Guias de Viagem e Arte

 
 
abr 28 2009

A Saga do Retorno

Voltar ou sair de casa e ainda ir para o Brasil sempre é uma saga para mim. Primeiro porque a Iberia dificilmente oferece um preço tão bom quanto a Swiss ou a Lufthansa. Assim, tenho que voar para Madrid (2 horas e meia), mais umas duas/duas horas meia para Zurique ou Frankfurt e mais 11 horas para Sampa.

Na ida fiquei um dia em Madrid e seis horas em Frankfurt. Mas na volta tudo era perigosamente rápido. Fácil para perder conexão e mala. E claro com tanta subida e descida, fiquei bem zureta, zonzinha, zonzinha. Sai de Sampa com a malinha pesando 27 kilos, o problema é minha fixação, obsessão por papel. Roupa, o mínimo dos mínimos. Não tive problema nenhum, até porque poderia despachar duas malas de 23 kilos.

Depois de ver o Corintias ganhando do Santos com direito a gol do Ronaldo, embarquei no horário para Frankfurt. Os aviões da Lufthansa não são super novos como os da Swiss, mas o pessoal de bordo é muito agradável e solícito. Na ida tinha conversado com um moço do check-in que me disse para tentar pegar na volta os últimos bancos porque são de dois lugares, são ótimos! (a disposição dos assentos é 3 – 4 – 3) Consegui, assim viajei na 54C. Para minha sorte, o avião não estava lotado e o senhor que estava ao meu lado se mudou para a última fileira, e eu viajei ” da solo”, e dormi muito!

Chegamos em Frankfurt no horário previsto, e como haviam alterado o horário do vôo eu já não tinha uma hora e meia para trocar de avião, mas apenas uma hora. Daí começou a Lei de Murphy, não descemos no finger, aquela passarela que te deixa dentro do terminal, mas sim descemos pela escadinha e um ônibus nos levou até o terminal, já perdi alguns preciosos minutos, depois veio a imigração. Como muita gente entrava por um país europeu em conexão, e não passava pela imigração e o próximo vôo que pegava já era dentro do espaço europeu e não tinha controle de passaporte, esta era uma maneira de entrar ilegal, e fácil, então agora os vôos internacionais sempre passam por controle de passaporte! Fila, fila e fila. Depois controle de raio-X, eu tinha um notebook, e tive que ir a um outro controle, aonde os caras passaram uma espécie de papel redondo no coitadinho, em cima, dentro, embaixo … liberada, literalmente sai correndo para o outro terminal, e quando cheguei o pessoal estava embarcando, ufaaaaa!

Com a pontualidade alemã cheguei em Madrid onde tinha que pegar a mala, porque agora ia voar com Spanair. A mala chegou meio acabadinha como a dona, conseguiram quebrar uma fivela de plástico da lateral. ok! Peguei a dita cuja e vamos para o check-in final. Escolhi mal o atendente, mal humorado total. Quando coloquei a mala, subitamente já não pesava 27 e sim 28, caçamba engordou durante o vôo!? “A Senhora tem que pagar o excesso!”. Argumentei que tinha vindo de um internacional, voando com a cia. parceira da Spanair, mas o cara ainda fez eu pesar a mochila. Eu disse que ia tirar uns livros da mala, ” mas a senhora não vai poder levar na mão”, eu já daquele jeito: “o problema é meu como vou levar, acho que o senhor já fez o suficiente”. Vocês não sabem a grosseira deste mal-amado, e a má-vontade total. Aliás eu tinha o cartão de fidelidade Spanair, e de nada serviu, porque quando o ser humano é idiota, a coisa não vai prá frente!

Abri a mala, e tirei 6 kilos de livros, quando voltei o Sr. Simpatia já não estava e uma senhora me liberou os dois kilos que ainda tinha de excesso. Fui à agência de correios, comprei uma caixinha, ainda tirei algumas revistas da mochila de mão e despachei direto para minha casa 7 kilos. Caixa + kilos = 9 euros, muuuito mais barato que o excesso das queridas cias. aéreas.

Mais um vôo, e chegada por fim em Las Palmas, onde meu maridinho estava me esperando com umas rosas amarelas fantásticas (estavam no ap.). E espera a mala, e nada de nada. Os caras me fizeram abrir a mala, para depois a dita cuja não chegar!!!! É o cúmulo, me senti muito mal, porque eles podem fazer o que querem, e você fica à mercê, é o cúmulo dos cúmulos!

Agora de manhã me entregaram a malinha, se não tivessem me tratado como trataram, eu até estaria feliz, porque não tinha mais que carregá-la, mas diante dos fatos, penso, do que vale investir tanto em propaganda, se a pessoa que tem o contato com o cliente é um energúmeno?!!!

Destaque post:
Problemas com a Spanair
Viajando com a Lufthansa

Fotos: turomaquia_2009

Postado por Patricia de Camargo | Marcadores:

9 Comentários

  1. Martinha

    Uauuu.. que novela!!!Jà passei com uns apertos desses qdo meus pais vieram..Quase perdemos o trem pra Alemanha so por causa de um funcionàrio estupido..Foram que todas as vezes que meus pais vieram, uma das malas foram extraviadas..Isso pela AirFrance.. vôo direto..E sempre a mala q tinha + presentinhos.. Odio!!So nessa brincadeira jà perdi vàrios All Star e Havaianas..=)

    responder
  2. Marcie

    Bem diz meu marido que hoje em dia viajar de avião é como viajar de ônibus antigamente. Eles nunca ouviram falar de relacionamento com clientes, nós nada mais somos que gado em forma de gente. Fico feliz que pelo menos a mala tenha chegado!

    responder
  3. Claudia Pimenta

    oi patricia! ah, estes percalços são capazes de estragar qq viagem… tb já cheguei em paris sem mala, por causa de uma conexão… não é fácil mesmo! bjs, querida!

    responder
  4. SÍLVIA OLIVEIRA

    Adorei a expressão “energúmeno”. Mais do que apropriada…Ai, ai, ai, rosas amarelas! Até dá para esquecer toda essa gente mal amada que você encontrou pelo caminho! 🙂

    responder
  5. Alessandra Mosquera

    Ai Patricia, que saco, hein? Essas coisas tiram a gente do sério mesmo! Já tive uma mala perdida pela Air France (mas que felizmente apareceu depois) e meus pais quase ficaram em terra, quando vieram ao meu casamento, porque a Ibéria disse que nao tinha onde coloca-los pra voltar pra SP! No fim deu tudo certo, mas deu um trabalho… nao tem mais cia. aérea que preste mesmo, mas eu ainda fico com a KLM; até hoje, nunca me causou nenhuma decepçao, eles sao excelentes! Vale a pena.

    responder
  6. Patricia de Camargo

    Martinha, realmente uma novela, e minha raiva quando a mala não chegou … cara você se sente impotente. Ainda bem que chegou no outro dia, porque eu tinha trazido um brownie que meus pais fizeram para minha sogra!!!Beijos

    responder
  7. Patricia de Camargo

    Marcie, teu marido está certíssimo, e deviam mesmo é parar de fazer publicidade enganosa, seria melhor!Beijos

    responder
  8. Patricia de Camargo

    Silvinha, as rosas amarelas foram o ponto alto desta novela. Na hora do stress, aqui entre nós me lembrei de um trecho do livro “Diário de um Mago”, do Paulo Coelho, que mais ou menos diz assim ” ele não está tratando mal a você, e sim ao mundo que odeia”. E disse pra mim mesmo: -Coitado!

    responder
  9. Patricia de Camargo

    Alessandra eu também adoro a KLM, e a Lufthansa, também é bastante eficiente!Beijos

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Dica de Sevilha: café da manhã na tradicional “La Campana” fundada em 1885. O lugar é bonito, gostoso e oferece uma boa relação custo x benefício . Gastamos 13,10€ por 2 sucos de laranja natural, 2 cafés e 2 mistos. 
Também é um ótimo lugar para comer um doce tradicional ou comprar um presente gostoso 😉

Abre todos os dias das 8:00 às 22:00 horas.

#sevilha #lacampana #ondecomersevilha #espanhalovers
  • Esta é a Nova Iorque florida que me deparei numa viagem que realizei nas primeiras duas semanas de maio. Linda demais 💕💕💕 #newyorkflowers #beautifulstreet #centralparkmoments #estadosunidos #novaiorque
  • Qual é seu ponto favorito do Central Park em New York? Eu acho lindo de morrer,  o lugar onde fica uma das maiores fontes da cidade, a Bethesda. 
Também conhecida como "Anjo das Águas", foi o primeiro trabalho de arte pública encomendado a uma mulher. Neste caso, a artista Emma Stebbins, que desenhou a fonte em 1868, sendo inaugurada em 1873.

A gente vê um anjo de bronze de dois metros e meio de altura que carrega um lírio e com a outra mão abençoa a água. Tem um referência bíblica ao evangelho de João que fala de um anjo que abençoa a piscina de Bethesda, conferindo-lhe poderes de cura. 
Debaixo do anjo vemos 4 querubins que representam a pureza, a saúde, a temperança e a paz.

É legal chegar junto à fonte cruzando por debaixo das arcadas da Bethesda Terrace, criada em 1860, um desenho de Jacob Wrey Mould. Debaixo dos arcos costumam se apresentar músicos, já vi um concerto melhor que o outro.

A fonte se encontra mais ou menos no meio do parque na altura da rua 72.

#bethesdafountain #centralpark #newyorklovers #mulheresnaarte #emmastebbins
  • Novo post-guia no www.turomaquia.com 🤛🏼 Espero que vocês curtam 🥰 🎶 Teardrop - Massive Attack (era o tema de abertura da série “House”. #moma #arte #artemoderna #museumguide #newyork
  • No Brooklyn todo mundo curte tirar esta foto na rua com a Manhattan Bridge de fundo. É só ir nas esquinas da rua Washington com a Front. Depois da foto, aproveita e faz uma boquinha no gostoso e barato Front Street Pizza 🍕 que na verdade é famoso por esta massinha recheada da foto 😉

#manhattanbridge #novaiorque #ondecomerbrooklyn #fotonewyork #beautifulstreet
  • O que será que elas estavam falando sobre uma das obras mais importantes de Picasso?! Eu não sou muito curiosa, mas adoro escutar o que o pessoal comenta no museu sobre as obras de arte. Não é para julgar, é para “ver” com os olhos do outro 👁👁 #moma #picasso #museumlovers #arte #historiadaarte

Follow Me!