• O que fazer em Curitiba
  • Guia Museu do Prado
  • Saiba + sobre o Caderno de Viagens
Posts da categoria: ‘Expozaragoza’

O que fazer em Zaragoza – 2a. parte

Postado em 22.julho.2008

Preparado? Vamos lá! Vamos terminar nosso roteiro romano, primeiro vamos ao Teatro de Caesaraugusta, que pode ser visitado em 30 minutos, e bem perto está o Museo de las Termas Públicas. Fica na frente de um edifício e a porta ,às vezes, está trancada porque estão passando o audiovisual (aguarde uns minutinhos!). Depois do audiovisual, em 10 minutos você repassa este museu. E para terminar o roteiro – Museo del Puerto Fluvial. Não se assuste parecem muitos, mas são pequenos e super bem pensados. A idéia é que você veja o que sobrou da antiga cidade romana, e entenda como eles viviam. Vai perceber que eles já conheciam muitas das comodidades do mundo moderno, hahahahaha

Horário dos museus da Ruta Romana:Terça a sábado: 10:00 – 14:00 e 17:00 – 20:00 / Domingos e feriados: 10:00 – 14:00
Cada museu por separado – $2€
Museo_Termas_publicas
Depois de terminar nosso Roteiro Romano, eu encontraria um lugar legal para comer. Mas o lance é comer algo leve porque para o passeio que eu te proponho para depois do almoço, é melhor não abusar! Uma dica é ir ao Frutolandia, que está atrás do El Corte Inglés na Plaza Paraíso (C/ León XIII, s/n). Peça um crepe de “salchicha frankfurt” e um suco, e pague 7 euros. Sustenta muito!

Bem, agora você tem que ir até o Parque Metropolitano del Agua, à empresa Nautida. Porque vai relaxar com um pouco de esporte: rafting, hidrospeed ou open-kayak, ou quem sabe alugar uma bici e andar pelo parque, você decide! Para chegar até o lugar exato, diga que quer ir ao Canal de las Aguas Bravas.

Depois deste gostoso relax, volte ao hotel, e depois direto ao Centro Histórico, para dirigir-se à outra zona famosa de tapeo, El Tuboentre a Calle Alfonso e Don Jaime. Aproveite suas últimas horas de Zaragoza, que vai te deixar com gostinho de quero mais, e não deixe de voltar à Plaza del Pilar para fotografar os monumentos com a bela iluminação que eles ganharam para a ExpoZaragoza!
Zaragoza_noche_2
Zaragoza_noche_4
Zaragoza_noche_3
Zaragoza_noche_1

Fotos by turomaquia_2008

Arquitetura na Expo II no Artetropia

Postado em 20.julho.2008

Lá no Artetropia continua a série sobre a arquitetura na ExpoZaragoza. Hoje o destaque é para esta construção, não é uma maravilha!?
Zaragoza - España
Para ir até o Artetropia, clique aqui.

foto by turomaquia_2008

Expo 2008: Espetáculos – Hombre Vertiente

Postado em 17.julho.2008

Este espetáculo me surpreendeu muito. É o que se chama “teatro aéreo”, e rompe com a tradição cênica do teatro italiano, porque neste tipo de forma de se fazer teatro se dá muita importância ao espaço vertical. Por exemplo, em uma parte do espetáculo eles fazem escalada!

O espetáculo engloba a perfomance dos atores, música, projeções e muita água. Trata da água em um sentido lúdico, e das disputas pela água, assim como da desertificação do planeta. Não deixe de assistir ao “Hombre Vertiente”, que foi criado pelo argentino – Pichón Baldinu. São seis oportunidades durante o dia: 15:00, 17:00, 19:00, 21:00, 23:00 e 01:00. Nós asistimos à uma da manhã, é o melhor porque os pavilhões já estão fechados, e você já assistiu o espetáculo do Iceberg. E entre um e outro pode ver os shows do Anfiteatro 43. E pegue um fast pass para não arriscar ficar de fora no último passe! No fast pass clique em “Inspirações Aquáticas”, porque é nesta praça temática que ocorre os passes diários.

Esta praça temática foi construída para abrigar este espetáculo, e pode receber a 3.000 pessoas. Este video não foi realizado pelo Turomaquia, e sim pelo Canaltgusta. Mostra apenas uma pequena parte do espetáculo, que dura 30 minutos. No Artetropia você verá um pequeno video realizado pelo próprio grupo do Pichón Baldinu (Ojalá) que mostra um pouco dos ensaios do espetáculo.

Imagem: Expozaragoza_2008

Os espetáculos da Expo 2008- Iceberg

Postado em 16.julho.2008

Os espetáculos da Expo são impressionantes! Foi de sobra o que mais gostamos, inclusive eu me atreveria a dizer que o Iceberg e o Hombre Vertiente são pura arte. Hoje vamos falar do Iceberg, que é um espetáculo que acontece todos os dias, às 22:30, e dura 30 minutos. Criado pelo Grupo Focus e dirigido por Calixto Bieito, está repleto de surpresas. Tudo começa com as primeiras consequências do câmbio climático, e que todos tentamos não ver porque seguimos consumindo de forma desenfrenada. O espetáculo segue e mostra que em um dado momento a situação será tão desesperadora que estaremos submergidos em um caos, e que de certa forma também dependerá do homem encontrar a solução para sair desta aparente situação sem volta atrás …

Neste video que utilizo imagens da concepção gráfica realizada pela ExpoZaragoza e as imagens gravadas ao vivo por Turomaquia, mostro uma pequena mostra do espetáculo. Nós chegamos 5 minutos antes do início e conseguimos vê-lo de pé na parte de trás. Quando estávamos no Pavilhão Ponte às 21:15 vimos que já haviam pessoas sentadas no enorme anfiteatro ao ar-livre esperando pelo espetáculo. E ontem eu vi no YouTube que o pessoal para sentar já está chegando ao anfiteatro às 20:30. Seria legal vê-lo sentado, mas não esquenta, se você só tem um dia para a Expo, não vai ficar duas horas sentado esperando se pode vê-lo de pé, ou mesmo de cima do recinto da expo, na parte aonde estão os pavilhões dos países.

Amanhã vamos entrar no espetáculo do Hombre Vertiente – Inspirações Aquáticas!

Dicas práticas para visitar à ExpoZaragoza

Postado em 13.julho.2008

Como chegar à Expo?

Vamos supor que você está em Madrid ou Barcelona e vai fazer apenas um bate e volta na Expo. No caso que esteja em Madrid, o melhor é pegar o AVE às 8:15 em Atocha, e ele te deixará na Estação Delícias em Zaragoza às 9:36. Da Estação você cruza a ponte que está em frente e chega até o lugar que pega o teleférico. Se você não quiser pagar pelo teleférico desce e entra pelo Pavilhão Ponte. E às 3:05 da madruga sai um trem, que não é o AVE, que se chama Estrela e que chega em Madrid às 07:21. Eu ficaria como mínimo um ou dois dias mais em Zaragoza. Porque a cidade está muito bonita e tem muitos atrativos bacanas, e a comida é deliciosa! Mas existe esta possibilidade de fazer um bate e volta.

Se você já está em Zaragoza, para ir até a Expo pode ir de carro, mas pense bem, pagar uma diária para deixar o carro no estacionamento é um pouco bobo! O estacionamento custa 12€ ao dia.

O melhor é pegar um dos vários ônibus que vão até a Estação Delícias ou até a própria Expo. Outra questão, andar com o teleférico ou não? Você pode comprar o ticket combinado: expo + teleférico, e daí o teleférico sai mais barato, como 7 euros. Se compra separado te sai 9 euros. Este preço é ida e volta. Eu adoro ter esta visão de cima, mas tem gente que nem gosta tanto, então seria melhor investir esta grana em outra coisa na Expo (clique na tabela abaixo para vê-la grande), porque chances de gastá-la você terá!

Quando entre vá direto ao fast-pass, e escolha uma das atrações que tem mais fila: Água Extrema ou Aquário. Nem todas as atrações formam parte do sistema de fast-pass, apenas estas:

·Aquário(obrigatório)

·América Latina

·Egito

·Filipinas

·Indonésia

·Iniciativas cidadãs (El Faro)

·Ilhas do Pacifico

·Jordânia

·Pavilhão do Caribe

·Pavilhão das Artes

·Pavilhão ponte

·Praça temática: Sede

·Praça temática: Oikos

·Praça temática: Água compartilhada

·Praça temática: Cidades de água

·Praça temática: Água extrema

·Torre da Água

·Tribuna da Água

·Vietnã

·Inspirações aquáticas (Hombre Vertiente)

Eu ficaria entre a Água extrema e o Aquário, você pode escolher o horário para a visita, se quer pegar para a Água Extrema, e depois tentar pegar hora para o Aquário, o melhor é reservar o primeiro horário disponível.

A partir daí faça um certo plano de visita com aquilo que você mais gosta, porque senão pode acabar andando de um do lado pro outro como cachorro doido!

O que eu mais gostei e recomendo (eu não vi todos os pavilhões, esta é uma pequena seleção entre aquilo que eu consegui ver!)

Pavilhões:

- México: tem a atividade mais legal que nós participamos. Ao final do pavilhão você pode montar uma sequência de imagens da tua idéia de progresso. Isso já poderia estar bem, mas o genial é que você navega por uma tela grande tátil, estilo aquele filme do Tom Cruise – “Minority Report”.

- Grécia: as ambientações são muito bonitas.

- Japão: o audiovisual é muito criativo, pena que as filas são gigantescas.

- Espanha: só não gostei da última parte que parece um m

useu da ciência, e isso numa feira enorme é meio cansativo! ( o pavilhão é gigante!),

- França: tem umas novidades tecnológicas bem bacanas.

- Castilla y León: muito bonito o efeito que eles conseguiram com um montão de garrafas vazias. E tem umas obras do MUSAC que valem a pena, principalmente uma instalação da Ruth Goméz (eu vou mostrar no Artetropia, e daí aviso aqui).

- Galicia: um espaço para relaxar com muita arte.

- Extremadura: o mais legal é o audiovisual em 3D, vale a pena, e a fila é curtinha.

Espetáculos:

- Iceberg

- Inspirações Aquáticas (“Hombre Vertiente”)

- Todas as noites tem shows no Anfiteatro 43, e alguns muito bons! Por exemplo tocaram aí: Estrella Morentes e Dulce Pontes. A Dulce é bem conhecida do público brasileiro, é a portuguesaque canta “A Canção do Mar” e a Estrella Moriente colocou a voz na canção que Penelope Cruz cantou no último filme do Almodovar “Volver”. As duas são excepcionais, e cantaram ontem na Expo. Veja a entrevista das duas em um programa da tevê pública espanhola – “La 2”.

A.T.: Lembra que no outro post eu comentei que no mapa geral da Expo (estes mapas grandes que você encontra pela Expo) não estavam todos os restaurantes da exposição. Ontem quando eu estava montando este post, vi que no mapa de mão constavam todos os restaurantes! Assim para escolher aonde você vai comer, dá uma olhada neste mapa, que também te diz aonde estão os pavilhões de todos os países.

Mara Torres entrevista a Estrella Morentes y Dulce Pontes.

Postado em 13.julho.2008

Páginas:12