• O que fazer em Curitiba
  • Guia Museu do Prado
  • Saiba + sobre o Caderno de Viagens
Posts por Patricia de Camargo

Próxima Viagem – Estados Unidos e Brasil

Postado em 01.abril.2015

Amanhã, ou melhor, nesta madrugada começa outra viagem Turomaquia. Serão 45 dias entre a Costa Leste Americana e Curitiba, que começarão com uma imersão em New York para finalizar dois novos guias de museus, e trazer um montão de novidades prá você, entre elas hotéis incríveis para uma viagem a dois que pode ser a primeira, segunda ou vigésima primeira lua de mel ;) Porque aqui nosso lema é: as férias tem que ser tudo, menos repetição do nosso dia a dia, porque é aquele momento do ano que você se reiventa e vive de uma maneira que obviamente não poderia viver (a maioria de nós!) durante o ano todo! Assim, você merece um pouco de mimo e sofisticação ;) Aliás a viagem em sua parte americana, começa e termina assim!
New York Trip
Mas antes tem uma passadinha em Madri de 24 horas porque estou “necessitando” ver o novo Gourmet Experience do El Cortes Inglés da Serrano com seus 3 estrelas Michelin, e a exposição incrível que alberga neste momento o Museu Reina Sofía – Fuego blanco | La colección moderna del Kunstmuseum Basel. Este museu suiço está em reforma e parte de suas obras está viajando pelo mundo, com uma primeira parada em Madri, em uma exposição conjunta do Reina Sofía e do Prado, e que vai até 14 de setembro.
New York Trip
As 3 primeiras noites em New York serão entre o Upper East Side, vistas ao Central Park e Midtown. No meio disto tudo um brunch mega famoso na cidade, dois museus para suspirar e um roteiro entre o “tram” para Roosevelt Island e a 5a. Avenida.

A semana do dia 6 de abril começa com mudança de área, vou para o Chelsea, para apresentar uma nova forma de viver New York :) Vou testar atrativos bem diferentes para todos gostos, e ainda vou fazer dois bate e volta para conhecer 2 museus fora do comum. E se tudo der certo vou ver como é o dia de visita gratuita no MOMA.

No dia 13 de abril vou para Filadélfia, onde passo 3 noites porque você sabe prá contar tudo tintim por tintim não dá prá passar 12 horas numa cidade :( Nosso hotel por lá é de sonho total, e sabe que o luxo há 2 horas de New York custa bem menos!?!

O retorno a New York será em grande estilo too ;) E o mais legal desta história toda é que você pode viajar comigo! Vem please! Olha só, no Instagram aqueles cliques que captam o dia a dia da viagem – @turomaquia
New York Trip
No Facebook um video curto ao dia com algum momento “Uau” e algumas reflexões “on the road”, daquelas que se a gente não coloca no papel na hora, se esfumam no ar :(
New York Trip
O Twitter (@turomaquia) é o território do que está acontecendo agora mesmo, a rede social mais espontânea na minha opinião, onde já somos mais de 4.000 \o/ só falta você, vem!
New York Trip
Vou tentar com todas minnhas forças voltar a subir videos durante a viagem, lembram da Telenovela da Viagem Real, que agora o pessoal chama de vlog?! Para ser o primeiro a assistir, é só se inscrever no nosso canal – Turomaquia | Videos para Viajar pelo Mundo.
New York Trip
Para quem curte diário de viagem, é lá no Google + que vou escrever ao menos 10 linhas por dia :)
New York Trip
Sobre os outros 30 dias da viagem em terras brasileiras, eu conto depois prá vocês :) e por favor não me deixe viajar sozinha, conto com você nesta mais nova aventura, e claro se tiver alguma sugestão de restaurante, lojinha, café, o que seja, a caixa de comentários está aberta e sedenta!

Beijos minha gente amanda!

imagens: turomaquia_2013-2015

E daí, levo meu filho no museu?!

Postado em 27.março.2015

Imagino que muita gente se faz esta pergunta quando planeja uma viagem com crianças ou adolescentes. No melhor estilo, levar ou não, that´s the question. Pois é, se você não levar dificilmente a criatura quando for adulta terá o hábito de ir a este tipo de lugar :( e juro isto esta comprovado e “re-comprovado”.
Museu - Museum Week
Bordieu e Darbel  realizaram um estudo na década de 1960 em museus de 5 países, e a loucura é que até hoje este estudo não foi superado e seus resultados continuam sendo certeiros, entre eles a importância das visitas realizadas em FAMÍLIA.

O fato de visitar o museu com seu grupo familiar aumenta as possibilidades de que a criança em sua fase adulta continue frequentando museus, e numa proporção muito maior do que as visitas realizadas com a escola. E sabe por quê? Simples, porque o princípio da devoção cultural é muito mais forte quando “foi inculcado desde a primeira infância, pelos estímulos e as sanções da tradição familiar”*. Baita responsabilidade ;)

É meu filho e minha filha, mas o melhor desta história toda é que os museus incrementam a criatividade, e segundo um estudo norueguês*, os museus de arte melhoram a saúde, porque aliviam a ansiedade e o stress. Ou seja, você leva o filhote e ainda sai do museu revigorado, não é incrível!?

Como o segmento das famílias é o que mais cresce dentro da demanda dos museus, o pessoal do departamento educativo vem colocando a mão na massa para oferecer programas divertidos, e que possam ser interessantes para o adulto e para a criança. Mas como ainda não estão por todos o museus, o negócio é planejar um pouquinho mais a visita, veja como:

1. entre no site do museu ou compre um guia específico antes de ir, dê uma olhada por cima e escolha um tema para a visita, vou dar umas sugestões:
a) no Prado/Madrias crianças nas pinturas de Velazquéz e Goya, você vai acabar passando por algumas das obras mais importantes do museu. Peça que observe as roupas que as crianças levam, o que o quadro mostra (tema), quanto tempo ele acha que o artista levou para pintá-lo, se existem diferenças em como pinta um e outro artista, etc. Uma atividade legal, é antes de mostrar a obra à criança, identificar algo meio escondido na tela, e pedir para que teu filho encontre. Aliás qualquer atividade que obrigue a observar, pode desencadenar curiosidade e acabar levando ao hábito de realizar o mesmo em outras visitas.
Obras de arte
b) na Pinacoteca/Sampa – ver como era a vida do caboclo brasileiro através das obras de Almeida Junior. Este artista brasileiro é bom demais, viveu no século 19 e suas melhores obras se encontram na Pinacoteca. Quando chegar na obra Saudade, coloque a criança em uma posição que não possa ler a etiqueta, e peça que dê um título à obra. Depois faça que leia a etiqueta, e pergunte o porquê do título.
almeida junior
2. para que todo mundo comece e termine feliz, pense numa visita de 45 minutos nas galerias. Se achar pouco, pense em 45 minutos, uma passadinha no café para um suco, e volte para outro round de 30 minutos. Mesmo que esteja pagando em euros e dólares, não ceda à tentação de tirar o máximo proveito da entrada, porque o efeito será bem o contrário.

3. Se tiver paciência, seria o máximo instigar a curiosidade dos pequenos para algum tema da visita, e propor alguma atividade em casa, e o mais legal ainda seria que ela fosse realizada em família. Quem sabe um jantar temático?! (pós visita).

4. Nada de 2 museus por dia, nem muito adulto aguenta isso, imagina uma criatura de 7 anos \o/

5. Passear ao Deus dará sem lenço nem documento é um tédio para qualquer pessoa, se você não teve tempo de preparar nada, ao menos antes da visita, sente no café do museu com o mapa e tente construir alguma rota com a ajuda dos pequenos, no estilo “caça ao tesouro”. Combinem quantas obras vão ver antes de dar uma descansada, alguém do grupo pode apontar o nome das obras ou fotografá-las, e na pausa podem votar na que “chegou mais ao meu coração”, e outras categorias, mas nada de chatice, porque para criar o hábito é necessário sentir prazer.
Museu - Museum Week
Bom, este post já está gigante, por isso vou ficando por aqui, mas em breve quem sabe eu não volto com a série de “Guias para peques“:
Explorando a “lagoa” de Londres.
Louvre para adolescentes
Um guia para curtir a Notredame com as crianças (Parte 1)
Um guia para curtir a Notredame com as crianças (Parte 2)
Um guia para viajar com crianças – 5 regras de sobrevivência

Madri - Guia do Prado
Guia Louvre
Guia de Museu | Guia Galeria degli Uffizi

Quer ficar sabendo quando saem os próximos posts?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Viaje com a gente no Google+ – google.com/+TuromaquiaViagens
Inscreva-se no nosso canal no YouTube, e seja o primeiro a ver nossos videos Turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

Os 9 museus de arte mais visitados do mundo em 2014

Postado em 26.março.2015

The Art Newspaper deve estar a ponto de publicar seu relatório de análise dos museus de arte mais visitados do mundo em 2014, bem como das exposições temporárias, que é super legal para entender que artistas e estilos são os mais procurados pelo grande público. Alguns jornais já apontaram os primeiros resultados desta análise, onde se veem os museus com o maior número de visitas, onde não há nenhuma grande surpresa.

1) Museu do Louvre/Paris – 9,3 milhões
Louvre
2) British Museum/Londres – 6,8 milhões. Apesar de ser um museu gratuito, está bem longe dos números do Louvre. O que apenas comprova que o preço tem uma influência mínima na visitação.

British Museum

Foto de Chris Robinson

3) MET/New York – 6,2 milhões
Museus mais visitados em 2014
4) National Gallery/Londres – 6 milhões
Museus mais visitados em 2014
5) Museus Vaticanos – 5,5 milhões, onde se encontra a “Escola de Atenas” de Rafael Sanzio e a Capela Sistina, com duas das obras-primas de Michelangelo.
creation-of-adam-michelangelo
6) Tate Modern/Londres - 5 milhões, genial, já que abriga arte moderna e contemporânea!

Modern-Tate

Foto de Kyle Emmerson

7) National Gallery /Washington – 3,9 milhões

walking man too

Foto de Billy Liar

8) Pompidou/Paris – 3,6 milhões
Paris
9) Museu D´Orsay/Paris – 3,5 milhões, onde mandam os impressionistas.
Museu D´Orsay
Enquanto na sai a lista completa, veja a lista e análise de 2013, clicando aqui. Em breve, publicarei aqui a lista completa com mais detalhes :)

Madri - Guia do Prado
Guia Louvre
Guia de Museu | Guia Galeria degli Uffizi

Quer ficar sabendo quando saem os próximos posts?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Viaje com a gente no Google+ – google.com/+TuromaquiaViagens
Inscreva-se no nosso canal no YouTube, e seja o primeiro a ver nossos videos Turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

13 museus onde o espetáculo começa do lado de fora (ou 13 museus para a bucket list)

Postado em 25.março.2015

1. Soumaya, museu de arte na Cidade do México. Abriga desde obras de Botticelli e Artemisia Gentileschi a arte mexicana do século 20, mas suas obras mais antigas contam 30 séculos de história \o/. O nome do museu é uma homenagem à esposa do mecenas, e dono de grande parte das obras, Carlos Slim. O edifício é obra do mexicano Fernando Romero, assessorado por Ove Arup e Frank Gehry.
Arquitetura de museus - MuseumWeek Continue lendo »

Museu era um músico?! – De onde vem a palavra museu

Postado em 24.março.2015

Você sabe de onde vem esta palabra: MUSEU? Sinceramente, eu não era muito curiosa sobre a acepção das palavras, mas daí casei e o Tom adora este tema, e acabei “contaminada” por ele.

A palavra vem do latim que deriva de uma palavra grega – MOUSEION, cujo primeiro significado não tinha nada a ver com um edifício. Mouseion era um personagem da mitologia grega, parente ou amigo de Orfeu, educado pelas ninfas, que se converteu num grande músico capaz de curar doenças com suas melodias \o/

Incrível, né? Quando comecei a estudar o tema nem passava pela minha cabeça este significado. Mas a coisa não para por aí e começa a se aproximar mais do que entendemos atualmente por museu. Ainda na Grécia começaram a chamar os templos das musas de Mouseion. As musas eram as deusas da poesia e da música. O primeiro mouseion foi construído no século III a.C. e ficava junto à famosa Biblioteca de Alexandria.

Já em Roma utilizaram estes templos para expor aos cidadãos tudo aquilo que pilhavam durante as guerras da conquista. Papel que na Idade Média assumiu a Igreja. Tanta coisa chegava das Cruzadas que começaram a construir templos especialmente para guardar as relíquias dos santos, como no caso da Sainte-Chapelle em Paris.
Paris Paris Continue lendo »

Como é a visita a Torre da Televisão em Berlim (com o plus do almoço por lá)

Postado em 24.março.2015

Uma experiência que tinha tudo para ser daquelas turistona mas que contudo, todavia se revelou muito especial ;) Como já falei várias vezes, o atrativo-mirante não me seduz muito, mas o Tom ama uma vista de pássaro, e como o matrimônio é coisa de dois, resolvi colocar no roteiro de Berlim a visita à Torre de Televisão. Edifício singular que vai lhe acompanhar durante toda sua viagem, difícil não vê-la quase durante todo o dia, afinal mede 368 metros!

Mas para dar um pouco mais de pimenta ao assunto inclui um almoço no restaurante giratório, mesmo pensando que a comida seria de ok a péssima, não por nenhuma crítica que tinha lido mas por meu puro e banal preconceito.

Reservei pelo site: http://www.tv-turm.de/es/form-tischreservierung.php, e já recomendo de pé junto que vale pagar pelo ingresso VIP para ter direito a uma mesa do ladinho da janela no restaurante. Eu achei que não valeria, e me arrependi. Ao menos com a minha reserva não tivemos que fazer fila, fomos direto para a lojinha com a confirmação em pdf impressa, onde me trocaram este voucher pelas entradas, que além de tudo davam acesso ao elevador VIP, outra vez sem filas :)

Torre da Televisão de BerlimApresentamos nossa reserva já lá no alto e fomos levados à parte de cima do mirante onde fica o restaurante giratório. O atendimento foi perfeito, a comida era uma delícia, comecei com uma sopa de batatas, mas quando provei o prato de salsicha do Tom, não resisti, e acabamos pedindo um repeteco para dividir. Ainda pedimos vinho, cerveja e 1 café, gastamos 33€.

A sensação de ver a cidade desfilando por aqueles janelões foi daquelas capaz de relaxar o corpo e atingir a alma, e eu blasé que só pensando que era coisa prá turista. Mordi a língua, bem feito Patricia, quem mandou ser tão preconceituosa!

A vontade era pedir mais um vinho, e continuar por lá, mas Berlim é intensa demais e nos chamava, naquele dia tínhamos outra reserva, desta vez para o Bundestag. Antes de retornar à terra firme, demos uma volta com todos os demais mortais no piso abaixo do restaurante, que não é giratório, por lá são teus pezinhos que te levam de um lado a outro de Berlim, sempre acompanhados de cartazes que te dizem o que está na sua frente e um pouco da história do edifício ou da região.

Tá certo, aquele andar também vale a pena, mas a experiência só é completa quando você sobe quase até o céu e senta junto à cidade com uma taça de vinho nas mãos ;)

Prá quem comprar a entrada para a torre da televisão em português, é só clicar aquí. Também dá para incluir o ônibus hop-on hop-off.
Torre da televisão - Berlim Continue lendo »