticica, Pollock, Duchamp, Picasso, e tudo vai recobrando sentido.

Cada um de nós tem suas defesas, seus “grandes”, mas posso dizer que a arte é reconfortante. Uma grande tela é como um ombro amigo. Um hiperlink com a humanidade.

Estas fotos são meu tesouro, e por isso e outras mil razões (fora do meu umbigo) que defendo piamente o direito de fotografar nestes centros da memória chamados museus. Afinal o que está lá é tanto meu quanto seu ou daquele vizinho chato que insisti em fazer barulho de madrugada. Não importa se você goste ou não, a arte é uma representação fidedigna do que fomos, somos e seremos.

Por isso aplaudo iniciativas como o #museumSelfie. Que já vai pelo seu segundo ano, e ao menos por um dia (21 de janeiro) as redes sociais se inundam de selfies que compartilham o protagonismo com pinturas, esculturas, instalações, fotografias, fachadas de museus, ou seja, de tudo um pouco, mas tudo tão arte.

Naquela quarta-feira pedi através de Twitter, Facebook e Instagram que os leitores e outros blogueiros me enviassem fotos (selfies ou não) com obras de arte ou em frente a museus. Com muita emoção este post coletivo é nossa homenagem à arte que “torna o mundo suportável” (Nietzsche).

Lucia Malla do Uma Malla pelo Mundo“É meu selfie no pilar arco-íristíco do meu museu predileto do mundo, o Bauhaus Archiv em Berlim! :)” | Luciana Malheiros do Dividindo a Bagagem - “Ela foi tirada no Museo de Arte Moderno de Trujillo fundado por um artista peruano (que eu não conhecia) chamado Gerardo Chavez. Ele está vivo ainda :-)”.
Lucia Malla LRM 534 Continue lendo »

Páginas:123451018 »