Guias de Viagem e Arte

 
 
set 15 2011

10 razões para visitar a Irlanda “lato sensu”

O que quero dizer com 10 razões para visitar a Irlanda lato sensu? Os puristas que me perdoem, mas quero falar da ilha como um todo. Sem levar em conta as separações artificiais que nós (homens) realizamos por corretos ou estranhos motivos. Mas não são 2 países? YES, baby! But, mas na prática o melhor é visitá-los em conjunto! Chega de conversa, e vamos aos fatos:

1. Os bed &breakfast são geniais. Você se sente na casa de uma parente, mas só com o lado bom desta situação. Não tem que lavar louça ou comentar que a escultura dourada de elefante da entrada é linda. O café-da-manhã é uma refeição, você nem vai precisar almoçar. Para quem está viajando de carro é perfeito, quase sempre tem um lugarzinho para estacionar, sem te que pagar um plus.
Ballymoney - Irlanda do Norte
2. O paraíso dos trekkings e das bicis. Não precsia ser um tri-atleta para encarar. A Irlanda é quase inteira plana, ou com terrenos sem bruscas mudanças topográficas. O pessoal respeita prá caramba as bicicletas, pode andar sem medo.
Ilhas Aran

3. Cerveja e Ciders. A meca da Guiness e da Bulmers (ou Magners). Parece que o canecão é caro, mas que nada, vem com 516 ml de cerveja.
Westport - Irlanda

4. Dog´s Bay. Ainda tenho nítida a imagem de nossa aproximação a esta baía de sonho. De um lado vaquinhas pastando e do outro um mar mas próprio do Caribe do que destas bandas.
Dog´s Bay

5. Cidades multicoloridas. Alugar um carro, te dá a oportunidade de adentrar em uma outra Irlanda. De cidades pequenas com casas de todas as cores. Que combinam especialmente com um ritmo “slow”. Mas não esqueça que por aquí o pessoal almoça cedo, em muitos restaurantes as cozinhas já estão fechadas a partir das 20:30/21:00 horas. E estou falando do horário da alta temporada!
Galway

6. Viver o clima de um país que viu sair de suas estranhas homens como James Joyce. Em Dublin se vive e se respira James. Está pelas ruas em forma de esculturas, está neste humor ácido do dia-a-dia, enfim, esta nas grandes palavras que dizemos e parafraseando o gênio, nos fazem tão infelizes.
Dublin - James Joyce

7. O estúdio de Francis Bacon em Dublin. Emocionante ver onde um homem com o poderio de Bacon criava suas telas. Para os mais bagunçados, um alívio saber que compartilham o caos!
francis bacon studio detalhe

8. Kinsale. Tem tudo que se pode pedir: história + gastronomia de primeira + beleza. Não faça como nós, reserve ao menos 1 dia para curtir a cidade como ela se merece.
Kinsale - Irlanda
Kinsale - Irlanda

9. Derry/Londonderry. Chocante ver até onde vai a intolerância humana.
Derry - Irlanda do Norte

10. Comidinhas. Você acha isso estranho, pela má famas dos anglo-saxões?! Então afasta este pensamento preconceituoso da tua vida. Porque na Irlanda se come bem, desde um prosaico hamburguer. Não estou falando de cadeias de fast-food e sim dos pubs de toda vida que servem hamburguers caseiros e deliciosos. E a batata? Gente, todo que é tipo de prato com o tubérculo mais gostoso do mundo. Sim, sou nada menos do que LOUCA por batata. E as daqui são bárbaras, que é mais que gostosas, ok? Bata frita de pacote com vinagre. Quando o Tom comprou fiz cara feia, e não é que viciei. Perfeita para tomar com uma cerveja estupidamente gelada! Saladas. Não só alface com uns tomates e azeite por cima. Eles misturam muito frio com quente, e vão além da salada mista ou da casa.
Comidinhas na Irlanda
Killarney - Irlanda
Kinsale - Irlanda

Convenci a fazer mala e embarcar para Irlanda? Afirmativo, operante! Então fique sabendo que eu nem falei dos Cliffs de Moher, da Calçada dos Gigantes, do Livro de Kells, de Newgrange, das Ilhas Arán, de Slieve League, do Parque Nacional de Killarney


Para ler todos os posts da Irlanda, clique
aqui. E da Irlanda do Norte, aqui.

Busque e reserve seu hotel na IRLANDA, clicando aqui. Assim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada!

Planejamento ViagemLembre que o seguro de viagem é obrigatório para entrar na maioria dos países europeus. Fora que, qualquer problema lá fora pode te custar uma fortuna! A gente facilita as coisas, nosso parceiro Real Seguros, orça teu pedido em diferentes seguradoras e encontra a melhor prá você, seja por critério preço ou cobertura, para acessar clique aqui.

Prove abaixo …

fotos: turomaquia_2010, excepto a do Estúdio de Francis Bacon – Galeria Hugh Lane.

19 Comentários

  1. Gleiber Rodrigues (@Andarilho_Mundo)

    Irlanda entrando AGORA para a minha Bucket List….

    responder
    • Patricia de Camargo

      .) Não vai se arrepender, EU JURO! hehehe

      responder
  2. Carmen

    Despois de ler seus posts eu acho que tenho que voltar a Irlanda. Agora sei muito mais que antes e suas dicas são perfeitas para fazer, melhor que uma guia da viagem.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Carmen, brigaduuuuu 🙂

      responder
  3. Flávio

    Olá Patrícia! Foram algumas madrugadas, mas acho que consegui ler todos seus posts sobre a Irlanda! Foi o blog que mais me identifiquei, adorei cada detalhe da viagem! Agora estou em um dilema, e gostaria de uma opinião sua: Chegarei com minha esposa em Outubro na Irlanda à partir de Dublin e pretendemos alugar um carro. Aí vem as minhas dúvidas: Vale a pena já sair do aeroporto com o carro sendo que ficaremos uns 2 ou 3 dias em Dublin? Ou seria melhor pegar somente o carro para sair de Dublin e conhecer o resto da ilha? No início estava pensando em pegar o carro em Dublin e entregá-lo em Belfast, mas vi em um de seus posts e pesquisando nas agências, que a taxa de devolução em outro país é bem salgada. Vale a pena ‘voltar’ para Dublin desde Belfast? Quantas horas de carro? Pois em seguida, pretendemos ir para Edimburgo, e vi que o valor as passagens de avião por Belfast ou Dublin não são tão diferentes. Atravessar a fronteira das Irlandas é tranquilo? Desculpe pela qtde de perguntas e parabéns!

    responder
    • Patricia de Camargo

      Oi Flavio, muito bom saber tua opinião sobre o blog 🙂
      Em relação às suas perguntas:
      1. Não vale a pena sair de carro desde o aeroporto de Dublin, e ademais ele cobram uma taxa a mais saindo de lá, que só descubrimos na entrega.
      2. Realmente a taxa de entrega em local diferente me parecia abusiva, e a estrada Dublin – Belfast é super tranquila, A1 e M1. Uma highway. Leva-se mais ou menos 2 horas no trajeto.
      3. Ñ tem um posto de fronteira, mas eles vão te cobrar uma pequena taxa ( na locadora) por passar de uma a outra. Eles perguntam na hora que vc pega o carro se vai cruzar a fronteira.
      Você vai adorar as 2 Irlandas 😉
      Um abraço e qualquer coisa, pode perguntar!

      responder
  4. Flávio

    Oi obrigado! Sobre as taxas, me corrija se estou enganado, não vai ter muito jeito, fiz umas simulações, e, percebi que as locadoras cobram uma taxa para pegar ou deixar o carro no aeroporto, porém, se pego e devolvo no aeroporto, sai mais barato do que pegar na cidade e somente devolver no aeroporto! Só mais uma coisinha: vcs fizeram esses trechos em quantos dias? Uns 5 dias depois de Dublin é muito apertado? Abs!

    responder
    • Patricia de Camargo

      Flávio, de qual trecho vc fala? Dublin – Belfast?
      Se é esse, nós ficamos 3 noites em Dublin, 1 noite em Belfast, 1 noite em Ballymoney e 1 noite em Bushmills. Estas 2 últimas cidades formam parte da Irlanda do Norte. A partir delas conhecemos a Calçada dos Gigantes e os outros atrativos da Causeway Road. Realmente, livrar-se das taxas ñ dá, o ruim é que nós ñ fomos avisados antes, e por isso nos sentimos um tanto quanto “enganados” 😉
      Abraços!

      responder
  5. Flávio

    Então, minha idéia era tentar dar a volta pelas Irlandas, pegando uns 5 dias depois de Dublin fazendo o sentido oposto ao que vcs fizeram, começando pelo sul e finalizando em Belfast, parando onde desse. Depois disso somente voltaríamos a Dublin para pegar o avião. Daí a pergunta, se isso é muito corrido!

    responder
    • Patricia de Camargo

      Flávio, a única estrada estilo highway que vc vai encontrar é a que liga Dublin a Belfast e aq ue vem quase pela costa desde o sul. As demais são pequenas, eu acho meio loucura 5 dias para dar a volta, eu faria Dublin – Cliffs of Moher – Connemara – Derry – Belfast – Dublin ( e mesmo assim em 5 dias será bem corrido).
      beijos

      responder
      • Flávio

        Hehehehe! Obrigado! Vi que tem post novo justamente com essas dicas, como sempre, você sempre surpreendendo! Vou reorganizar e depois te digo o que resolvemos no final, só sei que Connemara vai estar dentro do roteiro! Abs!

        responder
        • Patricia de Camargo

          Flavio, Connemara é incrível, você vai amar. Aguardo teu feedback, e já fica aqui o convite para escrever um relato na volta!
          Um abraço

          responder
  6. Hanna Griebeler

    uauuuu…convenceu sim !

    responder
  7. Kelli Machado

    Patrícia, vc não imagina como esse post me cai como uma luva! Vou para Dublin em março, passaremos só três dias, mas em um deles vamos alugar um carro e ir até os Cliffs. Mal posso esperar!!!! A única pena é que os B&B que eu adoraria ficar já estão todos cheios porque iremos justo no fim de semana de St. Patrick. Anyways… será bom mesmo assim! 🙂

    responder
  8. Ninho Moraes

    Oi Patricia, vou pegar carona na sua conversa anterior. Eu e minha namorada chegamos numa segunda-feira (meio da tarde) em Dublin, onde dormiremos por duas noites. De quarta até sexta quero viajar pelo interior. Temos voo no sábado de manhã. Como saio do aeroporto, o preço total, por 4 dias, está saindo por 51 euros. Será que vale, mesmo que fique parado em Dublin. Ah, sou jornalista, cineasta e professor universitário, mas estou indo à passeio. Podemos nos conhecer e lhe levo um documentário que fiz, chamado TROPICALISMO NOW. Abraços.

    responder
  9. Carla

    Os meus planos originais eram passar 2 ou 3 dias em Dublin, voar para a Escócia e descer para a Inglaterra, num total de 20 dias de viagem. Mas a cada vez que eu entrava aqui, aumentava um dia na Irlanda… Agora já estou chegando em quase uma semana, e não posso mais redistribuir – então, vai ser super difícil selecionar, e mesmo cortando muito vai ser corrido!!!

    responder
    • Patricia de Camargo

      hehehehe Desculpa 😉

      responder
      • Carla

        Rsrsrs… Mas é muito bom isso, porque eu não ia me perdoar se chegasse bem pertinho de algum lugar bem bacana e não tivesse tempo pra visitar por falta de informação / planejamento!

        responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Esperando o embarque para Schlogen. Vamos de barco até lá e depois mais 52 quilômetros de bici até Linz. Vou tentar mostrar tudo nos Stories 🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️🚴🏽‍♀️ #passau #biketrip #schlogen @romantische_donauschifffahrt #boattrip
  • Que lugar!!! Adorei a ida aos castelos do Rei Ludwig II. É um bate e volta meio cansativo porque são 2 horas de trem e outras 2 para voltar, mas o dia foi inesquecível. 
Estávamos em 3 e o bilhete de trem ida e volta para o grupo custou 37€. A entrada para os dois castelos 25€ por pessoa. Em Füssen esperando o trem, tomamos meio litro de radler a 3,50€. Engraçado que curto mais o tour pelo castelo menos famoso, gostei mesmo do Neuschwanstein por fora, mas isso é gosto e já sabe né, gosto não se discute, como máximo se lamenta 🤣🤣🤣 #neuschwastein #fussen #castle #alemanha🇩🇪 #castelos
  • É assim mesmo, sem truques 😉 Eu usei o Innsbruck Card de 48 horas para visitar os atrativos e subir na montanha ontem. Valeu a pena, a economia é real, fora a comodidade! 
E entre uma visita e outra, esta chuva de ruas lindas e montanhas imperiais. Curtiu?

#myinnsbruck #austrialovers #mountainscenery
  • Marca com quem você gostaria de compartilhar este banquinho a 2.256 metros de altura no top de Innsbruck 😉

Eu queria marcar o Tom, mas ele não tem Instagram 😂 
#myinnsbruck #innsbrucklover #mountains🗻 #austria_memories #nordketteinnsbruck
  • Na Arena Romana de Verona sendo feliz. Eu e a infanta de Velásquez 😉 Comprei o Verona Card de 24 horas e valeu a pena. Custou 20€, mas foi uma loucura passar apenas uma noite na cidade. Andei 19 km e tive que ir muito rápido, deveria ter ficado no mínimo 2 noites. O Verona Card de 48 horas custa 25€. #veronalovers #arenadiverona #italialovers #happymoments❤ #24horasverona
  • Olha o que eu encontrei pelas ruas de Pádua 🖤 Tudo a ver com a data de hoje 😉 que devia ser um dia para comemorar qualquer amor, mas principalmente o amor próprio! E também a empatia! A ser capaz de se colocar no lugar do outro, a “calzar el zapato del otro” ❤️ #padualovers #streetart #loveyourself #padova #beautifulstreet

Follow Me!